Connect with us

Academia

10 maneiras de derreter MAIS gordura em TODOS os tipos de treino

Published

on

Fazer exercício é sempre importante para manter a saúde do corpo em dia e conquistar os objetivos estéticos almejados. No entanto, é comum que a atividade aparentemente pare de fazer efeito. Existem maneiras de dar um choque no metabolismo para se queimar mais gordura e turbinar os resultados na academia. Veja algumas delas na lista montada pela revista Women’s Health.

Na musculação
1. Faça treinos intervalados

treino-intervalado-texto

Isso significa trabalhar seu corpo durante 30 segundos de 80 a 90% de sua frequência cardíaca máxima, e 30 segundos em 70%. É mais eficaz do que manter-se o tempo todo no mesmo ritmo – isso requere esforço “médio” do corpo, que acaba se acomodando. O treino intervalado ajuda a emagrecer porque a frequência cardíaca acelera muito mais e se mantém na zona de queima calórica.

2. Limite seu tempo de descanso

Como queimar gordura tem a ver com manter o ritmo cardíaco acelerado, é bom não descansar durante muito tempo. Tente reduzir o descanso para um período máximo de 30 a 60 segundos. Uma boa opção é também fazer um descanso ativo durante a musculação: basta executar algum tipo de exercício aeróbico entre as séries, para manter a frequência cardíaca acelerada. Em todos os casos, preciso ter o acompanhamento de um profissional de educação física para que a prática de exercícios físicos seja segura.

Na esteira
3. Não use os programas pré-estabelecidos

Existem alguns programas “prontos” que a pessoa pode selecionar em aparelhos como a esteira, a bicicleta e o transport: subida, cardio, queima calórica, entre outros. O melhor é fazer tudo manualmente, porque assim é possível controlar de forma mais exata a sua performance – e conseguir resultados melhores.

4. Aumente a inclinação

A velocidade não é a única variável da esteira que deve ser alterada: tente aumentar a inclinação da esteira de 3 a 5%, ao invés de colocá-la para rodar mais rapidamente. Isso vai fazer com que músculos diferentes do habitual sejam requisitados durante o exercício. A medida que a inclinação for ficando confortável, aumente, para não deixar o metabolismo acostumar.

5. Saia do básico

corrida-esteira-texto

Na esteira, uma boa alternativa é andar rápido durante o tempo de descanso de um treino intervalado, ou deixar a velocidade bem devagar e fazer passadas de afundo: dê passos bem largos, dobrando o joelho da frente em um ângulo de 90 graus e deixando a perna de trás semiflexionada. Isso servirá como uma espécie de agachamento, trabalhando fortemente os músculos dos glúteos e das pernas.

No elíptico
6. Use os braços

O transport é um exercício excelente para queimar gordura e uma boa opção para quem tem problemas de articulação, porque o aparelho não causa impacto nenhum nesse sentido. Para aproveitá-lo ao máximo, não fique com os braços parados nas barras, mas movimente-os. Mais estruturas motoras serão requisitadas, os músculos vão demandar mais oxigênio do sangue, o sistema cardiovascular vai usar mais energia – e o resultado são mais calorias detonadas.

7. Alterne entre inclinação máxima e plano

Aqui, vale o mesmo da esteira: diferentes inclinações demandam o trabalho de diferentes músculos. Para tirar o máximo desta máquina, o ideal é ficar alternando entre a inclinação máxima e a neutra: quanto maior a inclinação, mais os glúteos e panturrilhas vão “queimar”. Quando ele está plano, os quadris e as coxas fazem mais força. Fazer essa variação dá também um resultado mais proporcional e harmonioso ao corpo.

Na bicicleta
8. Cheque sua maneira de pedalar

Muita gente faz força apenas para empurrar os pedais para baixo, esquecendo-se de concentrar-se nos movimentos de puxá-los para cima – os músculos flexores dos quadris são, desta maneira, negligenciados. Foque em empurrar e puxar: assim, você consegue pedalar mais rápido e utilizar mais unidades motoras para queimar mais gordura.

9. Pedale com o corpo erguido

bicicleta-2-texto

É isso mesmo: ficar “em pé” na bicicleta potencializa o gasto calórico porque ativa muito mais os tornozelos e o core: músculos que englobam o abdômen e a lombar, responsáveis por dar sustentação ao corpo e conferir uma postura bonita.

Na escada
10. Não apoie os braços

Pode apoiar para não perder o equilíbrio, mas não coloque o peso do corpo sobre os braços, porque isso tira o esforço que as pernas deveriam fazer e acaba sabotando o exercício.

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Academia

Treino “Fantástico” para aumentar pernas e glúteos em casa

Published

on

By

Mais um treino da nossa temporada de verão com um trabalho intenso de pernas e glúteos. Este treino serve tanto para quem quer ganhar massa muscular quanto para quem quer perder gordura pois o processo é o mesmo. Porém quem quiser perder mais gordura do que ganhar massa basta acrescentar exercícios aeróbios e uma alimentação específica para perder peso!

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Emagrecer rápido com treinos curtos!

Published

on

By

E ai pessoal! Tudo bem com vocês? Segue abaixo mais um treino bem intenso para fazer vocês derreterem todas as gordurinhas e de bônus ainda darf aquela fortalecida nos músculos e não ficar com aquela aparência de magra mas flácida.

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

É possível ter resultados treinando em casa? ao invés da academia?

Published

on

By

Sim! É possível ter os mesmos resultados de quem treina na academia treinando em casa. Aposto que você tinha essa dúvida não é mesmo? Porém estudos científicos tem comprovado que não importa aonde você treina ou quanto de carga você levanta.

Um bumbum resistente e forte tem uma função muito mais importante do que apenas uma boa aparência. Descubra qual o segredo para ter um glúteos bonitos.

Na verdade oque interessa é se você consegue atingir a falha muscular, ou seja, se você fizer um agachamento como peso do corpo com e atingir a falha com 100 repetições, ou se fizer um agachamento com muito peso e atingir a falha com 10 repetições o resultado será o mesmo. Claro que seria muito mais eficiente atingir a falha com 10 repetições do que com 100 porém esse isso foi só um exemplo.

O interessante é escolhermos exercícios eficientes. Assim podemos ter o mesmo resultado de quem faz academia.

Ex:

Um agachamento unilateral é um exercício muito mais eficiente do que um glúteo 4 apoios, pois para fazer o primeiro nós gastamos muito mais energia e atingimos a falha com menos repetições.

Para ter resultados basta ter em mente que essa estratégia é importante e o peso do corpo pode ser um grande aliado neste processo.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook




Mais Acessados