Connect with us

Destaque

Meu antes e depois: De gordinha a modelo, blogueira e colunista

Published

on

Olá, tudo bem?!

Fui convidada fazer parte do Fitness Club e fiquei muito feliz.  Uma página só minha, ao lado de profissionais renomados da área como educadores físicos e nutricionistas. Fiquei feliz e honrada com o convite e é claro que aceitei!!!

Vou me apresentar, mas já adianto que as coisas para mim foram sendo linkadas, uma puxando a outra, emagreci, virei modelo, criei o blog, virei colunista de uma revista, agora deste site Fitness. Realmente as coisas foram acontecendo, não foram planejadas, mas fico feliz de olhar pra trás e ver tudo que já fiz, conquistei e construi. Como já disse no meu site e repito aqui minha intenção não é substituir profissionais formados, mas sim compartilhar minhas experiências de tentativa e erro, além de pesquisas próprias com união de contéudos, sempre confirmando as fontes e fazendo revisões, trazendo textos completos e com fundamento para vocês.

Meu nome é Gisela Campos e este é o meu primeiro post aqui porque ele explica muita coisa. Inclusive o porque de ser tão ligada com beleza, tirar tantas fotos, por ser viciada em academia e até mesmo interessada em moda. Isto tudo por um simples motivo: eu não era nada disso. Pois é, jamais pensei em ter um blog do estilo que eu tenho hoje por justamente não me importar com nenhuma dessas coisas e isso se refletir na minha aparência e até mesmo na maneira de me vestir.

Vou explicar e comprovar com fotos pra vocês. Imagens fortes a seguir. Meu antes e depois. Com 14 anos e agora com 24 anos. Vou explicar brevemente o que aconteceu nesses 10 anos. Mas primeiro…

 

                                                                      PRE-PA-RA !!! 

Dispensa legendas…rs

Há exatamente 10 anos atrás, eu pesava 17 kg a mais. Eu não vestia o que achava bonito ou o que tava na moda. Mas o que servia. Vocês podem notar no meu “Antes” acima, que eu REALMENTE vestia apenas o que me servia, né? hahaha Estilo e peças que combinassem entre si era algo que eu simplesmente não me dava ao luxo, simplesmente por praticamente nada ficar bom. E isso sempre me incomodava mas eu não fazia nada pra mudar. Estava incomodada porém acomodada. Comia mc donalds 3x por semana, batata frita era mais importante que arroz e feijão, toda refeição era acompanhada de refrigerante, doces após almoço e janta eram religiosamente presentes… Em resumo, eu fazia “dia do lixo” diariamente! hahaha Como nosso corpo é reflexo do comemos, comigo não poderia ser diferente: Era gordinha e aumentava o peso ao longo dos anos. Eu sofria bullying no colégio, era isolada pelos meninos, era motivo de piada, vivia na diretoria e chorava quase todos os dias. Até que, em 2003, eu resolvi emagrecer. 

Meu incentivo foi a viagem de formatura que eu faria com minha turma da oitava série, iamos pra pousada do Rio Quente. Meu pesadelo era usar biquini, eu odiava praia e piscina por vergonha do corpo. E lá estava eu, com a viagem de formatura paga, pra um lugar que eu não queria ir. A viagem era em outubro e foi em setembro que comecei a minha mudança. Tinha apenas um mês pra emagrecer o máximo que fosse capaz. Foi aí que me matriculei na minha primeira academia. Sempre odiei educação física, sempre foi a matéria que eu tinha a pior nota no colégio e sempre fui uma das últimas a ser escolhida nas atividades físicas. Nunca me esforcei mesmo. Mas agora, estava ali, diante de uma academia, que eu me comprometi a ir todos os dias por vontade própria. E não é que eu fui? 1 mês de muita dedicação, treinos aeróbicos intensos combinados com musculação e uma alimentação balanceada, pra não dizer dieta radical. E perdi 10kg em um mês.

