Connect with us

Destaque

3 Truques para a perda rápida de gordura

Published

on

O que você come nas duas horas antes de dormir tem um enorme impacto sobre seu físico, especialmente quando se trata de perda de gordura.

Precisamos comer para o que estamos prestes a fazer: Não se mover muito.
Especificamente nessa situação, as suas necessidades de carboidratos são drasticamente reduzidas – indiscutivelmente eliminadas – quando você estiver dormindo. Lembre-se, carboidratos são combustíveis para exercícios de alta intensidade, como musculação e corrida, e não existe uma situação como “sono de alta intensidade.”

Gordura, por outro lado, torna-se a fonte primária de energia quando a intensidade do exercício diminui. Na verdade, quando você está dormindo você está queimando quase exclusivamente de gordura.

Portanto, alimentar o seu corpo com carboidratos antes de dormir aumenta drasticamente a chance dos carboidratos serem armazenados em vez de serem queimados. E se os mesmos não são queimados, eles estão ou armazenados como glicogênio ou como gordura.

Se acontecer de você treina (cardio não conta) nas últimos três ou quatro horas antes de se retirar para seu quarto, então não há muita chance, dos carboidratos que você come, neste momento, serem convertidos em gordura. Isso porque os estoques de glicogênio estão baixos e serão todos os carboidratos consumidos, não deixando nada a ser convertido em gordura.

No entanto, a maioria de nós não treinar dentro de três ou quatro horas antes de dormir, de modo que devemos eliminar carboidratos na nossa refeição nesse momento. Quando eu digo eliminar não significa necessariamente zero gramas. Não tenha medo de vegetais de baixa neste momento.

Há evidências de que consumir uma quantidade grande de gordura suprime a lipase hormônio sensível (HSL), que é necessário para quebrar a gordura. Embora a quantidade de gordura que normalmente consumimos em uma refeição (40g), eu recomendaria a ser ainda mais conservador. Para a última refeição do dia, limite-se a 10 ou 15 gramas de gordura.

Truque 2: Treine pela manhã, Cardio sem carboidratos!

Comer carboidratos retarda a queima de gordura e promove o uso pelo corpo de carboidratos como combustível. Claramente, nós não queremos queimar carboidratos se estamos fazendo cardio para perder gordura.

Então, como vamos queimar gordura para obter combustível?

Jejum! – ficar sem comer por um período de tempo, como durante o sono – Força o corpo utilzar gordura como combustível.

Por quê?
O glicogênio hepático e açúcar no sangue são mais baixos em jejum, e o corpo é forçado a utilizar gordura como combustível.

Cardio em jejum eleva a níveis significativamente altos a secreção do hormônio potente de queima de gordura, a norepinefrina.(2) É por isso que os culturistas têm vindo a fazer cardio em jejum durante anos, com excelentes resultados.

Mas essa estratégia ainda não é perfeita.
Além de utilizar gordura como combustível, o organismo vai também mobilizar proteína para ajudar com as demandas energéticas. E ele vai ter esta proteína, mais especificamente aminoácidos (leucina, isoleucina e valina) do tecido muscular. Seus músculos são preciosos desperdica-los não é bom em momento algum.

Sim, seu corpo vai quebrar tecido muscular para alimentar a sua caminhada na esteira, por exemplo, mesmo sem a sua permissão. E isso ocorre cada vez mais que a intensidade do exercício aumenta. Mas há uma maneira de contornar isso “roubando”.

Consumir BCAAs antes de fazer cardio reduz e até evita a degradação de proteínas que poderiam ocorrer. (3) Isso significa mais músculo para você e uma taxa metabólica mais rápida.

Ao fazer alta intensidade de treinamento intervalado (HIIT), não é bom utilizar essa técnica de jejum, uma vez que o combustível utilizado não está na gordura.São carboidratos. No entanto, consumir BCAAs antes HIIT ainda é crucial, talvez até mais. À medida que a intensidade do exercício aumenta, o mesmo deve acontecer com os BCAAs, quando jogar para a produção de energia.

Truque 3: Coma para reabastecer seus músculos, e não seu fígado
Fato: Você precisa comer carboidratos para repor o glicogênio muscular para melhor desempenho e crescimento muscular. Tentar construir o músculo sem carboidratos é como dirigir com quatro pneus furados. Isso pode ser feito, mas não é fácil, e não é divertido!

Mas não é suficiente apenas comer carboidratos. Você precisa saber para onde eles estão indo e que eles estão indo para os músculos.

Existem três tipos de monossacarídeos de interesse para nós seres humanos: glicose, frutose e galactose. A última vem da quebra do dissacarídeo lactose, encontrada em produtos lácteos.

Ele será dividido em duas partes, uma parte da glicose e galactose uma parte. Posteriormente, a galactose em breve será convertido em monossacarídeos favoritos do seu corpo – a glicose.

A glicose é a moeda do corpo preferida. Uma vez no corpo – se ingerida, directa ou a partir da quebra de mais hidratos de carbono complexos – a glicose é utilizada para produzir energia, armazenadas como glicogénio ou convertidas em gordura.

