Connect with us

Destaque

Dieta do chá de hibisco emagrece 4 quilos em 15 dias

Published

on

Não é de hoje que se fala de chás como uma espécie de potencializador do emagrecimento. A dieta do chá de hibisco, como você vai ver hoje, promete auxiliar na eliminação de gordura corporal, a acabar com a retenção de líquido (que aumenta bastante nosso peso na balança), a melhorar o intestino, a digestão e assim por diante.

Agora, se você está se perguntando porque essa plantinha é tão poderosa, a explicação está em seus nutrientes. Em entrevista à revista Boa Forma, a nutricionista funcional especializada em fitoterapia do Instituo Alpha de Saúdo Integral, Lucyanna Kalluf, explicou que boa parte das benesses do chá vêm de sua alta concentração de antocianina.

Para quem não sabe do que se trata, esse é o nome dado ao pigmento da família dos flavonoides que deixa o chá um rosa avermelhado. Ele age como antioxidante e anti-inflamatório em nosso organismo, combatendo o envelhecimento precoce e eliminando as toxinas que dificultam o emagrecimento.

Existem ainda outras enzimas e mucilagens presentes na planta que atuam em áreas diferentes, como no sistema digestivo, impedindo a absorção de carboidratos e da gordura dos alimentos, por exemplo. Essas substâncias também age nos rins, anulando, mesmo que temporariamente, o hormônio que nos faz reter líquidos.

Vitamina C e cálcio

Isso tudo, claro, sem contar a presença da vitamina C, que reduz a pressão nas paredes dos vasos sanguíneos e melhora a circulação. Essas florzinhas são ainda ricas em cálcio, que melhora a saúde de nossos ossos e atua como um facilitador na perda de peso.

ntendeu porque a dieta do chá de hibisco pode ser tão positiva? Claro que existem algumas polêmicas envolvendo o consumo exagerado de hibisco, algumas dizem até que ele afeta a fertilidade (como você já viu aqui), mas o segredo está no equilíbrio.

specialistas, aliás, fazem questão de alertar que o chá sozinho – embora seja bem saboroso e naturalmente adocicado – não faz milagres. No entanto, se consumido diariamente da forma correta e associado a uma alimentação balanceada pode ajudar a queimar até 4 quilos em 15 dias.

Como preparar o chá de hibisco?

O chá é bem simples de se preparar e ainda mais fácil de se consumir, já que está longe de ser amargo, é levemente adocicado e traz uma lembrança no paladar de framboesa, remetendo até mesmo ao sutil azedinho da fruta. Por isso, ele vai bem quente ou gelado.

Para prepará-lo, você vai precisar de 1 litro de água fervente. Quando as primeiras bolhinhas de água começarem a borbulhar, é só desligar o fogo, colocar 2 colheres de sopa bem cheias de flor de hibisco ou 2 sachês e tampar a chaleira.

Depois disso, você só precisa deixar o chá descansando em infusão por 5 ou no máximo 10 minutos e, então, coá-lo. Você pode consumi-lo em seguida ou guardá-lo na geladeira. Nesse último caso, no entanto, evite voltar a aquecê-lo para que a bebida não perca suas funções terapêuticas.

Para potencializar a perda de medidas

Agora, se você quiser potencializar ainda mais os efeitos da dieta do chá de hibisco é só acrescentar na preparação da bebida ervas como cavalinha e alfafa, de ação diurética e antioxidante, respectivamente. Elas aumentam os efeitos da flor e fazem com que a cinturinha apareça bem mais rápido.

Para isso, na durante a infusão, ao invés das 2 colheres de hibisco, você vai colocar apenas 1, e acrescentar 1 colher de sopa cheia de cavalinha e 1 colher de sopa cheia de alfafa.

Caso você não encontre essa última erva com facilidade ou queira variar a combinação, ela pode ser substituída por clorela, uma espécie de alga com ação anti-inflamatória, encontrada em tabletes ou cápsulas.

Regras básicas da dieta do chá de hibisco

Agora que já vimos o quanto é fácil preparar o chá, antes de irmos ao cardápio indicado pela nutricionista Lucyanna Kalluf, vamos conhecer as regras básicas para que a dieta do chá de hibisco tenha sucesso:

1. É preciso fazer 6 refeições por dia, evitando ao máximo ficar mais de 3 horas sem comer.

