Connect with us

Destaque

Câncer que matou blogueira Nara Almeida atinge mais os homens

Published

on

Nara Almeida, de 24 anos, que também era modelo, lutava contra a doença,que passou do estômago para outros órgãos nos últimos meses

morte da modelo e influenciadora digital Nara Almeida não é comum para os casos de câncer gástrico, principalmente porque os homens, principalmente a partir dos 50 anos, são os mais afetados, segundo a Associação Brasileira de Endoscopia Digestiva (Sobed). No caso dela, ocorreu uma metástase no peritônio rara em mulheres com menos de 25 anos. Por isso, Nara só conseguia ingerir líquidos e recebia nutrientes por sonda. A doença também avançou para outros órgãos, como fígado e pâncreas, o que diminuiu drasticamente a perspectiva de cura. Quando diagnosticada precocemente, no entanto, a doença tem índices elevados de cura, segundo a Sobed. Os três tipos da doença podem ser desencadeados por fatores ambientais, ligados à rotina da pessoa, e também por predisposição genética.

Projeções da entidade apontam para 20 mil novos casos nos próximos dois anos no Brasil, a maioria em homens. Entre os tipos de câncer, o gástrico é o terceiro que mais mata homens e a quinta maior causa de morte de  mulheres.

De acordo com Jairo Silva Alves, médico do Instituto Alfa e vice-presidente da Sobed, em alguns casos, a rapidez no diagnóstico permite o tratamento medicamentoso, sem a necessidade de medidas mais agressivas como retirada da parte do órgão com a lesão, quimioterapia e radioterapia. “Os sintomas inciais, geralmente, são enjoo, dor leve no estômago, queimação persistente. Como esses sintomas são confundidos com azia, a grande maioria procura tardiamente tratamento e, nesse intervalo, toma antiácido e chás caseiros”, afirmou.

O especialista ressalta que, com o diagnóstico precoce, a chance de cura ultrapassa os 80%, mas o quadro se inverte quando é feito tardiamente, passando a taxa de mortalidade ser de oito em cada 10 pacientes. “Importante é que o indivíduo com mais de 30 anos que apresenta sintomas como dores de estômago – ou no local popularmente conhecido como ‘boca do estômago’ – recorrentes e persistentes, associadas à perda de apetite e anemia, procure um médico”, enfatiza.

De acordo com Jairo Alves, tirando os fatores genéticos que são responsáveis pelo tipo difuso da doença, as outras duas variedades são mais influenciadas pelo modo de vida. A alimentação é fator primordial. “O ideal é uma dieta com pouco sal, baixa ingestão de alimentos hidrogenados, processados e embutidos. Além disso, é sabido que carnes vermelhas devem ser evitadas. Outro fator de risco está associado à obesidade.” O vice-presidente da Sobed destaca ainda que a infecção pela bactéria H. Pilori, situação que acomete cerca de 60% da população, também pode contribuir para o desenvolvimento do câncer. (Marcelo Ernesto)

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque

Na semana da mulher, Fernanda D’avila fala sobre o preconceito com o biquini das brasileiras no exterior

Published

on

By

A influenciadora digital e musa Fernanda D’avila comenta sobre o preconceito no exterior com o biquini das brasileiras e com as modelos ao redor do mundo

Fernanda D’avila é uma das principais influenciadoras digitais do Brasil quando o assunto é boa forma, beleza e destinos turísticos. A apresentadora e modelo agracia seus seguidores nas redes com dicas de fitness e de roteiros mas também compartilha situações inusitadas que vive.
Recentemente nas Bahamas, Fernanda revelou que passou por uma situação inusitada por causa do biquíni que usava: “Fui a uma piscina em Nassau, nas Bahamas, e me senti um ET! Só tinha eu de fio dental, e percebi que recebi muitos olhares. Senti que fui julgada por causa do meu fio dental”. 


Sobre o preconceito com o biquini usado pelas brasileiras no exterior, e com as modelos de biquíni, Fernanda revela: “Sim, ainda existe preconceito com o tipo de biquíni usado por nós brasileiras pelo mundo e com as modelos de biquíni. Sinto que algumas gringas olham com certa ‘reserva’ quanto ao modelo ‘fio dental’ e não sei se é um olhar de admiração ou de reprovação”.


Apesar da experiência nas Bahamas, em Miami Beach Fernanda D’avila relata que a reação foi bem diferente, mas igualmente inusitada: “recebi elogios de um grupo de americanas que queriam brincar fingindo que iriam apertar meu bumbum. Foi super legal! Mulheres que elogiam outras mulheres são ainda mais poderosas. São confiantes e não se grilam por qualquer coisa”.

Fotos de:  Reprodução / MF Press Global Por: Hebert Neri

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Educadora física revela: “Estar solteiro facilita manter a boa forma”

Published

on

By

Fran Petersen, educadora física e musa do carnaval revela que sua opção por estar solteira tem ajudado a manter a sua boa forma física e afirma que quem quiser entrar em sua vida tem que entender sua rotina fitness

Existe a crença popular de que casais engordam juntos, e isto provavelmente é verdade. Estudos da Universidade Southern Methodist, apontam que como casais jantam e almoçam juntos, têm hábito de comer mais, e por isso engordam. Além disso, por motivos óbvios, solteiros tendem a se preocupar mais com o visual, pensando na conquista.


A educadora física e musa do carnaval 2017, Fran Petersen, concorda, de certo modo, com essa teoria, de que estar solteiro é melhor para o físico:”Sim estar sozinho tem suas vantagens, você não precisa comer pipoca no cinema, e nem precisa comer pizza no sábado á noite (risos). É difícil encontrar alguém que acompanhe meu estilo de vida, de acordar 5h da manhã, malhar todos os dias, alimentar-se bem, trabalhar e estudar. Ninguém entende essa rotina. A outra pessoa quer atenção 24 horas por dia, por isso meus relacionamentos não duram mais que seis meses”, revela.


Sobre a vida de solteira, Fran Petersen afirma que tem ajudado a manter a boa forma: “Confesso que estou vivendo melhor assim, pois consigo focar mais em mim, e ainda manter a boa forma mudar minha rotina . Já me chamaram de individualista por pensar assim, mas eu me amo em primeiro lugar, e também não preciso de ninguém para ser feliz, eu me basto. Hoje só entraria em um relacionamento se a mulher entrasse para somar comigo, caso contrário estou vivendo a melhor fase de minha vida”.

Fotos de: MF Press Global Por: Hebert Neri

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Ellen Santana,”miss bumbum” vai desfilar como musa da escola de samba “acadêmicos do sucego”

Published

on

By

Figura emblemática do carnaval carioca,Ellen Santana já garantiu sua passagem pela avenida em 2016.


Ela, que desfilou em 2016 com corpo pintado e deu o que falar do tapa sexo, Vai desfilar no carnaval carioca  escola de samba “acadêmicos do sucego”,como musa, para repetir a dose em 2016, é esperar para ver o que ela vai aprontar na Marquês de Sapucaí. Ela promete vim com pouquíssima fantasia ousada e diz : o que é bonito e pra se mostrar Vencedora do miss Bumbum brasil de 2018 e capa da revista sexy.

Modelo e Miss Bumbum  Ellen Santana  /foto:Divulgação/Lau moreno produções art.e assessoria

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook




Mais Acessados