Connect with us

Academia

Cardápio completo para quem quer Ganhar Massa Muscular

Published

on

Vamos por em pratica uma dieta para ganho de massa muscular?

As proteínas, em grego “de primeira importância” fazem jus ao significado., Aminoácidos que funcionam como “tijolos” têm a função de construir tecidos (órgãos, cabelo, pele, músculos, unha) e também enzimas, secreções e hormônios, tudo isso faz parte da composição das proteínas.
O importante a ter em mente, é que seu corpo aproveitara até certo ponto de toda essa proteína ingerida, depois ele ficara esgotado e ela será transformada em açúcar ou gordura no organismo.

O QUE VOCÊ PRECISA FICAR INFORMADO PARA AUMENTAR OS DESEJÁVEIS MÚSCULOS:

1- Coma um lanchinho antes de se exercitar. Isso ajuda a garantir a energia que você vai precisar para executar os exercícios e também no estoque de energia que ficou armazenado no músculo (glicogênio muscular) para a atividade prática.

Sugestão básica: um carboidrato de digestão fácil como: bolos simples (sem recheio ou cobertura), pães (sem recheios), biscoitos salgados, sucos de frutas, torradas, água de coco e frutas sem casca.

2- É legal estar na sua dieta: vegetais e frutas (legumes e verduras) que são fontes de carboidratos, e também fornecem o mineral potássio que é eliminado nas atividades físicas.

3- Em seguida do treino, o aconselhável é consumir em até uma hora uma refeição que contenha carboidratos (massa, pão, cereais, raízes, batata) e proteínas (frango, carne vermelha magra, peixe, iogurte, clara de ovo, e leguminosas).

Esses arranjos de nutrientes te ajudará a dar o necessário suporte ao organismo para devolver a energia que foi gasta se exercitando, para repor o armazenamento do glicogênio (reserva de energia muscular), restituir proteína aplicada na execução da atividade, cedendo à proteína, o que é fundamental para o ganho de massa muscular.

4- As proteínas não podem sem ingeridas somente quando for se exercitar, ela deve fazer parte da sua alimentação do dia a dia.

– Proteínas com o valor nutricional elevado (contém todos os aminoácidos indispensáveis em ótima quantidade para o crescimento e manutenção da sua saúde), oriundas animal: iogurte, leite, claro de ovo, queijos, carnes magras, peixes, aves.

– Proteínas com um menor valor nutricional, mas não menos importantes: soja, ervilha, feijão, lentilha, grão de bico.

5- Tentar evitar ao máximo ingerir lanches, porque esses são menos carregados em nutrientes fazendo uma comparação com refeições integras.

6- Evite pular refeições e opte por uma alimentação a cada três horas para evitar o aceleramento da perda de massa muscular.

7- Se você se exercitar mais que 1 hora, é valido o consumo de carboidratos (carboidrato em pó diluído em gel de carboidrato, ou água), dessa forma contribui com a reserva do glicogênio muscular e o açúcar no sangue (glicemia).
8- Apos o dia do exercício, uma alimentação equilibrada é essencial, para fornecer a conservação da massa muscular obtida.
9- Na hora do exercício, antes e depois, a hidratação deve ser prioridade, nas atividades perdemos água e sais minerais pelo suor, e a reposição é indispensável para evitar uma desidratação do organismo. Nossos músculos também são constituídos por água.
10- Para quem pratica atividades físicas, ingerir proteínas fica ainda mais fácil, já que muitas fontes de carboidratos têm uma boa quantidade de proteína, desta forma, ingerir mais proteína do que isso é desnecessário.
11- Quanto aos suplementos protéicos é aconselhável buscar a ajuda de um profissional qualificado para dar as orientações certas, para ver se realmente é necessário, e depois pode estabelecer um produto mais indicado, a quantidades e os horários para ingeri-los.

