Connect with us

Academia

Kelly Key mostra resultado drástico de treino 4 meses após parto: é seguro para todas?

Published

on

As fotos recentes da cantora Kelly Key em seu Instagram são chocantes. Apenas 4 meses após o nascimento de seu terceiro filho, Arthur, a cantora já ostenta um abdômen sarado, fruto de um treino de alta intensidade.

O feito impressiona ainda mais por ela estar amamentando exclusivamente o caçula da família. Será que atividade física intensa pode secar o leite ou prejudicar a recuperação da mulher? A seguir, especialistas comentam.

Treino de Kelly Key após a terceira gravidez

O personal trainer que acompanha a rotina fitness de Kelly Key há três anos, Rafael Moreira, orienta de perto a fase pós-parto da cantora e sua evolução na atividade física.

O profissional afirma que ele aposta em exercícios intervalados de alta intensidade, da sigla em inglês HIIT. Essa metodologia leva o corpo rapidamente à zona metabólica ideal para a queima de gordura.

Kelly Key fala sobre treino pós-parto e diz que já perdeu 11 kg

Projeto Baba Baby: Inspire-se na dieta de Kelly Key

Treino de glúteos da Kelly Key para endurecer e aumentar o bumbum

São exercícios feitos ao máximo da capacidade e com pouco tempo de recuperação entre eles, o que mantém a frequência cardíaca alta. Isso tudo acelera o metabolismo e faz o corpo continuar queimando calorias até 48 horas após o término do treino.

“Nessa nova etapa, em que a Kelly está cada vez com mais condicionamento físico, estou aumentando a duração dos exercícios e diminuindo os intervalos”, comenta o personal.

Pode fazer exercício enquanto ainda está amamentando?

A ginecologista e obstetra Heloisa Brudniewski afirma que não existe um tempo exato para voltar aos exercícios físicos após o parto. Isso depende muito se o nascimento do bebê foi normal ou cesárea.

“No primeiro caso, se a mulher não tiver nenhuma cicatriz, pode voltar aos exercícios 15 dias após o parto. No caso de quem optou pelo outro tipo de parto, entre 30 e 40 dias, por conta da cicatrização da barriga”, comenta a especialista, que frisa também a importância da individualidade e da consulta ao médico antes de iniciar qualquer atividade.

A intensidade com que esse exercício será feito depende, de novo, da individualidade de cada mãe. Por exemplo, se antes da gravidez ela já era ativa e tinha condicionamento físico, pode voltar já em ritmo pesado.

Cuidados importantes

“O exercício é benéfico tanto na gravidez, como depois dela, mas ele gera cansaço e é preciso ser feito com bom senso. Se essa mulher já tem um bom condicionamento físico, por todo um histórico de hábitos de vida, não terá problema algum em fazer atividades intensas”, pondera Heloisa.

Entretanto, a profissional da saúde diz que a mãe lactante não deve fazer nenhum tipo de restrição alimentar. “A dieta precisa ser rica em calorias, mais do que o habitual dessa mulher, para uma boa produção de leite. Ela não pode fazer jejum intermitente e nem ficar muito tempo sem comer”, diz.

E tão importante quanto apostar em um cardápio equilibrado é fazer uma hidratação excelente, além de dormir muito bem. “Se essa mãe estiver descansada e ainda assim tiver disposição para se exercitar, ótimo. Mas é preciso ser feito de uma forma saudável para ela, que dê prazer e não mais uma preocupação”, comenta Heloisa.

Outro ponto relevante no caso de Kelly Key, que malha de 4 a 5 vezes na semana mesmo amamentando, é o fato de elaestar no seu terceiro filho.

“Isso significa que muitos macetes que podem trazer dificuldades para mamães de primeira viagem, para ela já são mais banais. Com certeza a experiência conta nesse sentido. Ela já deve conseguir se organizar da melhor forma para aproveitar um tempo e se exercitar”, comenta Heloisa, que não acompanha a famosa.

Riscos

A ginecologista Maria Elisa diz que a dieta das lactantes precisa ser de alta qualidade. “Carboidratos, gorduras boas e proteína. Por isso, é interessante que aconteça também um acompanhamento nutricional, principalmente se a mulher deseja voltar aos exercícios”, diz.