Com 10 kg a menos, mas ainda com vergonha, amigas de biquini e eu de camiseta

E mais 7kg nos dois meses seguintes. 17kg no total. Não me pergunte exatamente o que eu fiz, porque faz tempo e não tem mesmo formula mágica. A combinação dieta + exercícios físicos é imbatível, e pra isso é preciso muita força de vontade. Se fosse fácil todo mundo faria, certo? E todo mundo andaria sarado por aí. Enfim, foi uma transformação. Me reeduquei completamente, tanto na alimentação quanto nos exercícios fisicos. Malhar deixou de ser obrigação, virou rotina e prazer. Válvula de escape, vício, estilo de vida, chame do que quiser. Mudou não só meu corpo, mas minha vida, e principalmente minha cabeça. Com isso, a alimentação também. Não adianta se matar na academia e encher a cara de comida chegando em casa. Então mudei meu corpo mas fiz uma escolha definitiva: quero continuar em busca. Quero sempre melhorar e evoluir. E foi assim despretensiosamente, que uns anos mais tarde, já na faculdade, fui convidada a fazer umas fotos profissionais, como modelo. Ganhei um book. Mas eu nunca tinha fotografado e nem  achava que tinha corpo pra isso. Você emagrece mas você ainda pensa como gordinha, acha que vai engordar a qualquer momento ou que não emagreceu o suficiente. Mas não. A dona de uma agência acreditou em mim e falou pra eu fazer sim essas fotos, porque achava que eu tinha perfil. Bom, eu não achava, mas se ela achava, porque eu iria contestar? Fui lá e fiz. Porque sou dessas que mete a cara e pensa depois. 

 

Minha primeira foto como modelo

Enfim, deu certo. Muito mais do que eu imaginava. Comecei fazendo figuração em uns comerciais de TV e umas feiras de eventos. Não foi um, dois ou dez trabalhos. Foram vários e até hoje eu não acredito nisso. Olho meu portifólio e penso “Eu já fiz tudo isso?” e me surpreendo a cada dia. Na verdade, a cada trabalho eu me surpreendo. Desde o mais simples, como recepções, aos mais glamurosos como desfiles e fotos para catálogos. Olho pra trás e vejo tudo que construi e vejo que SIM, posso chamar de carreira. Meu nome ficou conhecido em Londrina, e algumas pessoas me reconhecem na rua ou na balada por causa dos trabalhos e do blog (nunca vou me acostumar com isso hahaha). As vezes me sinto fora do meu próprio corpo e histórico, olho tudo isso, admiro e penso… Sou eu! É o que fiz, é o que eu faço, é o que busquei e deu certo… Foi só acreditar!

 

Veja algumas gravações que já participei:

 

Colheitadeira do vovô – Davi e Fernando

 

Somente com você – Frank Aguiar e Léo e Marky

 

Menina da Chupeta – Alcino Alves e Rocha

 
 
 
 
 
 
 

Antes eu falava meio tímida que era modelo, porque já imaginava a pessoa me medindo de cima abaixo e pensando internamente “Sério? Quem falou?” hahaha. Que coisa louca é auto-estima, né? A minha já foi negativa um dia, e atualmente, quando eu vejo tudo que mudei em mim, tudo que conquistei, tudo que trabalhei, fotografei, não tem como eu não me orgulhar. Até pra concurso de Miss fui convidada:

 

Miss Londrina 2012

Depois de um tempo notei que estava muito magra. Não tinha pernas e bumbum nenhum. Sempre achei que devia comer poucas calorias e fazer o máximo de exercícios aeróbicos. Nunca fui devidamente orientada, porque fiz tudo sem acompanhamento nutricional, mas quero ressaltar que não aconselho. Enfim, aos poucos fui me reeducando e percebendo que as calorias eram o que menos importava, e o que realmente fazia diferença era a qualidade dos alimentos. Passei a querer ganhar massa magra e perder gordura, e para isso, tinha sim que cortar açúcar, carboidrato em excesso, gorduras ruins, reduzir ou eliminar o sal e ingerir proteína, 2x a quantidade do meu peso (cerca de 120g de proteínas diárias), isto é, proteína se possível em todas as refeições. Com o devido treino e alimentação de acordo com a nutrição esportiva, consegui ganhar uns kg de massa magra e fiz um antes e depois:

 

Como? Veja o meu post sobre Músculo X Gordura AQUI

 

