Connect with us

Alimentação e Nutrição

Intolerância à lactose – Doença ocorre por deficiência ou ausência de enzima que quebra o leite.

Published

on

Um simples copo de leite ou um pedaço de queijo pode fazer mal para quem tem intolerância à lactose. A pessoa sente náusea, gases, inchaço, diarreia e assadura na região anal.
Segundo dados brasileiros, 70% dos adultos têm algum desses sintomas após consumir leite de vaca ou derivados. Em países como Japão e alguns do continente africano, praticamente todos os habitantes com mais de 80 anos têm algum grau de intolerância.

A doença ocorre porque o indivíduo nasce sem uma enzima que quebra a lactose, o açúcar do leite, ou porque deixa de produzi-la ao longo da vida, seja pelo envelhecimento ou por lesões no intestino.
A gravidade dos sinais, que podem aparecer logo após a ingestão de leite ou depois de horas, depende da quantidade de alimento e de quanta lactose cada pessoa é capaz de suportar.

Segundo o gastroenterologista Flavio Steinwurz e a nutricionista Camila Diniz, qualquer alimento que contém lactose pode fazer mal, como leite de vaca ou cabra, queijo branco, manteiga, margarina, requeijão, iogurte, pudim, bolo, creme de leite, leite condensado, biscoito ao leite, pão de leite, pizza de muçarela e a maioria dos adoçantes em pó. Em geral, iogurtes podem ser mais bem tolerados que o leite, porque parte do açúcar é fermentada. Porém, a maioria dos iogurtes, especialmente os de consistência firme ou cremosa, contêm leite em pó e/ou soro de leite, para melhorar a textura. Além disso, alguns iogurtes apresentam o mesmo percentual de lactose que o leite de vaca: cerca de 5%.

De acordo com o Conselho Nacional de Laticínios dos EUA (NDC, na sigla em inglês), as muçarelas de búfala e cabra contêm 2% de lactose, menos da metade do teor de um copo de leite ou iogurte. Dependo do grau de intolerância do paciente, esses queijos podem ser substitutos na dieta. Para não ficar em dúvida, leia sempre o rótulo e verifique se o produto inclui lactose na formulação. Remédios também podem incluir lactose

Diagnóstico
É feito por dois testes. No primeiro, que é feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o paciente recebe uma dose de lactose em jejum e, depois de algumas horas, são colhidas amostras de sangue que indicam os níveis de glicose. Se não houver alteração, a pessoa é intolerante à lactose. Há também um exame respiratório que custa cerca de R$ 120 e monitora a quantidade de hidrogênio nos gases exalados após a ingestão da lactose. É importante não confundir a intolerância à lactose com outras doenças ou disfunções que podem causar quadro similar.

São elas:

  • Alergia à proteína do leite (caseína)
  • Síndrome do intestino irritável
  • Doença celíaca
  • Doença de Crohn
  • Colite ulcerativa
  • Alergias alimentares
  • Endometriose

Para quem estiver com suspeita de intolerância à lactose e quiser fazer um teste em casa, basta retirar da alimentação os leites e derivados durante uma semana. Se o desconforto sumir, pode estar aí o motivo.

Tratamento
Não há tratamento para aumentar a capacidade de produzir lactase, mas os sintomas podem ser controlados por meio de dieta e medicamentos.

O que evitar

  • Leite de vaca
  • Leite de cabra
  • Queijo fresco
  • Manteiga
  • Requeijão
  • Creme de leite
  • Iogurtes (costumam ser mais bem tolerados que o leite)
  • Bolachas, bolos e pudins
  • Adoçantes em pó
  • Opções de leite e derivados para intolerantes
  • Leite com baixa lactose
  • Leite de soja
  • Leite de arroz
  • Queijos brie, camembert, roquefort, cheddar, parmesão, prato e emmental (são mais gordurosos e calóricos que os brancos)

Outros alimentos sem lactose

  • Pão francês
  • Presunto
  • Geleia
  • Adoçante em gotas
  • Café
  • Maionese
  • Azeite
  • Salada de frutas