“Se essa mãe não tiver a energia que precisa, ela pode ter queda importante da imunidade, ficar gripada ou doente e, em alguns casos, até passar isso para o bebê”, fala Maria Elisa.

Para mamães que antes da gravidez eram sedentárias e querem mudar de hábitos, as profissionais dizem que é recomendado, sim, se exercitar, mas é preciso ter bom senso e ouvir o próprio corpo. E que tudo seja feito de forma gradativa.

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Academia

Simples truques para derreter a gordura da barriga em uma única noite. Veja!

Published

on

By

A noite é excelente para inúmeras questões, desde os encontros românticos até para relaxar por conta própria. O que nem todo mundo suspeita é a possibilidade de derreter a gordura da barriga em uma noite facilmente.

Quer descobrir como? Então, basta conferir o nosso post!

6 truques para derreter a gordura da barriga em uma noite

1 – Tenha um jantar com baixo teor de sódio

Alimentos com muito sal, especialmente, quando são consumidos no período noturno tendem a deixar a sensação de inchaço. Assim, busque por alimentos cheios de proteína magra e saudável sem muito sal.

2 – Faça exercício antes de dormir

Diferente do que muita gente pensa, exercício antes de se deitar para dormir não desperta o seu corpo, mas acaba por ajudar no relaxamento.

De acordo com um estudo feito no ano de 2013, pela National Sleep Foundation, quem se exercita durante a noite tem sono mais profundo.

3 – Faça seu almoço à noite

Por que não economizar dinheiro e derreter a gordura da barriga em uma noite? Deixando de almoçar em restaurantes, você pode muito bem preparar o seu almoço à noite para levar para o seu trabalho.

Além disso, o procedimento para cozinhar (ficar em pé, lavar, cortar ingredientes, se abaixar para pegá-los na geladeira) – acredite – vai estimular seu metabolismo e fará você gastar algumas calorias. Bom para o bolso, ótimo para o organismo!

4 – Beba muita água

Quer saber outra sugestão econômica? Beba água, muita água ao longo do dia e também da noite. Restando uma hora para se deitar, o ideal é não tomar nenhum tipo de liquido para não acordar no meio da madrugada para se dirigir ao banheiro.

A exceção é se sentir muita sede, assim beba seu copo de água para não acordar desidratado no dia seguinte.

5 – Deixe seu quarto totalmente escuro

Um estudo publicado no Jounal of Pineal Research comprovou que a melatonina, substância produzida pelo corpo durante o sono num ambiente escuro, auxilia na queima de calorias.

6 – Durma numa temperatura de 18º graus

Dormir e perder peso ao mesmo tempo parece um sonho, não é? Mas, isso pode ser verdade!

O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH, na sigla em inglês) efetuou um estudo que revelou que pessoas que repousam em cômodos com temperatura de 18 graus eliminam mais calorias do que aqueles que descansam em locais mais quentes.

Gostou de aprender essas 6 dicas para derreter gordura da barriga em uma noite? Aproveite para compartilhar esse conteúdo com os seus amigos nas redes sociais!

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Treino de força ideal para mulheres?

Published

on

By

Seja para ter o corpo das vedetes  ou panicats ou porque sabem dos benefícios à saúde. As mulheres estão comparecendo às academias por falta de informação, a maioria ainda acha que a fórmula mágica é bastante exercício aeróbio. E correm para site  de saúdes em busca de dicas de treino para um corpo mais feminino.

Claro!  Não faz mal, é bom, mas não é fórmula mágica. Os melhores resultados, sabemos há algum tempo, só podem ser conseguidos pelo treinamento resistido, ou musculação.

As mulheres que entendem isso vencem a inércia e invadem as salas de musculação.  Mesmo que muitas mulheres se atirem sobre os leg-presses e dumbelss na busca pelo corpo perfeito, e portanto corram o risco de abandonar a academia em frustação ao não alcançá-lo, o ímpeto é positivo. Pelo menos estão lá, e temos tempo para mostrar a elas outras coisas enquanto se dedicam a esta busca – busca impossível, pois o corpo perfeito que elas têm em mente é feito de Photoshop, e o corpo belo de verdade está dentro delas mesmo.