SUGESTÃO DE CARDÁPIO PARA NOVA DIETA PARA GANHAR MASSA MUSCULAR

Café da Manhã

  • Opção 1: 1 copo de suco de melão, erva-doce e linhaça, 1 torrada integral com pasta de homus, 1 ovo mexido com queijo cottage, 1 taça de salada de frutas.
  • Opção 2: 1 copo de suco verde (pêra, maçã, aipo, couve), 1 pão francês integral com azeite extra-virgem, 1 copo de iogurte batido com 1 colher sopa de colágeno hidrolisado.
  • Opção 3: 1 copo de iogurte batido com 1 colher sopa de colágeno hidrolisado, 2 cookies integrais, 1/2 manga.
  • Opção 4: 2 ovos mexidos com queijo cottage, 1 copo de suco de uva, 2 torradas integrais.

Lanche da Manhã

Opção 1: 3 ameixas secas, 1 copo de suco de manga.
Opção 2: 1 banana com linhaça.
Opção 3: 1 copo de vitamina de leite com abacate.
Opção 4: 1 barrinha de 20 g de chocolate amargo (60% de cacau).
Almoço

  • Opção 1: 1 prato sobremesa de salada de beterraba, cenoura e brócolis, 1 escumadeira de arroz integral, 1/2 concha de feijão, 1 pedaço de omelete com salsinha, tomate e gergelim, 1 fatia de abacaxi em calda.
  • Opção 2: 1 escumadeira de arroz integral,1 prato de sobremesa de salada de alface americana, pepino e gergelim, 1/2 concha de feijão, 1 filé de frango grelhado, 3 colheres de sopa de cenoura com salsinha, 1 taça de creme de abacate.
  • Opção 3: 1 posta de peixe grelhado ao limão, 1 prato sobremesa de salada de folhas, cenoura e salsinha, 1/2 escumadeira de arroz integral, 1 concha de feijão, 1 posta de peixe grelhado , 2 colheres de berinjela refogada no azeite, 1 manga.
  • Opção 4: 1 prato sobremesa de salada de repolho roxo, 1 escumadeira de arroz integral, ½ escumadeira de feijão, 3 almôndegas de soja, 2 colheres de chicória refogada, 1 crepe integral com calada de morango.

Café da Tarde

  • Opção 1: 1 copo de leite batido com banana.
  • Opção 2: 1 copo de leite batido com morango.
  • Opção 3: 1 copo de leite batido com maçã, 1 fatia de bolo de cenoura.
  • Opção 4: 1 copo de leite com mamão, 2 cookies de chocolate.

Jantar

  • Opção 1: 1 prato fundo de sopa de legumes, macarrão e frango, 1 torrada com ovo pochê, 1 pêra assada.
  • Opção 2: 1 prato de sopa de macarrão com peito de frango, cenoura, salsinha, agrião, alho e cebola, 1 torrada com ovo pochê, 1 maçã.
  • Opção 3: 1 prato de sobremesa de alface roxa, mandioquinha cozida e limão-siciliano, 1 pedaço de omelete de legumes (brócolis, salsinha, tomate, gergelim), 2 fatias de abacaxi em calda.
  • Opção 4: 1 prato de sopa de macarrão com frango e legumes (abobrinha, berinjela e cenoura).

Ceia

  • Opção1: Um copo de suco de uva com chia.
  • Opção2: ½ papaia com semente de chia.
  • Opção3: 1 fatia de melão com 1 semente de chia.
  • Opção4: 1 xícara de morangos.

confira mais em nossa categoria dietas 

Comments

comments

Academia

Erros comuns quando se quer ter mais massa muscular

Published

on

By

Treinar é fundamental, mas é necessário ter peso e medida

Ter mais músculo não é apenas sinônimo de mais força, é também uma espécie de escudo protetor para a saúde em geral, beneficiando a saúde óssea, cardiovascular e ainda o sistema imunológico, que fica mais reforçado e capaz de combater a gordura indesejada.

O treino de força e a alimentação adequada – com uma especial atenção para a proteína – são dois dos aspectos que mais importância têm na hora de construir mais músculo de forma saudável, contudo, para que o aumento do músculo aconteça da forma mais correta é ainda importante apostar num processo gradual e também nos comportamentos mais certeiros.

