Connect with us

Destaque

A memória muscular explicada

Published

on

Quase toda a gente sabe que quando se para de praticar musculação, passado algum tempo começa-se a perder força e massa muscular de forma gradual (atrofia muscular), basicamente perde-se uma parte dos ganhos obtidos com esforço no ginásio.

Mas também acontece muitas vezes que quando se recomeça os treinos, também se recupera em poucas semanas a massa muscular e a força que se perdeu, e muitas vezes também com uma diminuição da percentagem de gordura corporal.

O que facilita imenso a recuperação da forma física anterior. É como se os músculos se lembrassem do seu estado anterior. Este fenômeno tem o nome de “memória muscular”.

Durante muito tempo teorizou-se que este fenômeno ocorria principalmente devido a mecanismos do sistema nervoso. E embora os mecanismos do sistema nervoso possam explicar os ganhos de força, não explicam como é possível recuperar a massa muscular de forma tão rápida.

No entanto, as investigações mais recentes vieram fornecer novos dados que apontam para a resolução do mistério da memória muscular.

Os mecanismos da memória muscular

Ao contrário de outros tipos de células, as células musculares possuem mais do que um núcleo, podendo chegar a conter centenas de núcleos.

O motivo pelo qual os músculos precisam de um número elevado de núcleos, é porque os núcleos são basicamente os centros de controlo que comandam as células, e dado que as células musculares são muito maiores e também muito mais complexas do que outras células do corpo, a presença de apenas um ou dois núcleos é largamente insuficiente para controlar essa célula.

54

As “transformações” de Christian Bale” demonstram bem o fenômeno da memória muscular.

Por isso, quando a massa muscular aumenta de tamanho, também é necessário adicionar mais núcleos. Isto já foi comprovado numa série de estudos, nos quais o número de núcleos aumentou à medida que ocorria a hipertrofia da massa muscular.

Também já foi demonstrado que os utilizadores de esteroides anabolizantes e as pessoas com facilidade em desenvolver massa muscular possuem um maior número de núcleos nos músculos do que o normal.

Tal como acontece quando se trata do aumento da massa muscular, acreditava-se que acontecia o oposto quando se perde massa muscular – ou seja, que se perde alguns núcleos devido ao fato de já não serem necessários.

E esta teoria foi confirmada em estudos que mostraram que o número de núcleos diminui à medida que o músculo atrofia.

No entanto, estudos mais recentes em que foram usados diferentes modelos animais (desenervação, descarga, ablação sinérgica) mostraram que, ao contrário do que se acreditava anteriormente, à medida que o músculo atrofia ou diminui de tamanho devido à inatividade ou falta de exercício (até 3 meses), não existe perda de núcleos nos músculos.

Tal como pode ver na imagem, o tamanho do músculo diminuiu para metade (50%) tal como está representado nas linhas, mas o número de núcleos manteve-se igual (representados pelos pontos verdes).

114 (1)

O que significa isto? Basicamente significa que uma vez que o músculo reteve a mesma quantidade de núcleos depois de ter parado de treinar, irá ser mais fácil aumentar a massa muscular até ao seu tamanho anterior.

Portanto, esses núcleos das células musculares parecem agir como “células de memória”. Eles “recordam-se” da quantidade de massa muscular que você tinha antes de ter parado de treinar.

Porque é que se pensava que os núcleos musculares desapareciam à medida que se perdia massa muscular?

Os estudos mais recentes usaram uma técnica diferente para estudar esses núcleos.

Em estudos anteriores, os investigadores contaram núcleos que pertenciam ao tecido conjuntivo e outras células (células-satélite). Esses núcleos realmente desaparecem com a falta de treino / atividade muscular.

Por isso, os investigadores assumiram de forma errada que os núcleos musculares desaparecem à medida que a massa muscular atrofia, quando na realidade esses não eram realmente núcleos musculares. Os estudos mais recentes contabilizaram os verdadeiros núcleos dos músculos e não encontraram perdas (1,2,3).

Outras possíveis explicações

Um outro fator que pode ajudar a explicar o motivo pelo qual é mais fácil recuperar a força e massa muscular quando se recomeça a treinar do que quando se começa a treinar pela primeira vez, é porque os praticantes de musculação já conhecem os exercícios, têm uma ideia razoável da forma técnica correta para os realizar e portanto têm as bases para realizar treinos produtivos.

Isto embora a forma técnica nos exercícios também se deteriore quando se deixa de treinar, mas é sempre mais fácil reaprender a técnica dos exercícios do que aprender a realizá-los pela primeira vez.