Podemos mostrar que elas devem fazer planos para além do próximo verão – de preferência, para a vida toda: mulheres que não praticam treinamento resistido (de alguma forma) perdem consideravelmente sua massa magra, sua força, e correm o risco de sofrer atrofia de alguns músculos. A primeira conseqüência desse processo é o desconforto e dificuldade em tarefas do cotidiano. Em seguida, dores e lesões. As conseqüências não visíveis são mais sombrias e graves: a perda de densidade óssea, em última instância levando à osteoporose. No plano psicológico, uma substancial mudança na forma física pela flacidez (pela falta de massa muscular) e acúmulo de gordura em locais indesejáveis, em geral percebidos com choque e depressão.

 

Algumas mulheres evitam treinamento de força intenso porque acreditam que seus músculos irão se hipertrofiar e que ficarão menos femininas. Todo professor de musculação já ouviu a frase: “eu tenho tendência a ficar musculosa”. “Quero uma musculação para mulheres” Não tem: o fato é que a maioria das mulheres jamais praticou musculação com seriedade. Quando começa, nos primeiros quatro meses vai observar um aumento “substancial” (ela era sedentária, antes, lembre-se) de massa magra. Na cabeça, ela faz as contas e projeta: em dois anos, serei a versão feminina do Schwarzenegger. Mas não é assim que funciona. A fisiologia feminina é diferente da masculina, a começar pela produção dos hormônios que promovem o “substancial aumento” de muscularidade. Naturalmente, a mulher produz testosterona em proporção mais de uma ordem de grandeza inferior aos homens.

No esporte de alto rendimento, são observadas mulheres com maior muscularidade e força. Atualmente há um aumento considerável de mulheres em várias modalidades esportivas, porem existem algumas diferenças na aplicação em treinamento de alto rendimento para mulheres em relação aos homens. Várias pesquisas demonstram que mulheres atletas não podem ser avaliadas e treinadas da mesma forma que atletas do sexo. As mulheres apresentam diferenças significativas. Elas têm um esqueleto composto por ossos menores, mais leves e frágeis, além de articulações mais frágeis e menos adaptadas aos esforços de alta intensidade devido à maturação mais rápida do esqueleto e fechamento dos discos de crescimento. Grosso modo as mulheres possuem 5% menos massa muscular que os homens.

Benefícios Específicos

O resultado mais óbvio da musculação para mulheres é a hipertrofia muscular e o aumento da densidade muscular. Esta maior densidade é mais evidenciada em atletas de força. Uma periodização especifica irá desenvolver maior confiança nas mulheres para prosseguir no treinamento. Este promoverá o aumento da força, uma moderada hipertrofia muscular e o domínio de manusear cargas mais elevadas.

O treinamento resistido ou musculação promove: força, destreza, velocidade, flexibilidade, potência, resistência anaeróbia, diminuição do tecido adiposo, aumento da massa magra, diminuição da pressão arterial, diminuição do colesterol e triglicerídeos, melhora de postura, diminuição de dores musculares, benefícios psicológicos.

Conclusão

A prática regular de programas para treinamento de força e uma dieta balanceada são as estratégias ideias para a mulher que deseja ter um corpo bonito, uma excelente densidade muscular e uma melhor qualidade de vida. Contudo, é necessária uma boa orientação por parte de um profissional da área de Educação Física. Este profissional capacitado a escolher o tipo de equipamento, freqüência, exercícios, forma de execução e periodização do programa de treinamento. Uma periodização tem como principal objetivo garantir que os objetivos sejam alcançados segundo um planejamento, determinando, para cada período, a intensidade, volume e carga aplicada. Assim, evita-se qualquer tipo de lesão que o trabalho realizado de forma incorreta poderia ocasionar.

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Treino “Fantástico” para aumentar pernas e glúteos em casa

Published

on

By

Mais um treino da nossa temporada de verão com um trabalho intenso de pernas e glúteos. Este treino serve tanto para quem quer ganhar massa muscular quanto para quem quer perder gordura pois o processo é o mesmo. Porém quem quiser perder mais gordura do que ganhar massa basta acrescentar exercícios aeróbios e uma alimentação específica para perder peso!

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook




Mais Acessados