Connect with us

Destaque

Como manter a perda de peso

Published

on

Sabemos agora que 70-80% das pessoas que perdem peso, acabam por recuperá-lo todo de volta.
Dito isto, quais são as características das 20-30% das pessoas que perdem peso e mantêm o peso perdido?

Por que é difícil manter a perda de peso?

Genética: 70-80% do seu peso é determinado pelos seus genes. Apesar de se pensar que a ingestão e dispêndio se calorias seja regulada de forma consciente, existe um poderoso sistema inconsciente biológico que tenta manter o seu peso determinado geneticamente.

Curiosamente, a altura é a única característica hereditária que é mais dominada pelos seus genes do que a obesidade.

Então, como é que se pode manter o peso perdido?

Se a genética desempenha um papel tão importante na obesidade, será realmente possível perder peso e mantê-lo afastado? Para responder a esta pergunta, ONational Registry of Weight Control – o maior estudo prospectivo de longo prazo de manutenção de perda de peso bem sucedida, tem vindo a acompanhar as pessoas que:

  • Perderam pelo menos 30 quilos, e…
  • Mantiveram uma perda de peso de pelo menos £ 30 durante um ano ou mais

Vejamos então como é que a maioria dos participantes manteve o peso perdido:

78% tomam o pequeno-almoço todos os dias: Tomar o pequeno-almoço, provavelmente ajuda a prevenir a ingestão de uma grande refeição no final do dia ou de petiscar antes do almoço.

75% pesam-se pelo menos uma vez por semana: Isso é muito interessante, considerando que as pessoas são frequentemente aconselhadas a não verificar o seu peso e a verificarem a perda de peso pelos tamanhos de roupa. E existem mais alguns estudos que apoiam o acto de se pesar com frequência para prevenir o aumento de peso adicional de forma antecipada.

62% vêem menos de 10 horas de televisão por semana: A maioria das pessoas pensa que isso é bastante simples. Mas a maioria das pessoas tendem a lanchar quando vêem televisão.

Este é um exemplo clássico do efeito do condicionamento, que defende que os estímulos repetidamente apresentado antes ou simultaneamente com um determinado comportamento irá tornar-se associado a esse comportamento. Por exemplo, depois de comer salgadinhos de forma repetida enquanto vê televisão, o simples acto de ligar o aparelho pode desencadear um desejo de comer batatas fritas.

90% exercitam-se uma hora por dia: Este parece ser um factor importante, pois sabemos que o exercício desempenha um papel mais importante na prevenção da recuperação do peso do que na perda de peso. A forma de actividade física mais popular foram as caminhadas.

A maioria continua a manter uma dieta com baixa ingestão calórica e baixa em gordura: A dieta baixa em gordura é compreensível, considerando o quão difícil é manter uma dieta rica em gordura e, ao mesmo tempo mantê-la baixa em calorias. Os estudos tendem a mostrar pessoas que começam com uma dieta baixa em carbohidratos e que depois passam para uma dieta moderada em carbohidratos à medida que o estudo progride.

Limitações

As principais limitações do estudo são:

  • Os voluntários são auto- seleccionados.
  • Estudo observacional.
  • São os próprios sujeitos que transmitem todos os dados.

Então, nós na verdade não sabemos qual é o hábito que contribui mais ou se esses hábitos estão sequer a contribuir muito.

Fonte: www.musculacao-pt.ne

Comments

comments

Academia

Diva Fitness dispara: “não é porque sou mãe que deixei de ser mulher”

Published

on

By

Gabi Lubies, Diva Fitness WBFF, fala sobre auto-estima, boa forma e beleza  após a maternidade, e afirma que não deixou de ser mulher porque tornou-se mãe

A mulher é sempre um símbolo da beleza, e tem de fato a sua auto-estima interior, que a faz cuidar de si, maquiar-se, e estar de bem com o corpo. Em sua maioria, as mulheres gostam de ser notadas e elogiadas, e isso as faz sentirem-se mais vivas, e mais de bem consigo mesmas. 

A Diva Fitness WBFF (World Beauty Fitness Fashion) Gabi Lubies acredita que mesmo após ter filhos, a mulher não precisa se anular, e pode sim cuidar de si: “Quando nasce uma criança, nasce uma mãe, mas não precisa morrer uma mulher. É comum que fiquemos nesse quadro de dedicação quase que exclusiva aos filhos durante muito tempo, e muitas vezes, acabamos esquecendo de nós mesmas e entrando no automático. Antes de sermos mãe, somos mulheres, e acho complicado e arriscado esquecer o que somos e até mesmo o que nos levou até ali”, comenta.

