Connect with us

Destaque

Bodybuilding Natural

Published

on

Este artigo é focado aos atletas naturais que não recebem nutrientes/proteína extras oferecidas por várias substâncias ergogênicas. Vou escrever abaixo de que forma construir melhores braços a partir da minha tentativa de acerto e erro.

Gostaria de começar este artigo, em primeiro lugar dizendo que se alguém está usando esteróides, sua formação é diferente do ponto de vista de volume e talvez técnicas específicas utilizadas. Este artigo é focado em pessoas que treinam de forma natural, livre de drogas, bodybuilders que não recebem um “extra” através de substâncias ergogênicas. É baseado em meus estudos e experiência pessoal.

 

Minha Experiência

Eu tive muitas fases de tentativa e erro, durante os anos de minha formação competitiva. Minha primeira competição de bodybuilding foi quando estava com 19 anos, no ano de 2000.

Eu não comecei a levantar pesos quanto estava com 19 anos. Eu levantava pesos desde os 13 anos sempre tentando reunir conhecimentos de qualquer fonte que eu podia. Tudo o que eu queria era ser maior do que outro bodybuilder natural em um ritmo mais rápido do que poderia ser considerado humano.

Enfim, minha formação no início de carreira era baseado de que “mais é melhor”. Eu treinava muito parecido com os bodybuilders da década de 1970 ou até antes. Você sabe o que isso quer dizer?

Eram quatro horas de sessões de musculação onde eu agredia meu corpo com todos os pesos que eu conseguia levantar. Todo mundo quer os músculos grandes, mas apenas alguns de nós são capazes de gerir a coragem e disciplina para fazê-lo. Então se eu pudesse levantar cada vez mais peso e mais peso, meus músculos certamente iriam crescer rápido e melhor, ou pelo menos é o que eu pensava.

Arnold fazia isso certo? Então eu deveria fazer. (lembre-se que Arnold não era natural, mas eu “esqueci” isso temporariamente durante este momento da minha vida). Sei que este artigo é para falarmos sobre os braços, mas deixe-me dar um exemplo sobre treinamento intenso.

 

Quatro horas de quadriceps

Certa vez visitei o ginásio próximo ao natal e fiz agachamentos durante quatro horas. O meu treinador na época não me deixou fazer mais que 1 série até a falha a cada 12 minutos, então é isso que eu fiz.

Eu fiz isso com base em uma rotina que eu tinha ouvido falar. Isso estava escrito no livro do Arnold. Então o que esta maratona de agachamento fez por mim? Minhas pernas surpreendentemente não ficaram muito doloridas  do que normalmente ficaria em um treinamento de pernas, mas minha força ficou completamente exaurida por 2 semanas! Tentei fazer agachamentos uma semana depois, mas minhas pernas não respondiam.

 

Foi então que comecei a refletir sobre a estúpida formação que estava fazendo. O que eu fiz foi uma viagem de ego, pois o que vinha fazendo era estúpido. Fiquei feliz em parar com minha sessão de treino que continha 25 séries de agachamento até a falha. Caso você duvide do que venho falando, faça você mesmo o teste, mas só faça se você não for um novato na academia. Meu conselho é que poupe o seu tempo e ouça minhas palavras.

Assim minha busca se aprofundou em como eu poderia crescer mais rápido sem desperdiçar meu tempo. Arnold recomendava fazer cerca de 25 séries para braços. Eu não concordo. Se você faz uso de esteróides então você pode fazer proveito deste método, agora se você não faz o uso de acordo com minhas experiências isso não será benéfico.

Na verdade, do ponto de vista natural, me tornei uma especai minimalista em termos de número, de séries e exercícios. Diga o que quiser sobre isso, mas está funcionando. Explico.

 

Treinamento atual

Meus exercícios levam cerca de 45 minutos contra as horas que eu usava nos meus treinamentos em meus primeiros anos na musculação. Eu costumava fazer barra reta, bíceps duplo com halteres, rosca alternada e puxada na polia baixa para os meus bíceps. E agora o que eu faço? Apenas a barra reta! Meus resultados e níveis de dor são muito maiores agora. Então o que acontece? Isso foi extremamente contra-intuitivo para mim.

Vou explicar mais sobre meu treinamento de braços, mas quero abrir um pequeno espaço aqui pois gostaria de compartilhar uma experiência que validou meu novo estilo de treinamento. Eu conheci um bodybuilder há vários anos atrás, chamado Will Rose que foi meu parceiro de treino por um bom tempo.

 

Ele era um dos poucos bodybuilders que admitiam abertamente o uso de esteróides. Eu o vi uma vez mesmo utilizando-se da insulina.

Ele era possivelmente o mais bonito bodybuilder que já conheci, disposto a me ensinar tudo que sabia. Você vê, Will não era um cara comum, havia ali “músculo-cabeça”. Ele estava terminando a sua licenciatura em algo como química nuclear. Foi ele que me contou que treinava apenas um exercício por parte do corpo e então se concentrava em comer e dormir.

Vamos lá, um exercício por parte corporal? Nenhuma revista já disse algo parecido e nenhum bodybuilder até então fala sobre isso na “Muscle & Fitness” ou como prefiro chamar “Muscle & Untruth” (Músculo e Falsidade).

Agora não estou dizendo que essas revistas não trazem boas informações, mas eu odeio quando uma revista assim é representada por enormes bodybuilders. Eles precisam fazer a distinção entre atletas naturais e atletas “com recursos”.

Agora vamos de volta ao ponto. Eu concordo com Will Rose. Menos é mais para caras naturais. Enquanto menos é feito de uma maneira muito intensa e calculada, torna-se mais em termos de crescimento, reforçando novamente, desde que não haja esteróides ou medicamentos no meio.

