Connect with us

Alimentação e Nutrição

A suplementação com vitamina C reduz a hipertrofia muscular

Published

on

Mesmo nos dias de hoje, os suplementos de vitamina C continuam a ser bastante populares e consumidos pelos culturistas e praticantes de musculação.

Entre os seus supostos benefícios encontram-se efeitos anti-catabólicos, que em teoria poderiam facilitar uma maior hipertrofia muscular. Mas será isso verdade, e será mesmo isso que acontece?

Na realidade, já foram realizados vários estudos que comprovam precisamente o oposto. Este estudo em especial mostra que a suplementação com vitamina C reduz a hipertrofia do músculo esquelético em resposta à sobrecarga crônica (1).

Apesar do fato de ainda não ter sido publicado, o artigo de Yuhei Makanae et al. na verdade, apenas confirma o que mais e mais cientistas têm vindo a especular no último par de anos. Uma ingestão elevada de antioxidantes, e como parece, em particular da vitamina C, sabota a resposta hipertrófica dos músculos ao treino com pesos.

19

Como pode ver na figura 2, o efeito foi relativamente pequeno, mas muito significativo em termos estatísticos (p <0,01) e isso apesar do facto do regime de suplementação (500 mg/kg de peso corporal; HED: 0.08mg/kg peso corporal) não ter ingerido quantidades muito mais elevadas do que alguns “entusiastas da vitamina C” estão a tomar todos os dias no esforço fútil (e inútil) para aumentarem os seus níveis séricos de vitamina C para uma concentração que o seu corpo irá – e provavelmente não sem razão – tentar contrariar aumentando a eliminação de vitamina C via renal.

Tal como os dados da figura 2 mostram, os mesmos mecanismos homeostáticos que conhecemos dos seres humanos, também funcionam da mesma forma em roedores – pelo menos no que diz respeito aos níveis séricos.

Por outro lado, no músculo plantar do grupo suplementado, verificou-se uma acumulação significativamente mais elevada de vitamina C do que no grupo placebo.

ssss

Este aumento foi acompanhado por uma atenuação dos efeitos repressores que a sobrecarga crónica do músculo teve sobre a expressão da proteína catabólica atrogina-1 e na proteína anabolizante ERK1 / 2 (p <0,01) no grupo de animais não suplementados.

Com base nesta observação e com referência aos resultados de estudos anteriores e ao fato de que nem o conteúdo de água do músculo, nem uma redução significativa na ingestão de alimentos no grupo de vitamina C poderem explicar as diferenças observadas, Makanae et al. concluíram:

A administração oral de vitamina C atenua a hipertrofia muscular induzida por carga mecânica crónica.

Porém, o estudo não responde à questão de saber se os efeitos seriam idênticos num cenário de treino do mundo real, onde o desgaste ainda mais intenso e desgaste no músculo poderia ser de fato suficiente para induzir a hipertrofia do músculo esquelético humano apesar da suplementação de vitamina C.

Mas vamos ser honestos. Em vista do fato de que as evidências científicas que provam os benefícios ergogénicos da suplementação com mais de 1 grama de vitamina C por dia (em seres humanos) serem simplesmente inexistentes, o ponto-chave a reter do estudo em mãos deve realmente ser:

Não aumente a sua ingestão de vitamina C para além de 1 grama por dia. Isto se não quiser correr o risco de comprometer os resultados de todo o trabalho duro que está a aplicar nos seus treinos.

Referência!

Comments

comments

1 Comment

1 Comment

  1. Rosangela medeiros

    5 de Fevereiro de 2014 at 18:13

    Oii boa tarde…

    vcs tao falando que a vitamina c prejudica a hipertofia né ?

    no meu caso eu tomo o colageno hidrolisado com vitamina c,sera que atrapalha ?
    pois eu faço musculação (hipertrofia)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alimentação e Nutrição

Abacaxi, pepino e mais 1 ingrediente: Esta bebida vai fazer você emagrecer muito mais rápido

Published

on

By

Está querendo perder peso e não consegue?

Então esta receita com certeza vai ajudar você.

O suco de abacaxi e pepino possui forte ação estimuladora do emagrecimento.

O abacaxi é bastante diurético e rico em fibras, o que o torna um forte desintoxicante natural.

Ele ainda auxilia a digestão, especialmente a de proteínas, e melhora a circulação.

O pepino é hidratante, diurético e rico em fibras.

Além de emagrecer, ele é excelente para a pele e ajuda a normalizar a pressão arterial.

Existe outro ingrediente muito importante na receita: a linhaça.

