Connect with us

Destaque

Exercício físico intenso e regular contra o stresse oxidativo

Published

on

O exercício físico tem sido considerado como um importante veículo de promoção de saúde. De facto, nos dias de hoje, o exercício físico é, não só, um importante factor de prevenção de uma série de doenças, como sejam as doenças cardiovasculares e a diabetes, como também um importante agente coadjuvante da terapêutica de um conjunto significativo de patologias, de que é exemplo a obesidade.

Curiosamente, de forma aparentemente paradoxal, a prática de exercício físico tem sido, igualmente, associada à produção acrescida de radicais livres (RL) no nosso organismo.

Radicais livres são moléculas produzidas no nosso organismo de forma fisiológica ou não fisiológica que apresentam elevada reactividade bioquímica. Assim sendo, quando produzidos em excesso, podem interagir e provocar danos importantes em diferentes macromoléculas celulares, como sejam lípidos, proteínas e ADN que, em última análise, podem resultar na disfunção ou perda de viabilidade celular.

De facto, apesar da sua fulcral importância para o organismo, por exemplo enquanto sinalizadores de tarefas indispensáveis à célula e moléculas intervenientes na protecção imunológica, são inúmeros os estudos que têm evidenciado a associação da produção excessiva de RL com a causa ou agravamento de um conjunto significativo de patologias, de que são exemplo as cataratas, a doença de Parkinson, a aterosclerose e alguns tumores.

Prática de exercício físico e stresse oxidativo

Face ao acréscimo da produção de RL induzido pelo exercício físico e à, eventual, incapacidade do organismo em os neutralizar, o organismo poderá experimentar uma condição aguda de stress oxidativo acrescido. Isto é, uma situação momentânea de agravamento significativo no desequilíbrio entre a produção de RL e a capacidade neutralizadora do nosso sistema antioxidante, ou seja, do conjunto de moléculas e compostos celulares que visam anular ou, pelo menos, diminuir a reactividade dos RL, reduzindo, assim, o seu impacto fisiológico nefasto. Importa referir que, mesmo em condições basais e fisiológicas, o nosso organismo “vive” uma situação permanente de stress oxidativo.

De facto, em qualquer circunstância da nossa vida, as nossas células têm uma taxa de
produção de RL que, embora controlada, é mais elevada do que a capacidade neutralizadora do sistema antioxidante. Os imperceptíveis danos celulares decorrentes desta produção excessiva de RL “dão voz” à associação que alguns investigadores estabelecem entre o fenómeno de envelhecimento e uma condição crónica de stress oxidativo moderado ao longo da nossa vida.

Relativamente ao exercício físico, existe um consenso generalizado quanto à existência de diferentes “fontes” de RL no nosso organismo. Porém, o exponencial incremento do consumo de oxigénio parece ser o factor mais preponderante para o acréscimo da produção de RL durante o exercício. Por esta razão, os RL são, vulgarmente, conhecidos como radicais livres de oxigénio. Neste contexto, a generalidade dos praticantes de exercício físico e os atletas, em particular, confrontam-se com um aparente paradoxo. Ou seja, apesar de todos os benefícios conhecidos, a prática de exercício físico constitui-se, efectivamente, como um factor indutor da produção acrescida de RL.

Contudo, não obstante este acréscimo, estudos no âmbito da bioquímica do exercício têm sugerido que os praticantes de exercício regular e intenso, como por exemplo os atletas, se apresentam numa situação privilegiada face ao acréscimo da produção de RL, decorrente da prática de exercício físico, relativamente aos praticantes de exercício não regular e aos sedentários.

Os benefícios da prática regular de exercício físico

Com efeito, tem sido demonstrado que, por adaptação fisiológica crónica decorrente dessa prática de exercício físico regular, parece existir uma diminuição da produção de RL e evidentes melhorias da capacidade antioxidante. Desta feita, aqueles que se exercitam regularmente, não só produzem menos RL como também estão melhor preparados para os neutralizar, diminuindo as condições celulares de stress oxidativo. Este facto, a par das virtudes antioxidantes de uma alimentação cuidada e adequada, justifica que, regra geral, para a grande maioria dos praticantes de exercício físico regular a suplementação de antioxidantes não seja imprescindível. Adicionalmente, a melhoria da capacidade antioxidante parece ser uma mais valia contra as, eventuais, condições exacerbadas de stress oxidativo que possam ser despoletadas no organismo por situações fisiopatológicas.

