Connect with us

Destaque

Musa da Gaviões da Fiel faz revelação polêmica sobre o Dia Internacional da Mulher

Published

on

Foto: MF Press Global

A musa fitness Milla Summers foi um dos destaques do Carnaval paulista pela Gaviões da Fiel e fez bonito na Avenida. No entanto, para além de toda a beleza e alegria na avenida, a musa abriu o coração e fez revelações sobre os preconceitos que já sofreu simplesmente por ser mulher e de como muitos não compreendem o que passam.

Infelizmente, todo início do mês de março algumas pessoas se aproveitam do que a data representa, e da sua importância na luta por igualdade de gêneros, para emplacar certo ódio aos homens, que tem mais a ver com um machismo reverso do que com ‘empoderamento’ das mulheres, e eu não concordo com isso, de explorar a data desta maneira”, revela Milla Summers.

Milla Summers se posiciona contra a questão do assédio e tem posição clara sobre o que poderia mudar o jogo na questão do assédio sofrido por mulheres no mundo todo: “É claro que eu não acho a cantada no meio da rua, muitas vezes com palavras de baixo calão, uma coisa legal. Não é porque eu sou uma mulher sensual, que me visto da maneira que me agrada, ou porque eu sou musa do carnaval e desfilo com pouca roupa, que eu mereça sofrer assédio ou signifique que sou ‘fácil’. Sou muito bem casada e jamais daria confiança pra qualquer assediador que cruzasse meu caminho. No entanto, acredito que antes dessa “luta de classes” ou “guerra dos sexos”, o que deve predominar é o respeito ao outro. Se apenas nos respeitássemos, já seria muito significativa a mudança”. 

Sobre o preconceito, a musa da Gaviões afirma que ele existe e precisa ser combatido: “Infelizmente o preconceito é real, não é ‘mi mi mi’. Devido a uma cultura patriarcal, óbvio que ainda há homens que pensam que mulheres são inferiores, assim como há mulheres que consideram os homens dessa mesma forma. Mas a verdade é que o problema está em considerar o outro ser humano inferior a você. Todos são dignos de respeito, independente dos seus genitais”. 

Milla se põe como uma defensora da luta das mulheres pelo espaço na sociedade, mas não concorda com o discurso vitimista: “nós mulheres já provamos que não somos seres inferiores, e que temos competência tanto quanto qualquer homem e que temos nos destacado por isso.

Eu rechaço o discurso ‘vitimista’, que tem pautado o politicamente correto, com a intenção de dividir para conquistar. Não são mulheres contra homens, temos que buscar a harmonia e a igualdade, e trabalhar juntos contra o preconceito e a desinformação. Respeito acima de todas as diferenças, sempre”.



Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque

“Declarações racistas são punidos com expulsão imediata”, declara Fabiana Britto, primeira participante brasileira da versão italiana do reality

Published

on

By

A musa Fabiana Britto, do Big Brother Itália, chamado de Grande Fratello, está ligada em todos os acontecimentos da versão brasileira do reality.  Entre elas, as declarações preconceituosos feitas pela sister Paula dentro da casa, como insinuações racistas. “Na Itália não existe isso, por ser brasileira, fui bem recebida, me tratam super bem, não tenho nada do que falar. Os italianos amam o Brasil e os brasileiros”, fala Fabiana.


Ela também faz comparações entre as versões do programa. “Na Itália, se qualquer participante fizer um comentário em que as pessoas de dentro ou fora se sintam ofendidas, são expulsas”. Fabiana apoia a expulsão de Paula devido aos comentários polêmicos. “Mas talvez possa ser desinformação dela”.
Fotos: Divulgação | CO Assessoria

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Na semana da mulher, Fernanda D’avila fala sobre o preconceito com o biquini das brasileiras no exterior

Published

on

By

A influenciadora digital e musa Fernanda D’avila comenta sobre o preconceito no exterior com o biquini das brasileiras e com as modelos ao redor do mundo

Fernanda D’avila é uma das principais influenciadoras digitais do Brasil quando o assunto é boa forma, beleza e destinos turísticos. A apresentadora e modelo agracia seus seguidores nas redes com dicas de fitness e de roteiros mas também compartilha situações inusitadas que vive.
Recentemente nas Bahamas, Fernanda revelou que passou por uma situação inusitada por causa do biquíni que usava: “Fui a uma piscina em Nassau, nas Bahamas, e me senti um ET! Só tinha eu de fio dental, e percebi que recebi muitos olhares. Senti que fui julgada por causa do meu fio dental”. 


Sobre o preconceito com o biquini usado pelas brasileiras no exterior, e com as modelos de biquíni, Fernanda revela: “Sim, ainda existe preconceito com o tipo de biquíni usado por nós brasileiras pelo mundo e com as modelos de biquíni. Sinto que algumas gringas olham com certa ‘reserva’ quanto ao modelo ‘fio dental’ e não sei se é um olhar de admiração ou de reprovação”.


Apesar da experiência nas Bahamas, em Miami Beach Fernanda D’avila relata que a reação foi bem diferente, mas igualmente inusitada: “recebi elogios de um grupo de americanas que queriam brincar fingindo que iriam apertar meu bumbum. Foi super legal! Mulheres que elogiam outras mulheres são ainda mais poderosas. São confiantes e não se grilam por qualquer coisa”.

Fotos de:  Reprodução / MF Press Global Por: Hebert Neri

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Educadora física revela: “Estar solteiro facilita manter a boa forma”

Published

on

By

Fran Petersen, educadora física e musa do carnaval revela que sua opção por estar solteira tem ajudado a manter a sua boa forma física e afirma que quem quiser entrar em sua vida tem que entender sua rotina fitness

Existe a crença popular de que casais engordam juntos, e isto provavelmente é verdade. Estudos da Universidade Southern Methodist, apontam que como casais jantam e almoçam juntos, têm hábito de comer mais, e por isso engordam. Além disso, por motivos óbvios, solteiros tendem a se preocupar mais com o visual, pensando na conquista.


A educadora física e musa do carnaval 2017, Fran Petersen, concorda, de certo modo, com essa teoria, de que estar solteiro é melhor para o físico:”Sim estar sozinho tem suas vantagens, você não precisa comer pipoca no cinema, e nem precisa comer pizza no sábado á noite (risos). É difícil encontrar alguém que acompanhe meu estilo de vida, de acordar 5h da manhã, malhar todos os dias, alimentar-se bem, trabalhar e estudar. Ninguém entende essa rotina. A outra pessoa quer atenção 24 horas por dia, por isso meus relacionamentos não duram mais que seis meses”, revela.


Sobre a vida de solteira, Fran Petersen afirma que tem ajudado a manter a boa forma: “Confesso que estou vivendo melhor assim, pois consigo focar mais em mim, e ainda manter a boa forma mudar minha rotina . Já me chamaram de individualista por pensar assim, mas eu me amo em primeiro lugar, e também não preciso de ninguém para ser feliz, eu me basto. Hoje só entraria em um relacionamento se a mulher entrasse para somar comigo, caso contrário estou vivendo a melhor fase de minha vida”.

Fotos de: MF Press Global Por: Hebert Neri

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook




Mais Acessados