Posto muita foto no instagram e facebook SIM, divulgo receitas de comidas proteícas SIM, coloco fotos na academia SIM, e isso tudo tem explicação: porque eu mudei. E tenho orgulho de ter conseguido, e quero ajudar e incentivar quem tem a mesma vontade e não sabe como começar ou precisam de um empurrãozinho. Eu também não sabia, eu também precisava. O meu foi a viagem. E o seu, qual vai ser? Se for esse post, ficarei muito feliz. Se for seu casamento, se for sua saúde, se for seu namorado, se for por modinha (pois é, virou modinha), se for por promessa, não importa… Estabeleça um objetivo. Tenha foco e metas. Dizem que motivação não dura, mas banho também não: por isso é recomendado diariamente. Vocês acham que eu acordo querendo comer proteína loucamente e ja querendo treinar? Vocês acham que eu acordo pensando “Eba! Não posso comer porque tenho que correr em jejum… Uhuuuu adoro!”. Claro que não. Mas faço isso tudo com prazer. A alimentação (incluindo suplementação, um termogênico que sou fã e que me ajudou muito foi este AQUI), o treino e o descanso (confesso que a parte do descanso faço com MAIS prazer hahahah). Porque é um trio, né? Um ajuda o outro na busca de seus objetivos! 

 

Você não vai ter a bunda que quer sentada na que tem. Então para de pensar e agacha!

Meus resultados são o que me movem e me impulsionam a continuar. Se eu deslizo um ou dois dias já vejo diferença e isso me incomoda, e já retorno aos meus hábitos. O prazer que sinto comendo chocolate não é o mesmo que sinto ao usar biquini na praia. São escolhas. Faça as suas e respeite as minhas. Não da pra ter tudo! Comendo, treinando e dormindo direito, o resultado vem, não tem erro. Não to dizendo que é simples ou fácil e é EXATAMENTE isso que torna tudo mais interessante e gratificante. 

Quando eu ia imaginar ter esse quadríceps?

Enfim, não tenho vergonha do que eu era. Pelo contrário, tenho orgulho. Adoro olhar fotos antigas e ver o quanto eu evolui e ver que isso foi graças a mim. Que eu coloquei uma coisa na cabeça e fui atrás. Então se você não esta contente com seu próprio corpo, já tentou emagrecer algumas vezes e não conseguiu, eu digo: Eu também não era feliz e também tentava e não conseguia. E aquela gordinha conquistou essa barriga (e apesar das más línguas gostarem de dizer, eu não tenho lipo, bem que eu queria ter feito e ter ralado menos hahahaha):

Quando eu ia imaginar ter essa barriga? Jamais.. Mas não é só chegar lá, tem que manter também!  
Além de academia e alimentação, eu coloquei silicone nos seios, porque isso não se resolve treinando! rs Pelo contrário, meus seios eram murchos e flácidos após o emagrecimento e eu morria de vergonha, chorava sempre no espelho, enfim, era bem traumatizada. Biquínis em praias ou piscina mesmo depois de magra eu não conseguia usar. Veja detalhes da minha cirurgia AQUI!!!
Não tenho vergonha de dividir cada detalhe com vocês, porque eu sei como não é fácil passar por isso sozinha. Eu achava que eu era vítima e que só eu sentia isso, mas é muito difícil encontrar uma mulher totalmente satisfeita com seu próprio corpo, né? Não importa se o seu caso são 2kg, 15kg, seios pequenos, seios enormes, flacidez, estrias… Se cuide. Invista em você e na sua auto-estima. O amor-próprio é recíproco, só depende de nós, quer coisa melhor que isso? Vá atrás do que te faz feliz independente da opinião alheia! A única pessoa que convive 24horas com você, é você mesmo. Só você sabe o que passa aí dentro e o que realmente te incomoda ou não. Então por favor, coloca o mundo no mudo e escuta seu coração… E vai ser feliz! 😉

 

Como o mundo da infinitas voltas, após um ano de blog, sai na capa de uma revista da Abril, vejam:
 

Agora em junho ganhei o concurso Garota Fitness 2014 em Londrina:

Nunca esperei que nada disso fosse acontecer. Então posso falar? Tentar alcançar e manter DE VERDADE:

  • É dar tudo de si (vou malhar mesmo cansada, vou comer proteína mesmo querendo um doce, vou dormir agora porque tenho que garantir minhas 8horas de sono); 
  • É colocar um objetivo e ir atrás (não vou jacar porque estou focada em ter barriga de tanquinho); 
  • É estabelecer metas e se presentear quando alcançar (menos 6cm de cintura, mereço uma calça nova);
  • É resistir as tentações (não vou comer brigadeiro aqui, mas chegando em casa faço um doce de whey ou como uma barra de proteína);
  • É comer salada quando todo mundo se enche de massa (e não se sentir mal por isso e ainda fazer dividirem com você: um beijo pros amigos que comem salada no OUTBACK comigo hahaha);
  • É marcar compromissos fora do seu horário de academia (“não posso essa hora” “porque?” “tenho academia” “ah falta, só hoje”.. Geralmente isso vem de quem não treina. Não caia nessa porque um dia vira dois, a rotina física é MUITO importante para você se manter motivado)
  • É cortar bebida alcoólica e beber água na balada (tipo cantar “eu só vou beber mais hoje e amanhã eu vou parar” só que de verdade);
  • É se permitir uma refeição (tem pessoas que garantem que um dia inteiro não faz diferença) livre por semana, sem culpa, sem medo.

Olha, não to dizendo aqui que é pra você ser infeliz ou abrir mão do que te faz bem, mas se você não ta satisfeita com sua imagem e realmente quer mudar vai atrás e foca. Depois me conta se valeu apena. 

Me pergunta se valeu? 😉

Meu blog:

http://www.giselacampos.com.br

Curta a fanpage do blog  e fique sabendo quando eu o atualizo:

https://www.facebook.com/blogdagiselacampos

Me siga no instagram e me acompanhe:

@giccampos

Este é meu facebook pessoal: Gisela Campos

Em breve novos artigos! Volte sempre!!! Beijo!!!

Comments

comments

1 Comment

1 Comment

  1. Maria

    8 de dezembro de 2014 at 17:23

    Nossa Gisela, parabéns pela dedicação e o esforço qe vc teve até chegar a onde vc está, eu sempre quis emagrecer, mas você sabe como eh dificil, por mais qe eu queira mudar ainda me falta força de vontade pra permanecer na dieta/academia, mas ver qe vc passou pelo qe estou passando e conseguiu mudar me dar animo pra continuar, e mudar minha situaçao. Você eh linda e agora eh minha inspiração. 😀

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Destaque

Belo posa fortão e internautas reconhecem influência de Gracyanne Barbosa no resultado

Published

on

By

Nesta quinta-feira (23), o Belo resolveu exibir sua silhueta musculosa, em post de TBT, no Instagram,  e teve uma chuva de internautas que elogiaram o cantor. Mas alguns deles não deixaram de reconhecer a importância da esposa Gracyanne Barbosa na mudança de hábito do artista e no resultado de seu corpo.

“O que uma mulher não faz na vida de um homem. Parabéns, Gracyanne”, comentou um seguidor. “Está show de bola. Também, com uma esposa igual à sua não tem como não mudar o corpo. Ela é tudo de bom. Amo esse casal”, escreveu outra. “Eita que Gracyanne botou moral no ‘Tudão'”, brincou mais uma.

Um internauta, porém, disse que falta muito para Belo conseguir ter o corpo musculoso como de Gracyanne. “Mais uns cinco anos de musculação, você vai chegar perto do corpo da sua mulher”, disparou.

Na legenda da foto, o artista usou algumas hashtags, como Team Belo e Team Gracyanne, e outra um tanto sugestiva: “passarinho não acompanha morcego”. Pelo visto, Belo está trabalhando duro para acompanhar o corpo fitness de sua esposa.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Juju Salimeni rebate comentário em foto sem calcinha: “Eu to cagando pro seu respeito”

Published

on

By

Após publicar uma foto sem calcinha e dividir os internautas nas redes sociais, Juju Salimeni resolveu rebater um seguidor que a criticou. Na imagem, a modelo não está totalmente pelada, ela escolheu combinar o sutiã com uma bota cano alto.

“Depois vai na frente das câmeras e pede respeito, né”, escreveu um rapaz. “Eu to cagando pro seu respeito de outros embustes como você”, respondeu Juju.

Em momento com os fãs, Juju Salimeni revela peso e medidas do seu corpo

Juju Salimeni aproveitou a terça-feira (14) e usou as redes sociais para responder algumas curiosidades de seus seguidores. “Hoje estou de molho no salão e tenho tempo para responder perguntas”, disse ela, usando o Instagram Stories.

Após ser questionada sobre suas curvas, Juju contou que pesa 76 quilos e disparou: “Glúteos: 108 cm, Cintura: 69 cm, Coxas: 66 cm, Busto: 101 cm”.