Assim sendo, no que diz respeito à relação entre o exercício físico e o stress oxidativo, o conselho só pode ser um: PRATIQUE EXERCÍCIO FÍSICO INTENSO DE FORMA REGULAR E SISTEMÁTICA

José Magalhães- Gabinete de Biologia do Desporto, Faculdade de Desporto, Universidade do Porto

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque

Eduardo costa agarra namorada e dispara: “Uma gorda em cima de mim”

Published

on

By

Eduardo Costa usou as redes sociais para compartilhar foto em que aparece se jogando na piscina, agarrado com a namorada, Victoria Villarim. Na legenda, o cantor escreveu uma mensagem inusitada: “Eu debaixo da gorda e a gorda em cima de mim. E o que a gente não faz para agradar a dona onça? Mas ela me faz muito feliz, e eu amo estar com ela. Te amo, gordinha”.O casal curte férias em Guarapari, Rio de Janeiro.

Visualizar esta foto no Instagram.

Eu debaixo da gorda e a gorda em cima de mim kkk, e o que a gente não faz pra agradar e dona onça kkkk. @victoriavillarim mas ela me faz muito feliz, e eu amo estar com ela. Te amo gordinha. ???????????

Uma publicação compartilhada por Eduardo Costa (@eduardocosta) em

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

MC Mirella faz transmissão ao vivo tomando banho e fãs reagem: “Chocada”

Published

on

By

Com mais de 8,4 milhões de seguidores, MC Mirella deixou os fãs de boca aberta na madrugada de sábado para domingo (17). A cantora resolveu fazer uma transmissão ao vivo em seu Instagram enquanto tomava banho e conversava com os fãs.

A transmissão não teve longa duração, mas muitos seguidores lamentaram ter perdido a live. Claro, a cantora não deixou que aparecesse suas partes íntimas, apenas tomou banho e focou em seu rosto após alguns minutos para conversar com os seguidores.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Projeto Carnaval: Gabi Lubies ensina o segredo para se manter em forma depois da folia

Published

on

By

A Diva Fitness Gabi Lubies comenta sobre o aumento do numero de frequentadores de academia por causa do Carnaval e ensina seis dicas para se manter motivado o ano todo para treinar

Faltando poucos dias para o carnaval no Brasil, as academias estão lotadas, em especial nos grandes centros e cidades turísticas do litoral. Na esperança de queimar as últimas gordurinhas e chegar com o corpo mais sarado na folia, muitos tem se submetido a uma maratona de dieta e exercícios. Seria isso realmente positivo? A diva fitness Gabi Lubies tem a resposta:
“Notei nas últimas semanas um aumento no número de frequentadores (especialmente alunos novos), nas duas academias em que treino, que ficam em bairros diferentes e distantes uma da outra.  E sim, acredito que o fato do carnaval estar se aproximando tem grande relação com este aumento. Isso é ruim? Lógico que não! Muitas pessoas precisam de um gatilho motivacional pra dar esse start e se for o carnaval ou qualquer outra data que o der, vamos é fazer uso disso”, comenta Gabi.
Seria possível manter-se motivado depois da folia para manter a rotina de treinos e dieta? Para a Diva Fitness, é preciso aproveitar esse início, motivado pela exposição do corpo nesta época do ano, e não deixar que ele vire apenas projeto, que se encerra junto com a folia. É preciso dar continuidade a ele.


Para transformar esse “projeto carnaval” em algo mais duradouro como um estilo de vida saudável, Gabi Lubies traz seis dicas para manter o pique depois do carnaval.

1 – Motive-se pelos resultados
analise os resultados que conseguiu nesse pouco tempo de preparo para este período de festa. Já pensou no que pode atingir se mantiver-se na ativa do carnaval de agora até o próximo?


2 – Não perca o foco
Volte aos treinos e a dieta assim que possível. Se volta à rotina na quarta, então quarta acabou folia e é vida que segue.


3- Nunca é tarde para recomeçar
Se exagerou na bebida e comida nesses períodos, procurar alimentos mais naturais, leves, com efeito detox são uma boa pedida.

4- Mantenha-se hidratado
Hidrate-se antes, durante e depois da folia! A água é essencial para o equilíbrio do nosso organismo. 


5- Objetive sua meta
Pense em como deseja estar daqui um mês, três meses, seis meses, nove meses e um ano. Fracione as metas para ter mais estímulo de manter-se no foco.


6- Recompense-se
Crie recompensas positivas para cada etapa que for conquistando. Alerta: seja prudente nas recompensas que criar, não vá perder tudo que já conquistou, né?

Fotos de:  Dan Galic / MF Press Global 

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook




Mais Acessados