Como explica o site Deporte y Vida do jornal espanhol As, existem alguns erros comuns na hora de ‘lutar’ por um aumento da massa muscular, erros esses que não só comprometem o sucesso, como podem mesmo colocar a saúde em risco. Veja quais são:

1 – Comer tudo e mais alguma coisa. Tem quem pense que o simples fato de treinar com regularidade permite comer tudo, mas não é bem assim, especialmente quando isso inclui mesmo tudo, até os alimentos menos saudáveis. Embora o corpo precise de combustível (proteína, carboidratos complexos e gordura saudável), é preciso ter atenção ao tipo de alimento,para que não se aumente a gordura e em vez da massa muscular.

2 – Não ter um objetivo definido. Treinar por treinar e comer por comer nunca dá bom resultado, especialmente quando o objetivo é ter um corpo mais tonificado e mais músculo. Para que isso seja possível, é necessário ter um plano de treino adequado (preferencialmente definido por um treinador) e também uma alimentação que vá ao encontro das necessidades e que assegure todos os nutrientes necessários;

3 – Treinar muito. Como já dissemos, o treino é fundamental, contudo, ter peso e medida é fundamental, pois o descanso é fundamental para a recuperação muscular e capacidade de ‘crescer’;

4 – Abusar nos pesos. O treino de força é aquele que mais trabalha os músculos, mas mais importante do que o peso usado é a técnica. Sabia que mais vale fazer mais repetições do que apostar tudo no peso máximo?;

5 – Não dormir o suficiente. O descanso é fundamental para os músculos recuperarem devidamente e parte desse descanso depende do sono.

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

10 estratégias para perder gordura nas pernas

Published

on

By

Tonificar as pernas é uma das tarefas mais difíceis do mundo fitness

Sejamos honestos, os dias de treino de pernas são um dos piores. Além de ser um dos mais dolorosos, é aquele em que para ver os resultados é preciso esperar semanas ou meses. As coxas são uma das regiões do corpo onde a gordura se aloja mais facilmente, mas mais dificilmente sai. A combinação de exercício físico com uma alimentação saudável e equilibrada é o caminho a seguir, mas é preciso fazer mais.

O site Eat This, Not That! mostra que perder gordura nas pernas é uma tarefa árdua, mas não impossível. Quer provas? Confira dez estratégias que ajudam a perder gordura na região:

1 – Beber café antes do treino, um hábito que não só dá mais energia para a prática de exercício como favorece ainda a capacidade do metabolismo queimar gordura;

2 – Trabalhar as pernas fazendo alguns exercícios de tonificação, colocando o peso do corpo apenas na parte da frente do pé;

3 – Agachamentos… sempre;

4 – Correr… mas subindo. Aumentar a inclinação é uma forma de aliar o exercício cardiovascular (corrida) à tonificação dos músculos das pernas.

5 – Aderir à prensa, procurando ajuda de um instrutor para saber qual o peso mais indicado a colocar;

6 – Fazer vários tipos de lunges, sejam estáticos, em andamento, com ou sem peso;

7 – Dizer ‘adeus’ ao sofá e aproveitar as noites para caminhar depois do jantar;

8 – Aumentar o consumo de cálcio, mineral que não só favorece os ossos, como melhora a formação de músculo;

9 – Apostar nos cítricos, alimentos ricos em vitamina C que travam os marcadores inflamatórios e, por isso, melhoram a presença de gordura acumulada;

10 – Quando o tempo para treinar é pouco, comece a praticar sprints.

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Nicole Bahls revela seus segredos para ter um ‘bumbum na nuca’

Published

on

By

Ostentando um corpo malhado, Nicole Bahls diz que não pega leve na academia. A assistente de palco do Ferdinando Show revela que pegou pesado para emagrecer 6 kg antes da atração e manter o corpo em forma. Para ostentar seu “bumbum na nuca”, Nicole compartilha alguns de seus segredinhos:

“Faço dieta equilibrada e academia. Muito agachamento. Uso quatro apoios e faço quatro repetições de 20, com 20 kg em cada perna. Mas é um pouco da minha genética também que ajuda”, conta Nicole à revista ‘Quem’.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook


Mais Acessados