É importância não comer demais carboidratos para que o excesso não seja convertido em gordura. Nós só poderemos comer carboidratos o suficiente para suprir nossas necessidades de energia imediata e para repor o glicogênio, especificamente o glicogênio muscular.

A glicose é quem, preferencialmente, repõe o glicogênio muscular em vez de glicogênio hepático. Parece que os músculos esqueléticos trabalhados fazem algum tipo de acordo com o corpo para que ele eles tenham prioridades sobre a glicose extra antes do fígado. Isso é ótimo para nós, porque nós queremos desesperadamente nossos carboidratos para ir para os nossos músculos, e não para o nosso fígado!

Quando nós ingerimos frutose, ela é rapidamente absorvida e transportada fora do fígado. Vai então ser armazenada como glicogênio no fígado e será lentamente absorvido conforme a necessidade do sangue.

O problema?

Carboidratos armazenando em nosso fígado para nossos músculos não é bom! O outro problema é que uma vez que o fígado está cheio de glicogênio irá converter qualquer entrada para a frutose triglicérides. Isso é péssimo. É ruim do ponto de vista aparência e do ponto de vista da saúde.

O que isso significa para nós?

Isso significa que nós certamente não precisamos ter uma grande ingestão de frutose!

Isso também significa que a ingestão maior deve ser de glicose. Porque, o que você comer de carboidratos a partir de frutose não estão indo para os músculos, que tão desesperadamente quer e precisa deles pós-treino. Assim, mantenha um olho na frutose, mas também controlar sua ingestão de sacarose. Sacarose, que é o açúcar de mesa, é um dissacarídeo feito de uma molécula de frutose e uma molécula de glicose. Em outras palavras, metade sacarose, metade frutose.

Soda não é definitivamente uma boa escolha para carboidratos pós-treino, mas não há uma fonte de carboidratos e muito menos óbvio que precisamos manter um olho em: fruta. Por exemplo, dos cerca de 25 gramas de carboidratos em uma maçã, cerca de 15 gramas são de frutose.

A questão não é evitar a fruta por completo. Na verdade, eu geralmente recomendo a maioria das pessoas comerem uma a duas porções por dia, porque ela é carregada com uma infinidade de micronutrientes. Antes, o ponto é fazer com que os carboidratos estejam indo para os seus músculos famintos.

Uma abordagem muito melhor é, se você vai comer alguma fruta pós-treino, considerar a possibilidade de comer uma banana, que tem mais de glicose.

Se você pensa em emagrecer não utilizando esses truques esqueça!

Referências
1. Effect of moderate incremental exercise, performed in fed and fasted state on cardio-respiratory variables and leptin and ghrelin concentrations in young healthy men. J.A. Zoladz, S.J. Konturek, K. Duda, J. Majerczak, Z. Sliwowski, M. Grandys, W. Bielanski
2. Effect of branched-chain amino acid supplementation on the exercise-induced change in aromatic amino acid concentration in human muscle.
Texto por: Clay Hyght
Traduzir e adaptado por: Equipe PIAUI TREINO FORCA
Blomstrand E, EA Newsholme.

http://www.hipertrofia.org

Comments

comments

1 Comment

1 Comment

  1. Leandro

    31 de outubro de 2012 at 06:55

    muito bom, fazem bastante sentido essas dicas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Destaque

Belo posa fortão e internautas reconhecem influência de Gracyanne Barbosa no resultado

Published

on

By

Nesta quinta-feira (23), o Belo resolveu exibir sua silhueta musculosa, em post de TBT, no Instagram,  e teve uma chuva de internautas que elogiaram o cantor. Mas alguns deles não deixaram de reconhecer a importância da esposa Gracyanne Barbosa na mudança de hábito do artista e no resultado de seu corpo.

“O que uma mulher não faz na vida de um homem. Parabéns, Gracyanne”, comentou um seguidor. “Está show de bola. Também, com uma esposa igual à sua não tem como não mudar o corpo. Ela é tudo de bom. Amo esse casal”, escreveu outra. “Eita que Gracyanne botou moral no ‘Tudão'”, brincou mais uma.

Um internauta, porém, disse que falta muito para Belo conseguir ter o corpo musculoso como de Gracyanne. “Mais uns cinco anos de musculação, você vai chegar perto do corpo da sua mulher”, disparou.

Na legenda da foto, o artista usou algumas hashtags, como Team Belo e Team Gracyanne, e outra um tanto sugestiva: “passarinho não acompanha morcego”. Pelo visto, Belo está trabalhando duro para acompanhar o corpo fitness de sua esposa.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Juju Salimeni rebate comentário em foto sem calcinha: “Eu to cagando pro seu respeito”

Published

on

By

Após publicar uma foto sem calcinha e dividir os internautas nas redes sociais, Juju Salimeni resolveu rebater um seguidor que a criticou. Na imagem, a modelo não está totalmente pelada, ela escolheu combinar o sutiã com uma bota cano alto.