Importância do cálcio
O leite e seus derivados são ricos em proteínas, vitaminas e a principal fonte de cálcio da alimentação, nutriente fundamental – junto com a vitamina D – para a formação e a manutenção da massa óssea.
Alimento Cálcio (mg) Porção Porção caseira

  • Leite 300 240 ml 1 copo
  • Tofu 260 120 g 2 a 3 fatias
  • Espinafre 120 90 g 4 colheres de sopa
  • Gergelim 98 10 g 1 colher de sopa
  • Amêndoas 95 30 g 10 a 15 unidades
  • Repolho 80 85 g 4 colheres de sopa
  • Ovo 50 60 g 1 unidade
  • Laranja 40 100 g 1 unidade
  • Brócolis 35 70 g 3 colheres de sopa
  • Cenoura 30 100 g 1 unidade
  • Uva passa 30 50 g 1 xícara de café
  • Nozes 30 30 g 10 a 15 unidade

Tomar de dois a três copos de leite por dia contribui para um adulto atingir suas recomendações de cálcio. O iogurte também pode ser uma opção para garantir esse fornecimento. Crianças, adolescentes, grávidas e idosos devem consumir mais leite e derivados que as demais pessoas.

É recomendável, porém, que o leite não seja ingerido durante as refeições principais (almoço e jantar), pois o cálcio pode atrapalhar a absorção do ferro de origem vegetal, e vice-versa. Uma xícara de espinafre fornece aproximadamente 25% das necessidades diárias.

O gergelim é outra fonte de cálcio, tanto o torrado quanto o branco, apesar de este ser digerido com mais facilidade. Duas colheres de sopa por dia correspondem a um copo de leite.

Recomendação diária de cálcio

  • Crianças (0-8 anos): 200 a 800 mg
  • Crianças/adolescentes (9-18 anos): 1.300 mg
  • Adultos (19-50 anos): 1.000 mg
  • Adultos (mais de 50 anos): 1.200 mg
  • Gestantes e lactantes: 1.000 a 1.300 mg

Alimentos ricos em cálcio

  • Feijão
  • Ovos
  • Couve, brócolis, espinafre e verduras escuras em geral
  • Repolho, nabo, figo, uva passa, cenoura e laranja
  • Amêndoas e nozes
  • Gergelim
  • Queijo de soja (tofu)
  • Sardinha, marisco e algas

Alimentos que interferem na absorção de cálcio

  • Produtos com excesso de sódio, como os industrializados, embutidos e enlatados
  • Itens ricos em fitatos: farelo de trigo e alguns cereais
  • Alimentos ricos em xantinas: café, chá preto e chá mate

Fonte: g1.globo.com

Comments

comments

Alimentação e Nutrição

Dieta Fitness: como temperar sua alimentação?

Published

on

By

Para conquistar um corpo definido, com músculos e barriga chapada, é muito mais do que exercício ou ficar 24hrs na academia.

Estamos falando da dieta, ela sim é responsável por aquela barriguinha chapada que você vê na praia, ou aquele corpo bem definido escultura.

O problema é que muitas pessoas não sabem como temperar  suas marmitas fitness ou fazer aquela refeição gostosa.

Sal é uma boa escolha? NÃO! Não é, pois ele retém líquidos e com isso você irá ficar mais inchado, mesmo que seu prato seja bem saudável. Vai fazer uma salada com óleo? O ideal seria com óleo de coco. Você precisa pensar bem como será o tempero da sua refeição.

Então abaixo iremos dar algumas dicas de como preparar o sabor da sua alimentação com produtos naturais que não irão estragar  todo o seu trabalho.

Óleo de coco

O óleo de coco pode ajudar a emagrecer e pode também trazer uma série de benefícios à saúde, que vão desde a melhora dos níveis de colesterol até a diminuição dos estoques de gordura abdominal.
Assim como ocorre com o popular azeite, o óleo de coco pode ser encontrado com mais frequência em duas versões: refinado e extra-virgem. Enquanto este último é extraído a frio, sem o auxílio de produtos químicos, o óleo de coco refinado é extraído a partir da utilização de altas temperaturas e solventes químicos.