2. Mastigue bem os alimentos. Isso ajuda a melhorar a digestão, a absorção dos nutrientes consumidos e a despertar a sensação de saciedade.

3. Varie frutas, legumes e verduras ao máximo. Isso ajuda a aumentar o consumo de vitaminas e minerais diferentes necessários ao bom funcionamento do organismo.

4. Não vale apenas tomar o chá. Além das 5 xícaras da bebida que precisam ser consumidas diariamente, é preciso beber, no mínimo, 1 litro de água ao longo do dia, de preferência entre os intervalos das refeições.

5. Não beba líquido durante as refeições.

Cardápio para potencializar a dieta do chá de hibisco

A dieta abaixo conta com alimentos funcionais, que ajudam a acelerar o metabolismo e a perder gordura. Embora tenha sido elaborada por um profissional da nutrição, ela não deve ser feita por mais de 15 dias.

É preciso que você procure um nutricionista ou um nutrólogo para fazer uma dieta que atenda as suas necessidades e que possa ser seguida, sem prejuízos, por mais tempo. Ou seja, é sempre melhor apostar na reeducação alimentar!

E, lembre-se também: a dieta do chá de hibisco, assim como qualquer outra, tem efeitos melhores quando casada a prática diária de exercícios físicos!

Agora sim, vamos ao cardápio:

Meia hora antes do café da manhã

1 copo de suco desintoxicante (receita abaixo)

Café da manhã

Opção 1: 1 copo (200 ml) de leite de soja light com café (opcional) + 2 torradas (ou 1 fatia de pão integral) com margarina light + 1 fatia de peito de peru (ou presunto magro ou 2 col./chá de geleia diet)
Opção 2: 1 copo (200 ml) de leite de soja light com 1 col. (sobremesa) de achocolatado light (opcional) + Omelete (1 ovo mexido com 2 fatias de peito de peru) + mix de fibras

Consuma 2 col. (sopa) pela manhã para estimular o funcionamento do intestino. Bata no suco desintoxicante ou no leite de soja ou acrescente na fruta do lanche. Mas, se preferir, misture na sopa do jantar.

Lanche da manhã

Opção 1: 1 fruta média (maçã, pera, ameixa vermelha) + 2 castanhas-do-pará + 1 xícara de chá de hibisco
Opção 2: 1 fatia média de melão (abacaxi ou melancia) + 3 amêndoas + 1 xícara de chá de hibisco

Meia hora antes do almoço

1 xícara de chá de hibisco

Almoço

Opção 1: Salada de folhas verde-escuras (couve, rúcula, agrião ou alface-roxa) + 1 filé médio de frango grelhado + 2 col. (sopa) de arroz integral + 1 concha média de lentilha (ou feijão) + 1 taça de gelatina
Opção 2: Salada de alface, agrião e tomate + 1 filé médio de peixe grelhado + 2 batatas pequenas assadas ou cozidas com 1 fio de azeite de oliva e orégano + 1 taça de gelatina

Lanche da tarde 1

Opção 1: 1 fruta (pera, maçã, caqui ou tangerina) + 1 xícara de chá de hibisco
Opção 2: 1 barrinha de cereais light sem chocolate (ou 1 banana seca) + 1 xícara de chá de hibisco

Lanche da tarde 2

Opção 1: 1 copo de leite de soja gelado batido com 1 col. (sobremesa) de farelo de aveia (ou batido com 2 ameixas-pretas) + 1 xícara de chá de hibisco
Opção 2: 1 pote de iogurte de soja + 1 xícara de chá de hibisco

Meia hora antes do jantar

1 xícara de chá de hibisco

Jantar

Sopa funcional (receita abaixo) + 1 fruta assada (maçã ou banana) com canela

Sucos desintoxicantes

1. Couve + laranja
– Suco de 1 laranja
– 1 folha de couve
– ½ copo (100 ml) de água
– Gelo a gosto

Modo de preparo: bata no liquidificador. Beba em seguida. Rende: 1 copo.