Gabi Lubies aponta que o instinto materno fala muito alto, acima dos interesses pessoais: “Estou pra ver a mulher que, consciente ou não, não tenha esquecido de si, ainda que só um pouquinho, depois da maternidade. Quando um bebê nasce, ficamos tão ligadas a ele que esquecemos de olhar para nós mesmas. No começo, acho até natural, afinal não sabemos como ser mãe e vamos aprendendo e vendo que somos capazes de criar e cuidar de uma criança dia após dia”. 

Para a Diva Fitness, cuidar de si não é sinônimo de ser uma mãe ruim: “respeito quem decide fazer isso, mas particularmente acho que existem outros caminhos e que não é isso que fará uma pessoa ser boa ou má mãe. Não posso jogar a culpa neles por eu ter que trabalhar pra sustentá-los, nem a responsabilidade por ter engordado pra gerá-los, nem a responsabilidade por não cuidar de mim, por não ir atrás dos meus sonhos, por não ter tempo, etc. Eu escolhi ser mãe, a responsabilidade é toda minha e não deles. Penso que quando cuido de mim, em especial da minha saúde, estou também, de algum modo, dando a eles a oportunidade de ter a mãe dos meus filhos na Terra por mais tempo”.

Gabi acredita que ser mãe só acrescenta à vida de uma mulher, e que forma física e estética são recuperáveis depois da gravidez, e que a mulher não precisa abdicar da auto-estima para ser mãe: “Sou exemplo vivo disso. Optei que seria mãe e que continuaria sendo uma mulher que buscaria a felicidade e realização pessoal, pois acredito que a maternidade não subtrai nada da mulher, ao contrário, ela soma. A maternidade não nos diminui, ela nos torna mais fortes, mais capazes. É só uma questão de canalizarmos todo esse potencial para sermos as mulheres que queremos ser”, conclui

Fotos de: Dan Galic / MF Press Global Por: Hebert Neri

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Cátia Paganote deseja bom dia apenas de lingerie e mostra boa forma aos 42 anos

Published

on

By

Foto de ex-paquita da Xuxa recebeu milhares de curtidas e comentários de seguidores, elogiando a sua aparência. “Você não muda! Tá linda!”, escreveu uma fã.

Em março, além de comemorar a chegada dos 43 anos, Catia Paganote também lançará a sua autobiografia chamada de “A Minha Vida é um Xou”.

Visualizar esta foto no Instagram.

Bom dia… ??? @villadimanupousada @rafael_vega @cacauoliver #catiapaganote #miuxa #paquitas #paquita #catiapaganotebymiuxa #catiabymiuxa #bomdia

Uma publicação compartilhada por Catia Paganote (@catiapaganote) em

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Bella Falconi esclarece o que pode te impedir de emagrecer em 2019

Published

on

By

A nutricionista e influenciadora digital Bella Falconi aponta os principais inimigos de uma vida mais saudável e meios de seguir rumo a melhor saúde e forma física

Bella sempre compartilha dicas com seus seguidores e leitores do blog para ter uma vida melhor, com mais saúde e qualidade de vida. A influenciadora esta semana trouxe dicas de como alcançar os objetivos no fitness e evitar a auto-sabotagem

Em seu blog no UOL (bellafalconi.blogosfera.uol.com.br) ela falou sobre como, de fato a pressa pode ser “inimiga da perfeição”, como diria o dito popular: “O problema em nossa era é que as pessoas buscam resultados “a jato”. Querem construir músculos densos e hipertrofiados em apenas 3 meses, querem alcançar um dígito de percentual de gordura corporal em 40 dias, e para isso submetem-se a loucuras”.

A pressa em obter resultados pode ser ainda mais prejudicial do que outros fatores na obtenção de maior qualidade de vida: “existe algo que pode ser tão ou mais prejudicial do que o sedentarismo e os maus hábitos alimentares: a pressa”. Bella afirma que isto pode, na verdade, causar frustração e impedir as pessoas de alcançarem seus objetivos no fitness e de manter um estilo de vida e dieta sustentável.

Como conselho para começar o ano já cumprindo aquela promessa de ano novo de emagrecer, Bella afirma: “independente das suas resoluções pessoais para o novo ano, uma dieta saudável e equilibrada sempre irá trazer benefícios: menos sal, açúcares e gorduras, e mais produtos frescos, vegetais e integrais são a fórmula infalível para emagrecer em 2019 e melhorar a saúde geral. E isto sempre tenho dito”.

Fotos de:  ReproduçãoPor: Hebert Neri

Leia o artigo original no UOL em: bellafalconi.blogosfera.uol.com.br

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook




Mais Acessados