Farinha de coco

Depois do sucesso do óleo de coco, agora chegou a vez de conhecermos os benefícios da farinha de coco. E se você já ouvi falar mas nunca a utilizou, aproveite para saber um pouco mais sobre suas propriedades e algumas sugestões de receitas saudáveis com a farinha do momento.

A farinha de coco pode ser utilizada para melhorar o funcionamento do intestino, diminuir os níveis de colesterol e até para acelerar o metabolismo, aumentando a queima de gordura estocada no corpo. 
A farinha de coco tem diversos usos, sendo um deles a substituição de parte das farinhas à base de glúten em receitas saudáveis, como pães e bolos integrais. Outro uso da farinha de coco é na hora de fazer frango ou peixe empanados – basta passar o filé no ovo, em seguida na farinha e pronto, você terá um delicioso empanado sem glúten.

Temperos zero sódio

Possui no mercado alguns temperos zero sódio com sabores, que por sinal são muito bons a Mrs Dash é uma marca de temperos norte-americanos comercializados pela B&G Foods. Na década de 1980, estava frustrada com os produtos disponíveis para dar sabor às refeições nutritivas que ela preparava em casa para sua família. Diante dessa situação, foi inventado uma mistura sem sal para suprir sua necessidade de temperar seus alimentos de uma forma conveniente e saudável, sem o uso de sal. A fórmula original; que foi comercializado pela primeira vez em 1981, foi desenvolvido com uma variedade de fornecedores de especiarias. Você pode encontrar nesses produtos , temperos naturais como: pimenta, cebolas e ervas que você pode temperar carnes e peixes, tomate e alho,  entre outras coisas, que vai da mais sabor a  sua alimentação.

Mostardas

Alem de temperos naturais temos molho de mostarda Mrs Taste é feito especialmente para uma alimentação saudável, com ZERO sódio, ZERO calorias e ZERO açúcar. E pra ajudar também é FONTE DE FIBRAS. Quer inovação melhor do que um condimento com fibras, que além do auxílio no bom funcionamento intestinal, ainda proporciona sensação de saciedade auxiliando no controle do peso, além de ajudar a controlar a glicemia e o colesterol.

Ketchup Zero

A SS Natural, possui uma grande linha de produtos delicioso com zero açúcar e zero sódio, um deles é o Ketchup Zero Sem adição de sódio, sem adição de açúcar e adoçado com stevia.

Além do Kectchup a SS Natural possui a deliciosa Mostarda Zero, Barbecue Zero, Maionese Zero, Óleo de Coco Spray e temperos como: Salgante, contendo em seus Ingredientes: Amido de Milho, Cloreto de Potássio, Fibra Insolúvel Natural e Ácido Glutâmico, Pimenta nos Ingredientes: Pimenta Chilli, Cominho, Fibra Insolúvel Natural, Pimenta Cayena, Páprica Doce, Orégano, Cloreto de Potássio, Alho, Coentro e Ácido Glutâmico, Carne: Ingredientes: Mostarda, Cloreto de Potássio, Páprica Doce, Fibra Insolúvel Natural, Pimenta Cayena, Tomilho, Orégano, Coentro, Cebola em pó, Aipo em pó, Ácido Glutâmico e Aroma Natural de Carne, entre muitos outros, que no qual você ode preparar sua salada sem medo algum, pois tem a certeza que nenhum produto vem com adição de sódio e nem de açúcar.

 

Acredito que agora você irá conseguir por mais sabor a sua alimentação e sem preocupação se esses alimentos realmente estão fazendo bem ou mal ao seu organismo.

Diga-nos o que achou desse artigo.

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Cardápio de Hipertrofia Feminino

Published

on

By

Cardápio de Hipertrofia Feminino

Seguir entre 2 e 3 meses, a meta é obter o ganho de pelo menos 1-1,5kg de massa magra ao mês. Como as opções dos cardápios são bem saudáveis, o objetivo é evitar ao máximo o aumento de gordura corporal junto com essa massa muscular, mas o ganho de gordura é inevitável durante essas fases, um pouco irá ocorrer.