“Depois vai na frente das câmeras e pede respeito, né”, escreveu um rapaz. “Eu to cagando pro seu respeito de outros embustes como você”, respondeu Juju.

Em momento com os fãs, Juju Salimeni revela peso e medidas do seu corpo

Juju Salimeni aproveitou a terça-feira (14) e usou as redes sociais para responder algumas curiosidades de seus seguidores. “Hoje estou de molho no salão e tenho tempo para responder perguntas”, disse ela, usando o Instagram Stories.

Após ser questionada sobre suas curvas, Juju contou que pesa 76 quilos e disparou: “Glúteos: 108 cm, Cintura: 69 cm, Coxas: 66 cm, Busto: 101 cm”.

A musa fitness explicou o motivo de nunca usar calça. “Não uso calça, mas se usasse seria 42, acho!”, e continuou: “Odeio qualquer coisa apertando minhas pernas, me dá uma coceira absurda também”, afirmou.

A loira também falou sobre silicone. “Troquei 330 ml por 570 ml no ano passado e não senti nenhuma diferença de peso. Mas tenho uma estrutura grande e tenho força”, concluiu.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Após perder 25 kg, Fani Pacheco enfrenta haters: “Ditadura da magreza e da gordura”

Published

on

By

No final de 2017, Fani Pacheco estava pesando 85 kg e foi diagnosticada com síndrome metabólica, um conjunto de condições que aumentam o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabete, o que a obrigou a mudar completamente seu estilo de vida antes que desenvolvesse algumas dessas enfermidades.

Sem alternativa, a estudante de medicina voltou a fazer uma dieta regrada, juntamente com exercícios físicos, para perder bastante peso. De lá para cá, ela conseguiu eliminar 25 kg e hoje exibe uma silhueta mais sequinha de 60 kg. À Marie Claire, ela conta que também teve de enfrentar alguns haters que a acusaram de estar se aproveitando da situação para ganhar mais destaque na mídia.

“A grande maioria, creio que 90%, aceitou bem, mas tem sempre aqueles que não têm coerência e tive de enfrentar. Dizem que gostavam de mim quando eu era gordinha e que não se identificam mais porque emagreci. Me acusaram de ter engordado propositalmente! Disseram que eu era uma sex symbol, engordei para aparecer na mídia e, depois, emagreci para aparecer novamente. Teve gente que se sentiu enganada”, lembra.

Ela defende que continua sendo a mesma pessoa que lutava para que o público aceitasse sua silhueta mais curvilínea, porém teve de mudar drasticamente para não sofrer com doenças que ela tem pré-disposição genética.
“Hoje existe a ditadura da magreza e da gordura. Quando você engorda te criticam e quando emagrece também. Algumas vêm dizer ‘essas famosas são assim mesmo, ganham dinheiro, emagrecem, fazem procedimentos estéticos para rejuvenescer’. Mas não pode mais? Tem de ser sempre o naturalismo? Elas querem mandar na vida das pessoas. As pessoas têm uma ditadura velada entre elas”, afirma.

Fani acredita que o preconceito com as mulheres gordas ainda é muito grande mesmo depois de tanta campanha de valorização de todos os tipos físicos. Ela ainda destaca que já sentiu o mesmo tipo de repulsa das plus size com as magras.

“Estou achando que o preconceito se ampliou para outras áreas. Antes ele imperava em alguns quesitos e agora te julgam em tudo de forma superficial. Se faço um ensaio nu, por exemplo, não gostam mais de mim. Se eu desagrado meu público em algo, de nada valeu tudo o que fiz. Eles avaliam cada atitude. O preconceito está velado nas redes sociais. As pessoas só não expõem. Estão julgando e rotulando demais. São como juízes da internet”, pontua.


Espelho, espelho meu…

Ela, que ganhou o Brasil com seu jeito sexy na 7ª edição do Big Brother Brasil, em 1997, comenta que demorou para conseguir ficar de bem com o espelho por ter quilos a mais. A estudante diz que brincava com a situação, mas não era fácil: tentava emagrecer, fazia dietas, ficava desanimada até descobrir que tinha compulsão alimentar.

“Demorei um ano, a base de terapias, e aceitei quando comecei a comprar roupas para o meu tamanho e me senti bonita. Me via feia porque as roupas não serviam, me apertavam, mostravam meus excessos de gostosura. Meus peitos saíam do sutiã. Quando usei um 48 me sentia arrasando, bem vestida e confortável. Demorei um ano para entender tudo isso e me achei bonita.”

Hoje, depois de ter vivido nos dois polos do padrão de beleza, ela acredita que se exige muito menos, mas ainda tem seus momentos de críticas consigo mesma.

“Acho que a mulher, independente de padrões de beleza, sempre é cricri. Conheço muitas lindas e maravilhosas que sempre arrumam problema. Principalmente em nossas fases hormonais, TPM, com retenção de líquido, ficamos chatas, de mau humor, nos irritamos com uma espinha ou com a raiz do cabelo aparente. Homens também têm um dia que acordam e não se acham bonitos”, aponta.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook


Mais Acessados