A musa fitness explicou o motivo de nunca usar calça. “Não uso calça, mas se usasse seria 42, acho!”, e continuou: “Odeio qualquer coisa apertando minhas pernas, me dá uma coceira absurda também”, afirmou.

A loira também falou sobre silicone. “Troquei 330 ml por 570 ml no ano passado e não senti nenhuma diferença de peso. Mas tenho uma estrutura grande e tenho força”, concluiu.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Após perder 25 kg, Fani Pacheco enfrenta haters: “Ditadura da magreza e da gordura”

Published

on

By

No final de 2017, Fani Pacheco estava pesando 85 kg e foi diagnosticada com síndrome metabólica, um conjunto de condições que aumentam o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabete, o que a obrigou a mudar completamente seu estilo de vida antes que desenvolvesse algumas dessas enfermidades.

Sem alternativa, a estudante de medicina voltou a fazer uma dieta regrada, juntamente com exercícios físicos, para perder bastante peso. De lá para cá, ela conseguiu eliminar 25 kg e hoje exibe uma silhueta mais sequinha de 60 kg. À Marie Claire, ela conta que também teve de enfrentar alguns haters que a acusaram de estar se aproveitando da situação para ganhar mais destaque na mídia.

“A grande maioria, creio que 90%, aceitou bem, mas tem sempre aqueles que não têm coerência e tive de enfrentar. Dizem que gostavam de mim quando eu era gordinha e que não se identificam mais porque emagreci. Me acusaram de ter engordado propositalmente! Disseram que eu era uma sex symbol, engordei para aparecer na mídia e, depois, emagreci para aparecer novamente. Teve gente que se sentiu enganada”, lembra.

Ela defende que continua sendo a mesma pessoa que lutava para que o público aceitasse sua silhueta mais curvilínea, porém teve de mudar drasticamente para não sofrer com doenças que ela tem pré-disposição genética.
“Hoje existe a ditadura da magreza e da gordura. Quando você engorda te criticam e quando emagrece também. Algumas vêm dizer ‘essas famosas são assim mesmo, ganham dinheiro, emagrecem, fazem procedimentos estéticos para rejuvenescer’. Mas não pode mais? Tem de ser sempre o naturalismo? Elas querem mandar na vida das pessoas. As pessoas têm uma ditadura velada entre elas”, afirma.

Fani acredita que o preconceito com as mulheres gordas ainda é muito grande mesmo depois de tanta campanha de valorização de todos os tipos físicos. Ela ainda destaca que já sentiu o mesmo tipo de repulsa das plus size com as magras.

“Estou achando que o preconceito se ampliou para outras áreas. Antes ele imperava em alguns quesitos e agora te julgam em tudo de forma superficial. Se faço um ensaio nu, por exemplo, não gostam mais de mim. Se eu desagrado meu público em algo, de nada valeu tudo o que fiz. Eles avaliam cada atitude. O preconceito está velado nas redes sociais. As pessoas só não expõem. Estão julgando e rotulando demais. São como juízes da internet”, pontua.


Espelho, espelho meu…

Ela, que ganhou o Brasil com seu jeito sexy na 7ª edição do Big Brother Brasil, em 1997, comenta que demorou para conseguir ficar de bem com o espelho por ter quilos a mais. A estudante diz que brincava com a situação, mas não era fácil: tentava emagrecer, fazia dietas, ficava desanimada até descobrir que tinha compulsão alimentar.

“Demorei um ano, a base de terapias, e aceitei quando comecei a comprar roupas para o meu tamanho e me senti bonita. Me via feia porque as roupas não serviam, me apertavam, mostravam meus excessos de gostosura. Meus peitos saíam do sutiã. Quando usei um 48 me sentia arrasando, bem vestida e confortável. Demorei um ano para entender tudo isso e me achei bonita.”

Hoje, depois de ter vivido nos dois polos do padrão de beleza, ela acredita que se exige muito menos, mas ainda tem seus momentos de críticas consigo mesma.

“Acho que a mulher, independente de padrões de beleza, sempre é cricri. Conheço muitas lindas e maravilhosas que sempre arrumam problema. Principalmente em nossas fases hormonais, TPM, com retenção de líquido, ficamos chatas, de mau humor, nos irritamos com uma espinha ou com a raiz do cabelo aparente. Homens também têm um dia que acordam e não se acham bonitos”, aponta.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook


Mais Acessados