DESJEJUM

  • 1 copo de extrato de soja zero + 30g de whey protein + 5g de glutamina
  • 2 fatias de pão integral ou 4 torradas integrais + creme de ricota light/requeijão light/patê de atum/peito de peru/peito de frango/queijo branco baixa gordura – PROTEÍNAS À VONTADE
  • 1 fruta + 3g de BCAA

LANCHE DA MANHÃ

  • Escolher 2 das opções: Oleaginosas com uva passa e damascos (1 punhado) ou Atum com cottage (levar misturado numa tupperware) ou 1 barrinha de proteínas ou 1 iogurte light ou Rolinhos de peru com cottage ou 1 latinha de salmão no azeite ou 1 dose de Blend Proteico com extrato de soja zero e aveia ou Doce com 30g de Blend Proteico com pasta de amendoim sem açúcar.

 

ALMOÇO

  • Batata doce ou cenoura ou arroz integral – cerca de 100g
  • 2 unidades M de bife magro OU filé de frango OU peixe OU omelete – Sem ser fritura!
  • Salada variada – todos os dias – com azeite de oliva + 1 punhado de oleaginosas

 

LANCHES DA TARDE (INCLUINDO LANCHE PRÉ-TREINO) – COMER DE 2/2 HORAS

  • Intercalar entre receitas para aumentar massa muscular – consumir 1 receita a cada 2 horas.
  • Antes do treino: 3g de BCAA

 

LANCHE PÓS-TREINO

  • 30g de Whey protein + 5g glutamina + Frutas ou Batata doce + 3g de BCAA

 

JANTAR

  • Proteína à vontade (aumentar quantidades) + salada com azeite + fruta ou suco light
  • Sobremesa: 1 barra proteica com pasta de amendoim sem açúcar

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Esta é a melhor dieta do abacaxi – você ainda não a conhece e perderá até 5kg em apenas 3 dias!

Published

on

By

O abacaxi é uma fruta rica em vitamina C e ácido fólico, além de ter outros minerais como potássio, magnésio e iodo.

Ele tem muitas propriedades importantes e também é diurético e é utilizado para desintoxicar o corpo.

A dieta do abacaxi é aprovadíssima por praticamente 100% das pessoas que a fizeram.

Muitos dizem que chegaram a perder cinco quilos em apenas três dias.

Não acredita?

Faça o seguinte: siga rigorosamente os passos desta dieta.

Sabe o que vai acontecer?

Você vai se surpreender com os resultados.

Mas não faça esta dieta por mais de três dias.

Essa quantidade de dias já é suficiente.

Mais do que isso, pode ser prejudicial.

Enfim, para nós, três dias já é o suficiente.

Se quiser, pode repetir o processo a cada 60 dias.

A dieta é muito fácil de fazer.

E pode ficar tranquilo(a): você não vai passar fome nem ficar desnutrido.

Se decidir fazer esta dieta, é isso que você deve fazer:

Café da manhã

Durante três dias, deve tomar café da manhã com duas fatias de abacaxi e uma fatia de pão.

No meio da manhã, tome chá da casca de abacaxi feito em casa.

Você só tem que ferver a casca de abacaxi por cerca de vinte minutos em 250 mL de água.

Em seguida, deixe repousar e esfriar até temperatura ambiente.

Então, é só tomar o chá.

 

Almoço

Para o almoço você pode comer 200 gramas de peito de frango ou peixe grelhado temperado com um pouco de mostarda e um pouco de sal.

Na sobremesa, coma três fatias de abacaxi.

Lanche

Quando chegar a hora do lanche, você pode comer abacaxi com iogurte desnatado.

Jantar

Na sua última refeição do dia, você pode comer um purê de legumes feito com cenoura, chuchu e batata-doce.

Acompanhe com uma salada de alface, cubos de abacaxi e um pouco de frango ou peixe.

Na sobremesa, três fatias de abacaxi.

Observações:

1. Durante a dieta, evitar exercícios pesados, porque você não está consumindo calorias suficientes e você não tem energia suficiente.

2. Depois de terminar a dieta, se você não seguir uma alimentação adequada, pode voltar a recuperar o peso perdido dentro de alguns dias.

Esta dieta funciona como os primeiros passos de uma reeducação alimentar.

Então, esforce-se para manter uma alimentação saudável depois dela.

3. Se possível, use abacaxis orgânicos.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook



Mais Acessados