Conclusão

O fenômeno da memória muscular pode ser explicado em grande parte pelo fato dos músculos manterem o mesmo número de núcleos musculares durante a perda de massa muscular ou falta de treino.

No entanto, estes resultados ainda têm que ser confirmados por estudos em seres humanos.

Existem ainda outros fatores, sobretudo neurológicos e também de experiência de treino, que podem explicar em parte o fenômeno da memória muscular.

Fonte:

Comments

comments

Destaque

Nova Bailarina do Faustão ostenta corpão e faz sucesso na web

Published

on

By

A bela e paulista Karine Guzman acaba de ser anunciada como uma das novas bailarinas do “Domingão do Faustão”. Mas, aos 24 anos, ela é dona de um currículo digno de uma veterana. Modelo e bailarina, ela já estrelou várias campanhas publicitárias, participou de concursos de beleza e fez parte do grupo musical chamado As Leoas, ao lado de quatro outras beldades, no ano de 2012.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Sueca com bumbum de 2 metros diz sentir falta dos antigos glúteos

Published

on

By

Ela tem uma obsessão: ganhar a coroa de maior bumbum do planeta. O título é ostentado pela americana Mikel Ruffinelli, mas conhecida como Diva, que tem circunferência glútea de 2,5 metros! A sueca de 36 anos já chegou a 2 metros e, graças a uma dieta supercalórica, está se dedicando a quebrar o recorde.

Nascida em Estocolmo, Natasha Crown, que garante que as nádegas são “naturais”, falou com exclusividade à coluna. Apesar de amar o que vê no espelho, ela sente falta dos tempos em que o bumbum era bem discreto e não tinha “vida própria”. Mas é um caminho sem volta

Natasha Crown antes e depois da transformação Foto: Arquivo pessoal cedido ao Page Not Found/Instagram

A que tipos de cirurgias plásticas você já se submeteu no bumbum?

O único procedimento que realizei foi as transferência de 4,7 litros de gordura abdmominal para os glúteos (técnica conhecida como brazilian lift).

Natasha Crown atual e antes da transformação Foto: Instagram/Arquivo pessoal cedido ao Page Not Found

Você começou a sua transformação ao 20 anos e agora é uma pessoa totalmente ‘diferente’. De alguma forma, você sente falta da antiga Natasha?

Sim, sinto. Às vezes tenho vontade de voltar a ser a antiga Natasha para sentir na pele a diferença. Antes era mais fácil sair de casa sem ser notada.

Natasha Crown antes da transformação Foto: Arquivo pessoal cedido ao Page Not Found
Natasha Crown antes da transformação Foto: Arquivo pessoal cedido ao Page Not Found

Como você ganha a vida?

Eu faço performances diante de câmeras na internet. Os fãs podem me fazer pedidos e às vezes pedem coisas bem estranhas. Não me pergunte quais.

Recentemente, uma mulher morreu após passar por procedimento estético – bioplastia – realizado pelo ‘Doutor Bumbum’. Você não tem medo de ter complicações?

Não, nenhum. Não me submeto a esse tipo de procedimento. Sou natural. Jamais usaria substâncias de preenchimento para aumentar o meu bumbum. Só uso gordura do meu corpo. Nada de silicone ou coisas do tipo.

Natasha Crown (à direita) antes da transformação Foto: Arquivo pessoal cedido ao Page Not Found

Então você acha que não corre nenhum risco?

Amo a minha vida e não acredito que a esteja colocando em risco. Meu objetivo é viver a vida na plenitude.

No seu site você diz que é atriz. Que tipo de atriz?

A minha carreira de atriz está focada agora em reality shows.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Bumbum poderoso! Juliana Paes ‘abala as estruturas’ com novas fotos em Ibiza

Published

on

By

Juliana Paes, que está longe da televisão desde quando atuou em ‘A Força do Querer’ (2017), aproveita essa pausa em sua carreira profissional para curtir férias com o marido. Ainda na Espanha, tem causado repercussão por conta de seus posts.

No primeiro clique, a atriz posou de costas, usando um chapéu panamá, óculos escuros e uma saída de praia preta transparente. Na segunda foto, já aparecia de biquíni. O que as duas publicações tem em comum? O elogiado bumbum deJuliana, nas fotos em Ibiza.

“Kardashian que me desculpe, isso sim é que é um corpo”“Depois dessa foto, até larguei meu pão de queijo e fui fazer uns agachamentos” e “Se eu tivesse uma bunda dessas, eu só entraria de costas nos lugares” foram alguns dos muitos comentários de seguidores nesse teor.

Tchau!!!!!!! ?

Uma publicação compartilhada por Juliana Paes. Actress. Brazil (@julianapaes) em

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook


Mais Acessados