Connect with us

Destaque

A Importância da Água no Emagrecimento

Published

on

Nesta época do ano seria repetitivo dizer-lhe para ingerir quantidades adequadas de água ou hidratar-se de maneira adequada, enfim você já deve estar cansado de ouvir frases do tipo “beba bastante líquido”. Certamente a reposição hídrica é vital, mas hoje pretendo mostra o papel que a ingestão de líquido pode ter no emagrecimento.

O controle da ingestão de alimentos pode ser feito de duas formas: pelo sistema nervoso (vontade de comer) e pelo sistema digestivo (“barriga cheia”). É justamente no segundo caso que a ingestão de líquidos lhe 600 ml de líquidos 30 minutos antes do almoço (feito no estilo self-service, com comida a vontade), depois do almoço todos foram orientados a não ingerir nada calórico por mais de 4 horas, quando foi servido o jantar. O número de calorias consumidas nas duas refeições foi o seguinte:

Volume de líquido / Calorias no almoço (kcal) / Consumo no jantar (kcal)

Sem líquido ————————1033 —————————1291
300ml ——————————–758———————— 1205
450ml ——————————–698—————————–1135
600ml ——————————–625—————————–1124

Estes resultados corroboram a idéia que o volume de alimento ingerido (líquido + sólido) regula o apetite independentemente das sensações geradas através do paladar. Além de todos os outros que você já ouviu, aí esta mais um motivo para você se hidratar corretamente neste verão!


É sabido que a pratica de atividades físicas é importante para uma boa saúde e melhora na qualidade de vida. Sua prática regular pode trazer muitos benefícios, como por exemplo, aumento do gasto energético, maior coordenação motora, melhora na capacidade cardiorrespiratória, diminuição do estresse, redução do risco de doença (obesidade, hipertensão, diabetes).

A água perfaz de 40 a 60% da massa corporal de um individuo e constitui de 60 a 75% do peso dos músculos e aproximadamente 50% do peso da gordura. Conseqüentemente, as diferenças na água corporal total entre os indivíduos são devidas essencialmente a variações na composição corporal. (McArdle 2000).

Para um bom desempenho, um ótimo funcionamento cardiovascular e uma regulação térmica do corpo durante as competições é importante que o atleta mantenha uma boa hidratação. Grande quantidade de líquido é perdido durante a competição e que se o organismo não estiver bem hidratado, dentre inúmeras complicações, pode ocorrer uma dissipação insuficiente de calor, ocasionando uma queda no desempenho físico e sensação de mal-estar e a desidratação.

Dentre diversas modalidades esportivas, o judô,jiu-jitsu,karate,etc pode ser citado como a que tem grande perda hídrica, e essa perda hídrica pode ser enfatizada principalmente pelo seu tipo de vestimenta, que não permite uma boa regulação da temperatura (termorregulação).

É de grande importância que o atleta mantenha uma hidratação adequada antes da competição, pelos seguintes fatos:

  • Aumento da sudorese, evitando significativamente grandes elevações da temperatura interna durante a competição, podendo chegar a uma hipertemia quando o atleta chega a uma temperatura central acima de 41ºC.
  • Evitar um aumento da sobrecarga cardiovascular, conforme o indicado por uma elevação desproporcional da freqüência cardíaca durante a competição.
  • Evitar a queda na performance durante a competição pelo fato de ser um esporte de resistência.
  • Retarda o processo de fadiga.

Segundo o American College of Sports Medicine (2002), recomenda-se que os indivíduos devem consumir uma dieta nutricionalmente balanceada e ingerir líquidos adequados durante o período de 24 horas antes de um evento, especialmente durante o período que inclui a refeição que procede ao exercício, a fim de promover uma boa hidratação antes do exercício ou da competição.

Um atleta que mantem uma hidratação inadequada durante a pratica dos exercícios pode entrar em processo de hipohidratação, que pode ser definido como a perda de água e eletrólitos (sódio, cloro, potássio, magnésio) durante o exercício, predominantemente pelo suor, onde seus efeitos são muito mais notórios quando o exercício é praticado em ambientes quentes. O grau de sudorese varia de acordo com a quantidade de liquido ingerido, ambiente, intensidade do exercício, condições climáticas e vestuário.

Em relação a os eletrólitos também são conhecidos como sais minerais, um dos mais importantes e em maior quantidade no organismo é o sódio, que contribui na absorção dos líquidos pelo organismo e equilíbrio orgânico, que quando não reposto adequadamente pode vir a desencadear a hiponatremia que é a concentração baixa de sódio no sangue sendo mais freqüente em atividades que durem mais de 4 horas ou ingestão de grande quantidade de água sem adição de sódio.


É recomendável que atleta faça uso de bebidas isotônicas durante os treinos e eventos, com intuito de repor tudo aquilo que ele perde no suor durante a transpiração, essas bebidas apresentam concentração semelhante ao liquido fisiológico com uma pequena quantidade de carboidrato (glicose e/ou frutose) e que não sobrecarrega o aparelho digestivo e são assimiladas rapidamente pelo organismo, retardando a fadiga.

Se o atleta não manteve um bom nível de hidratação durante os exercícios, o ideal era após os exercícios, ele fazer uma hidratação com isotônicos para repor tudo aquilo que perdeu de eletrólitos, reabastecer o deposito de glicogênio muscular, evitar cãibras, minimizar a desidratação e estabilizar a volemia.

É importante que o atleta se habitue ao seu esquema de hidratação durante o período de treinamento e competição para evitar transtorno durante a competição.

Referencias bibliográfica:

AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE. Position Stand on Exercise and Fluid Replacement. Medicine and Science in Sports and Exercise, Madison, v. 28, n. 1, p. i-vii, 1996.

AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE; AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION; DIETITIANS OF CANADA. Joint statement position: Nutrition and athletic performance. Medicine and Science in Sports and Exercise, Madison, v. 32, n. 12, p. 2130-2145, 2000.

McARDLE, M.D; KATCH, F.I; KATCH, V.L. Fisiologia do exercício: energia, nutrição e desempenho humano. 3º ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2000.

Fonte: anabolismo.org

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Destaque

Bailarina diz que dança pode ajudar o Brasil a ganhar auto-confiança para vencer na Copa do mundo 2018

Published

on

By

Nanny Azevedo sugere a dança como uma solução pra que os jogadores da seleção ganhem auto-confiança para uma melhor atuação em camp nos jogos da Copa do Mundo 2018 na Russia.
O Brasil estreou na Copa do Mundo 2018 um tanto quanto nervoso, apreensivo. Não vimos a seleção jogar bonito, o tal do “futebol arte” em campo no jogo contra a Suíça, e sim uma sucessão de tropeços. Nossos jogadores estavam descompassados, desalinhados, um passo atrás.
Que a seleção está sofrendo pressão de todos os lados, isso é fato. Mas o que poderia ajudar os jogadores a ganharem auto-confiança e entrarem seguros e relaxados em campo? A resposta pode ser algo inusitado: a dança.

Foto: MF Press Global

A bailarina do quadro Ding Dong do Domingão do Faustão, Nanny Azevedo, propôs em tom de brincadeira, mas com certa propriedade, uma solução para uma atuação com mais presença, atitude e confiança da seleção brasileira em campo, comparando nossos jogadores com a seleção de Rúgbi da Nova Zelândia: dançar.
A ‘haka’, dança tribal maori que virou símbolo dos All Blacks, a equipe de rúgbi neozelandesa, é tradicional realizada há mais de 100 anos no começo de suas partidas, que virou uma marca registrada, alegadamente alivia a tensão e dá aos jogadores energia e confiança para vencer as partidas. Pode funcionar pra Neymar e cia? Tomara.
De acordo com o historiador Jock Phillips, da Universidade de Wellington, a Nova Zelândia sempre teve uma certa insegurança sobre seu lugar no mundo, e essa dança deu a eles auto-confiança para conquistar seu lugar. Para Nanny, ainda que em tom de brincadeira, essa estratégia, quem sabe, pode funcionar para o Brasil tímido e inseguro que vimos em campo no domingo passado: “O time de rúgbi da Nova Zelândia é famoso por usar a dança para atrair boas energias, relaxar e trazer gana, vontade para a partida. Quem sabe o Brasil não precisa disso. Eles estavam muito tensos. Vai uma dança para dar uma relaxada antes do jogo”.
Parece que quem dança seus males espanta. Fica a sugestão pra levantar a moral da seleção brasileira.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Kelly Key mostra resultados de cirurgias e comemora: “Muita diferença”

Published

on

By

Quinze dias após passar pelos procedimentos estéticos, a cantora finalmente exibiu o corpo em um vídeo postado no YouTube

Kelly Key deixou os fãs de queixo caído ao postar um vídeo em seu canal no YouTube nesta quarta-feira (20/6). A cantora, que fez rinoplastia, lipo nas costas e implantou nova prótese nos seios, mostrou os resultados das cirurgias plásticas e comemorou.

“Agora vocês estão me vendo com 15 dias de cirurgia”, explicou a artista de 35 anos. “O segundo, terceiro e quarto dias são os piores. Parece que você não vai ficar bem nunca”, emendou.

Kelly não se conteve ao mostrar a rinoplastia, procedimento que a agradou por completo. “Muita diferença. Maravilhoso, trabalho lindo. As pessoas diziam que eu não tinha o que fazer, mas eu tinha um osso largo. Está mais ao meu gosto”, disse ela.

Logo depois, a esposa de Mico Freitas exibiu os seios novos, toda orgulhosa. “Esse colo que não tenho há muito tempo. É uma coisa linda. Estava precisando. O principal objetivo da cirurgia era colocar o meu seio no lugar. Por isso que me submeti ao procedimento. Tá incrível, do jeito que eu esperava”, afirmou Kelly Key.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Antes e depois: Graci Lacerda posta imagem de 20 anos atrás

Published

on

By

Para quem ainda não sabe, eu comecei a malhar com 16 anos e apenas com três anos comecei a ver os resultados

Graciele Lacerda é adepta inveterada e confessa da malhação. A jornalista, namorada de Zezé di Camargo, sempre posta fotos nas redes sociais, indo e vindo da academia. Nesta terça-feira (28), ela postou uma foto de quando tinha 16 anos, época em qua começou a malhar. “Para quem ainda não sabe, eu comecei a malhar com 16 anos e apenas com três anos comecei a ver os resultados”´, contou a jornalista.

De tanto gosto que tomou pela academia, a jornalista chegou a ingressar na faculdade de Educação Física e chegou a dar aulas por seis anos. “Até os meus 30 anos eu malhava para comer, meu metabolismo era ótimo, acelerado, e isso me ajudava muito. Mas com 31 anos comecei a sentir o peso da idade, já não conseguia obter resultado malhando e comendo de tudo”, continuou Graci, que procurou a ajuda de uma nutricionista para conseguir reverter o problema.

“Claro que sempre dou uma fugida na dieta porque amo comer e tenho vida social. Não sou neurótica na alimentação, mas sou viciada em academia e isso já me ajuda bastante. Apesar de sempre ter malhado, hoje com 36 anos, consigo manter o meu corpo do jeito que quero, mais sequinha e mais definido”, revelou a jornalista.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook


Mais Acessados