2. Limão + hortelã
– Suco de 1 limão
– ½ xíc. (chá) de hortelã fresca
– 1 copo (200 ml) de água
– Gelo e adoçante a gosto

Modo de preparo: bata no liquidificador. Beba em seguida. Rende: 1 copo.

Mix de fibras

– 7 col. (sopa) de farelo de aveia
– 7 col. (sopa) de farelo de trigo
– 6 col. (sopa) de farelo de arroz

Modo de preparo: misture e guarde num pote com tampa. Use 2 colheres (sopa) todos os dias. Os ingredientes são vendidos em casas de produtos naturais e alguns supermercados. Rende: 10 porções.

Sopa funcional

– 1 abóbora japonesa com casca
– 1 maço de cebolinha
– 2 pimentões verdes
– 3 tomates sem pele
– 1 maço de aipo (ou salsão)
– 1 repolho grande (ou 1 maço de couve)
– 1 cebola grande
– 3 cenouras sem casca
– 1 nabo (ou bardana) sem casca
– 3 xíc. (chá) de vagem picada (ou ervilha fresca)
– Sal light, pimenta-caiena, curry, salsa e sálvia a gosto

Modo de preparo: pique as folhas e os legumes. Coloque numa panela, cubra com água e ferva por 10 minutos. Abaixe o fogo mantendo o ponto de fervura por 40 minutos. Tempere a gosto. Congele em porções. Se quiser, acrescente 2 col. (sopa) de arroz integral na hora de consumir. Rende 10 porções.

E então, o que achou dessa ideia? Se você já testou essa dieta não deixe de nos contar sobre seus resultados! E, se você pretende colocá-la em prática, conte-nos também como é durante o processo!

Fonte: Boa Forma

Comments

comments

Destaque

Belo posa fortão e internautas reconhecem influência de Gracyanne Barbosa no resultado

Published

on

By

Nesta quinta-feira (23), o Belo resolveu exibir sua silhueta musculosa, em post de TBT, no Instagram,  e teve uma chuva de internautas que elogiaram o cantor. Mas alguns deles não deixaram de reconhecer a importância da esposa Gracyanne Barbosa na mudança de hábito do artista e no resultado de seu corpo.

“O que uma mulher não faz na vida de um homem. Parabéns, Gracyanne”, comentou um seguidor. “Está show de bola. Também, com uma esposa igual à sua não tem como não mudar o corpo. Ela é tudo de bom. Amo esse casal”, escreveu outra. “Eita que Gracyanne botou moral no ‘Tudão'”, brincou mais uma.

Um internauta, porém, disse que falta muito para Belo conseguir ter o corpo musculoso como de Gracyanne. “Mais uns cinco anos de musculação, você vai chegar perto do corpo da sua mulher”, disparou.

Na legenda da foto, o artista usou algumas hashtags, como Team Belo e Team Gracyanne, e outra um tanto sugestiva: “passarinho não acompanha morcego”. Pelo visto, Belo está trabalhando duro para acompanhar o corpo fitness de sua esposa.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Juju Salimeni rebate comentário em foto sem calcinha: “Eu to cagando pro seu respeito”

Published

on

By

Após publicar uma foto sem calcinha e dividir os internautas nas redes sociais, Juju Salimeni resolveu rebater um seguidor que a criticou. Na imagem, a modelo não está totalmente pelada, ela escolheu combinar o sutiã com uma bota cano alto.

“Depois vai na frente das câmeras e pede respeito, né”, escreveu um rapaz. “Eu to cagando pro seu respeito de outros embustes como você”, respondeu Juju.

Em momento com os fãs, Juju Salimeni revela peso e medidas do seu corpo

Juju Salimeni aproveitou a terça-feira (14) e usou as redes sociais para responder algumas curiosidades de seus seguidores. “Hoje estou de molho no salão e tenho tempo para responder perguntas”, disse ela, usando o Instagram Stories.

Após ser questionada sobre suas curvas, Juju contou que pesa 76 quilos e disparou: “Glúteos: 108 cm, Cintura: 69 cm, Coxas: 66 cm, Busto: 101 cm”.

A musa fitness explicou o motivo de nunca usar calça. “Não uso calça, mas se usasse seria 42, acho!”, e continuou: “Odeio qualquer coisa apertando minhas pernas, me dá uma coceira absurda também”, afirmou.

