Connect with us

Destaque

Febre amarela: número de mortes aumentam 5 vezes em uma semana

Published

on

O surto da doença segue avançando e causando mais vítimas em estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais

Desde julho de 2017 já foram registradas 20 mortes por febre amarela no Brasil. A informação foi divulgada recentemente pelo Ministério da Saúde. O boletim epidemiológico anterior, do dia 8 de janeiro, mencionava quatro vítimas fatais da doença. Ou seja, os óbitos registrados aumentaram cinco vezes.

Quando considerados os casos confirmados (tanto o de pessoas que morreram quanto o das que superaram a infecção), o crescimento entre o boletim anterior e o atual também é representativo. No comunicado do dia 8, havia 11 ocorrências. No documento mais atualizado, o número saltou para 35, uma ampliação de 320%.

Mas atenção: todos os incidentes tem relação com zonas de mata, sendo ransmitidos pelos mosquitos Sabethes e Haemagogus. Não há notificação até agora da disseminação dentro de centros urbanos pelo famigerado Aedes aegypti. em áreas urbanas.

Como comparação, entre julho de 2016 e janeiro de 2017, foram listados 271 casos e 99 mortes, em um período marcado por um surto da doença.

Problemas à frente?

O número de episódios confirmados pode subir, porque há 145 outros em investigação por equipes de secretarias de Saúde. Os representantes do Ministério da Saúde evitaram falar em “surto”, mas classificaram o fenômeno como um “aumento de incidência da doença”.

A situação é mais grave nos estados de São Paulo (20 casos e 11 mortes), Minas Gerais (11 casos e 7 mortes) e Rio de Janeiro (3 casos e 1 morte). O Distrito Federal também reportou um caso que terminou em morte. Em razão do aumento dos casos, a Organização Mundial da Saúde classificou o conjunto do estado de São Paulo de área de risco e recomendou a viajantes para se vacinarem.

Vacinação

O Ministério da Saúde informou que vai disponibilizar aos estados lotes de vacina para campanhas junto à população. Qualquer pessoa pode se imunizar, à exceção dos que estão em situações de contraindicação, como pacientes em tratamento contra o câncer, indivíduos com imunossupressão e pessoas com hipersensibilidade à proteína do ovo.

A vacina começa a fazer efeito em dez dias. Quem pretende se dirigir às áreas de risco deve se imunzar e esperar esse prazo antes de sair de sua cidade. Em São Paulo, a campanha com a dose fracionada da vacina será antecipada para o dia 29 e vai abranger dezenas de cidades.

No Rio de Janeiro, a previsão é que as ações sejam realizadas em 15 municípios, com meta de chegar a 10 milhões de pessoas. Já na Bahia, onde também há preocupação com a ocorrência da doença, a campanha focará oito municípios e buscará aplicar o medicamento a 3,3 milhões.

Apesar de tudo…

O medo da febre amarela é justificável. Mas evite tomar decisões precipitadas, principalmente no momento atual, quando os postos de saúde estão cheios. Se mora em um centro urbano sem qualquer registro de casos e não pretende viajar para zonas de risco nos próximos dias, considere – junto com um médico – a possibilidade de se imunizar depois.

Também certifique-se de que não faz parte dos grupos especiais que precisam de um olhar mais atento antes de tomarem a vacina. Gestantes e pessoas com mais de 60 anos estão entre eles.

Comments

comments

Destaque

Fernanda D’avila ostenta barriga seca de biquíni nas Bahamas e dá dicas para reduzir “inchaço”

Published

on

By

Conhecida merecidamente como ‘musa da cinturinha fina’, a apresentadora e influenciadora digital Fernanda D’avila mostrou que continua com tudo em cima e com a barriga sequinha em fotos de biquíni nas Bahamas, numa gruta artificial de um famoso hotel da região.


No entanto, Fernanda conta que é preciso cuidados adicionais quando se tem uma rotina que inclui muitas viagens de avião, mudança de fuso horário e na rotina para evitar a retenção de líquidos e o inchaço: “Com os voos, mudança de fuso horário e alimentação diferente o nosso corpo acaba sofrendo alguns danos, e um deles é a retenção hídrica. Sempre todo chá de hibisco durante as viagens e me ajuda demais na diminuição da retenção de líquido. O famoso “inchaço” que toda mulher reclama.”


Além das viagens, a musa conta que mantém a rotina de tomar o chá de hibisco para manter a retenção longe: “Todos os dia pela manhã e antes de dormir eu tomo o chá e já faz parte da minha rotina diária. É um dos meus segredos para manter o abdômen sequinho”.

Fotos de: Reprodução / MF Press Global Por: Hebert Neri

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Natacha Horana revela segredo da boa forma e conta detalhes do seu treino fitness

Published

on

By

A bailarina do Faustão e atriz Natacha Horana é uma referência de beleza e boa forma. Admirada por seus quase 700 mil seguidores na rede social onde exibe um corpo sarado e mostra um pouco da sua rotina fitness.


Natacha revela os seus segredos para manter a boa forma e os treinos que faz para manter o percentual de gordura baixo e o corpo definido: “ Eu aposto em um treino que trabalha todos os músculos do core em um treino que foi montado para as minhas necessidades, totalmente individualizado, feito pelo meu personal trainer. Este treino me ajuda a secar e manter a forma o ano todo”.


Diogo Carmello, personal de Natacha Horana, revela os pormenores deste treino que é o segredo da bailarina para manter o corpão: “uso com ela um método de treino chamado 1k, que seria um treino que gasta 1000kcal em torno de 60 minutos de atividade. Ela faz o uso do método de 2 a 3 vezes na semana. Natacha não trabalha com cargas excessivas na musculação, apenas qualidade na execução, intervalos curtos, é uma série de fatores que levam em consideração a rotina dela. Também entram as atividades aeróbicas, muitas vezes praticadas em jejum, alem de claro, a prática frequente de dança, já que ela tem a formação de bailarina”.  


Natacha conta que os ensaios do balé chegam a durar 3 horas, além do tempo em que ficam ao vivo no ar no Domingão: “a base principal e segredo pra eu manter a forma é o método 1k, e algumas atividades complementares. Dançar pra mim é mais do que uma atividade física, é um prazer, além de também ser uma atividade de impacto que trabalha todo o meu corpo”.

Fotos de:  Davi Borges / MF Press Global Por: Hebert Neri

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Influencer plus size vai na contra mão e ensina a comer sem culpa

Published

on

By

Débora Porto chegou às redes sociais como nova influencer em ascensão afim de encerrar o tabu em relação ao mundo plus size. Com milhares de seguidores nas redes sociais e até no canal do YouTube, a modelo, agora, quer ensinar a comer sem culpa. “É possível sim, ser feliz comendo o que quisermos. Já vi muitos amigos deixarem de comer algo por causa do número de calorias, ou porque está comendo demais, e no fim fica morrendo de vontade. Isso é errado, devemos acabar com isso”, explica.


Nas redes sociais, ela faz posts mostrando o seu corpo, sem pudores, sempre com frases motivacionais, inclusive, falando sobre comer sem culpa.  “O resultado são todos envolvidos em uma alimentação consciente, que gera prazer e não culpa”. Suas dicas estão fazendo sucesso com os seus fãs, que sempre a responde positivamente. “Sempre autêntica”, comentou um seguidor.
Fotos: Divulgação | CO Assessoria

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook




Mais Acessados