No caso da linhaça, o que explica a ação emagrecedora são as fibras, responsáveis por proporcionar uma sensação de saciedade e ainda auxiliam na redução da absorção intestinal da gordura.

A linhaça ainda é rica em ômega-3, em ômega-6 e ômega-9.

Alem de ajudar no emagrecimento saudável, esta bebida é rica em vitamina C, que ajuda a fortalecer as defesas do organismo.

E como é que se faz o suco de abacaxi e pepino com linhaça?

É simples demais.

Anote:

INGREDIENTES

2 fatias grossas de abacaxi

Meio pepino cru descascado

2 colheres (sopa) de linhaça

Meio copo de água

MODO DE PREPARO

Bata muito bem todos os ingredientes no liquidificador.

Beba logo em seguida.

Tome este suco duas vezes ao dia, de preferência em jejum e um pouco antes do almoço.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Arroz ou massa? o que é que engorda menos?

Published

on

By

Têm características nutricionais muito semelhantes e o ideal é alternar entre o consumo de cada uma destas opções. Mas, se pretende perder peso, uma delas é mais vantajosa para si.

Tendo em conta o valor energético, a melhor opção é o arroz, sendo que apresenta um teor calórico inferior ao da massa. No entanto, a massa tem a vantagem de ter um maior teor de proteína (é mais saciante) e menor teor de hidratos de carbono. O arroz tem um menor teor de gordura sendo de evitar a elaboração de refogados prévios à sua cozedura, desaconselhados não só para a gestão do peso, como para a manutenção da saúde cardiovascular.

É recomendado que os alimentos pertencentes ao grupo dos cereais e derivados, como é o caso da massa e do arroz, constituam a base da alimentação, devendo ser sempre acompanhados de alimentos dos restantes grupos alimentares (nomeadamente, carne ou peixe e legumes), de forma a fornecer ao organismo todos os nutrientes necessários.

Como comer sem engordar

100 g de massa fornecem 175 kcal, 1 g de gordura, 36 g de hidratos de carbono e 1 g de proteína. Já 100 g de arroz têm 171 kcal, 0 g de gordura, 39 g de hidratos de carbono e 3 g de proteína. Estes são os cuidados a ter na hora de os ingerir:

– Opte pelas versões integrais de arroz e massa para aumentar o teor de fibra da refeição, o que tem impacto no controlo da saciedade e da absorção dos nutrientes.

– Reduzir a porção de arroz ou massa consumida, compensando com o consumo de leguminosas e/ou legumes, pode ser uma estratégia a utilizar para conseguir controlar o peso mais facilmente.

– Substitua-os por konjac, uma planta rica em glucomanano, que, sendo uma fibra, tem efeito regulador da saciedade, além de ter um teor reduzido de hidratos de carbono e de energia.

Texto: Liliana Oliveira (nutricionista e membro da Associação Portuguesa de Dietistas)

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Esta é a forma correta de se preparar chá de gengibre para emagrecer e reduzir a gordura abdominal!

Published

on

By

A raiz de gengibre, além de ser deliciosa, é bastante eficaz, composta de propriedades anti-inflamatórias, antiparasitárias, antivirais e antibacterianas.

Ela age de forma intensa no sistema imunológico, digestivo e no cardiovascular.

O gengibre contém vitaminas (como a C) e minerais (como magnésio).

É muito comum encontrá-lo na culinária, dando um gostinho especial nas comidas e bebidas.

Neste post, vamos ensinar a fazer o melhor chá de gengibre.

Por que é o melhor?

Porque ele vem reforçado com outros ingredientes “mágicos”, que são o açafrão-da-terra (cúrcuma), o limão e o óleo de coco.

Este chá é uma ótima opção para o tratamento de gripe e outras viroses.

Além disso, ele também proporciona outros benefícios, como:

– Melhora a circulação

– Alivia as dores no corpo (inclusive enxaquecas e dores de cabeça)

– Reduz o risco de pedras nos rins

– Oferece nutrientes necessários para manter o funcionamento adequado do fígado

– Estimula o metabolismo

Aprenda a fazer este maravilhoso chá:

Um pedaço de 5cm de gengibre cortado em fatias

1 limão cortado em rodelas (não precisa descascar)

750mL de água

MODO DE PREPARO

Ferva a água com o gengibre.

Quando levantar fervura, adicione o limão e tampe a panela.

Tome de duas a três xícaras por dia.

Consuma por no máximo duas semanas.

Se quiser continuar tomando, dê uma pausa de uma semana e retome por mais duas.

Importante: hipertensos só devem consumir gengibre com a autorização do médico.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook




Mais Acessados