A loira também falou sobre silicone. “Troquei 330 ml por 570 ml no ano passado e não senti nenhuma diferença de peso. Mas tenho uma estrutura grande e tenho força”, concluiu.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Após perder 25 kg, Fani Pacheco enfrenta haters: “Ditadura da magreza e da gordura”

Published

on

By

No final de 2017, Fani Pacheco estava pesando 85 kg e foi diagnosticada com síndrome metabólica, um conjunto de condições que aumentam o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabete, o que a obrigou a mudar completamente seu estilo de vida antes que desenvolvesse algumas dessas enfermidades.

Sem alternativa, a estudante de medicina voltou a fazer uma dieta regrada, juntamente com exercícios físicos, para perder bastante peso. De lá para cá, ela conseguiu eliminar 25 kg e hoje exibe uma silhueta mais sequinha de 60 kg. À Marie Claire, ela conta que também teve de enfrentar alguns haters que a acusaram de estar se aproveitando da situação para ganhar mais destaque na mídia.

“A grande maioria, creio que 90%, aceitou bem, mas tem sempre aqueles que não têm coerência e tive de enfrentar. Dizem que gostavam de mim quando eu era gordinha e que não se identificam mais porque emagreci. Me acusaram de ter engordado propositalmente! Disseram que eu era uma sex symbol, engordei para aparecer na mídia e, depois, emagreci para aparecer novamente. Teve gente que se sentiu enganada”, lembra.

Ela defende que continua sendo a mesma pessoa que lutava para que o público aceitasse sua silhueta mais curvilínea, porém teve de mudar drasticamente para não sofrer com doenças que ela tem pré-disposição genética.
“Hoje existe a ditadura da magreza e da gordura. Quando você engorda te criticam e quando emagrece também. Algumas vêm dizer ‘essas famosas são assim mesmo, ganham dinheiro, emagrecem, fazem procedimentos estéticos para rejuvenescer’. Mas não pode mais? Tem de ser sempre o naturalismo? Elas querem mandar na vida das pessoas. As pessoas têm uma ditadura velada entre elas”, afirma.

Fani acredita que o preconceito com as mulheres gordas ainda é muito grande mesmo depois de tanta campanha de valorização de todos os tipos físicos. Ela ainda destaca que já sentiu o mesmo tipo de repulsa das plus size com as magras.

“Estou achando que o preconceito se ampliou para outras áreas. Antes ele imperava em alguns quesitos e agora te julgam em tudo de forma superficial. Se faço um ensaio nu, por exemplo, não gostam mais de mim. Se eu desagrado meu público em algo, de nada valeu tudo o que fiz. Eles avaliam cada atitude. O preconceito está velado nas redes sociais. As pessoas só não expõem. Estão julgando e rotulando demais. São como juízes da internet”, pontua.


Espelho, espelho meu…

Ela, que ganhou o Brasil com seu jeito sexy na 7ª edição do Big Brother Brasil, em 1997, comenta que demorou para conseguir ficar de bem com o espelho por ter quilos a mais. A estudante diz que brincava com a situação, mas não era fácil: tentava emagrecer, fazia dietas, ficava desanimada até descobrir que tinha compulsão alimentar.

“Demorei um ano, a base de terapias, e aceitei quando comecei a comprar roupas para o meu tamanho e me senti bonita. Me via feia porque as roupas não serviam, me apertavam, mostravam meus excessos de gostosura. Meus peitos saíam do sutiã. Quando usei um 48 me sentia arrasando, bem vestida e confortável. Demorei um ano para entender tudo isso e me achei bonita.”

Hoje, depois de ter vivido nos dois polos do padrão de beleza, ela acredita que se exige muito menos, mas ainda tem seus momentos de críticas consigo mesma.

“Acho que a mulher, independente de padrões de beleza, sempre é cricri. Conheço muitas lindas e maravilhosas que sempre arrumam problema. Principalmente em nossas fases hormonais, TPM, com retenção de líquido, ficamos chatas, de mau humor, nos irritamos com uma espinha ou com a raiz do cabelo aparente. Homens também têm um dia que acordam e não se acham bonitos”, aponta.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook


Mais Acessados