Os aspectos mais importantes na formação de qualquer parte do corpo são:
1 – Tipo de exercício que está sendo executado.
2 – Peso a ser utilizado em relação à sua repetição máxima.
3 – Forma e número de repetições a ser executadas.
4 – Período de descanso entre as séries.

 

Formação do bíceps e tríceps

Acredito que para se conseguir bons braços os exercícios abaixo são os mais benéficos:

Bíceps: Barra reta e rosca bíceps c/halteres juntos.
Tríceps: Tríceps c/polia alta (este é um exercício de tríceps específico lembrando que ainda temos o tríceps testa, mergulho na paralela e tríceps supinado). Talvez no tríceps testa podemos dizer que “trituramos” mais a “cabeça” do tríceps. A razão de não colocar o mergulho na paralela como ótimo também, é porque nestes exercícios acabamos trabalhando o peitoral também.

Bem espero ter contribuído com vocês de alguma forma. Sinta seu corpo, mas acredite quando falo que menos é mais. Se você treina naturalmente não há chances de evoluir querendo fazer o que os bodybuilders não naturais fazem.

Autor: Aaron Links
Colaboração, tradução: Jaderson Rafael
Fonte: www.bodybuilding.com

Fonte: http://www.estiloculturismo.com.br

Comments

comments

Destaque

Gabriela Pugliesi revela que odeia malhar: Só venho por que o bumbum cai”

Published

on

By

Por esta, os internautas não esperavam. Gabriela Pugliesi, que é conhecida por ter um corpão invejável e ser considerada musa fitness do Instagram, fez uma revelação bombástica em sua rede social na manhã desta segunda-feira (10): Ela odeia malhar.

Em seu perfil, ela divulgou um vídeo em que aparece já chegando para o treino, e começou o desabafo: “Eu odeio, eu odeio, é que estou com ódio, agora estou falando essa palavra horrível, eu odeio falar ‘odeio’, mas odeio fazer musculação. Eu só venho, gente, porque o bumbum tem que ficar duro, porque ele cai, e porque eu a amo”, disse, apontando para sua personal trainer, Bruna Crachi.

De fato, o esforço da influenciadora digital não está sendo em vão. Recentemente ela estava no Ceará e postou uma foto em que aparecia de bumbum pra cima enquanto tomava sol e e puxou as aslças da peça para não deixar marquinha e se bronzear o mais completo possível. Na ocasião, recebeu uma chuva de elogios dos seguidores, que ficaram impressionados com a boa forma da loira.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Luana Piovani posa nua e algemada em clique feito por marido

Published

on

By

Luana Piovani ousou no clique compartilhado no Instagram. A atriz postou um registro de nada mais nada menos que seu bumbum nas redes sociais. “Senhoras e senhoras, a minha bunda”, declarou a atriz ao posar totalmente nua e algemada na foto tirada pelo marido, Pedro Scooby.

Em entrevista à QUEM na capa desta semana, Luana contou, ao lado do marido, o surfista Pedro Scooby, que adora apimentar a vida sexual dos dois com lugares inusitados para transar e também brinquedinhos, como as algemas da foto. “Já teve algemas de couro, de fetichinho. Não eram uma coisa de preso”, relembrou.

O casal, que tem como hábito compartilhar registros de suas ‘festinhas no céu’ no Instagram contou um pouco sobre ritual, criado para sair da rotina. “Toda Ferrari na garagem de casa vira um Fusca. Não tem nada pior do que marido que te vê passando de calcinha, pega você, e vai te comer achando que é isso, que você é uma gaveta que ele abre e fecha”, dispara Luana.

Tanto empenho deu certo. “Às vezes ela aparece de um jeito que eu falo ‘meu irmão, achei que não fosse conseguir acompanhar’”, assume o atleta. Aliás nessa conversa com o casal o que não faltou foram confissões, como a frequência (“por ele a gente transaria todos os dias”), os brinquedinhos (“já teve algemas”, diz Scooby) e as fantasias (“tenho com mulheres e homens”, conta Luana). Além disso, eles revelaram que em uma viagem recente a Roma, na Itália, o casal teve uma tarde de sexo que entrou pela noite, maratona que, dependendo de quem lembra, contou com cinco (ela) ou sete (ele) vezes.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Ex-paquita Pituxita elimina 17 quilos

Published

on

By

Ana Paula Almeida aliou reeducação alimentar e exercícios e ainda quer perder mais 10 quilos

Ana Paula Almeida passou por uma grande transformação corporal. A ex-paquita Pituxita eliminou 17kgs após uma intensa maratona de treinos, exercícios físicos e reeducação alimentar. A atriz chegou até a ser modelo plus-size há 5 anos, quando pesava mais de 100 quilos

“Tem momentos da vida que castigamos nosso corpo, nosso coração, alma e saímos do eixo”, explica Ana Paula. “Com a ajuda dos melhores profissionais, voltei a me encontrar e saber que meu corpo é um templo e eu não sou lixo para comer qualquer porcaria. Hoje, seleciono tudo que como para ser saudável”, conta em seu Instagram.

Ana Paula espera que sua história inspire outras pessoas. “Escrevo isso pra você não cair no mesmo erro, ficar no efeito sanfona, se auto-mutilando. Jogue a preguiça pra lá e se ame!”, revela. Entre as dicas de Pituxita, estão: exercício aeróbico de 1 hora por dia, comer de 4 em 4 horas e evitar açúcar, gordura e refrigerantes. “Ainda faltam mais 10 quilos pra mim!”, torce.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook


Mais Acessados