Connect with us

Destaque

Musa do Marrocos exibe barriguinha trincada em ensaio sensual

Published

on

Concentração, dedicação e muita vontade de vencer: essa é a receita da vitória para quem entra em uma competição. Há pouco mais de 1 semana para o início da Copa na Rússia, as 32 seleções classificadas vivem os momentos finais de sua preparação e exibem toda sua boa forma nos últimos amistosos antes do início do torneio.

Sol Nascimento, a Musa do Marrocos, também se preparou bastante em busca do título de Musa da Copa do Mundo 2018 e aproveitou para registrar o shape trincado que, espera, lhe garantirá o primeiro lugar no concurso.

“Sou uma adepta do estilo de vida fitness. O que para muita gente é sacrifício, para mim é dia-a-dia. Quando entrei no concurso, coloquei um objetivo para mim: ia dar tudo de mim para alcançar o melhor shape da minha vida para o concurso. Agora há pouco menos de um mês da final, sinto que cheguei aonde queria e quis registrar esse momento num ensaio bem bacana”, lembra.

A gata de 30 anos saiu de Florianópolis e alugou um apartamento no centro de São Paulo atrás de um treino ainda mais intenso em busca de seus objetivos.

“Sou muito competitiva, então conversei com alguns profissionais da área e decidi vir para cá fazer esse intensivo. Trouxe até meu gato! Hoje tenho certeza que fiz a escolha certa. Vou para a final com a sensação de dever cumprido”, conta, otimista.

Fotos: S. Chwartzberg / M2 Mídia

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Destaque

Livia Andrade posa de fio-dental e leva fãs à loucura

Published

on

By

A apresentadora Livia Andrade bombou nas redes sociais nesse domingo (10). A beldade postou uma foto com biquíni fio-dental e levou seus seguidores à loucura. Nos comentários, ela recebeu vários elogios dos fãs, como “Linda”, “Maravilhosa”, “Sensacional”, entre outros.

Livia Andrade, que também trabalha como modelo, atualmente está trabalhando no SBT, participando de quadros do ‘Programa Silvio Santos’.

???

Uma publicação compartilhada por Lívia Andrade (@liviaandradereal) em

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Fani Pacheco fala de emagrecimento obrigatório

Published

on

By

A ex-BBB iniciou a carreira de modelo plus size após engordar 20 kg, mas precisou emagrecer para evitar o risco de desenvolver diabetes: ‘Estava feliz gordinha, estava sendo bem aceita pelas pessoas e me sentindo bem com isso, mas aí fiz meus exames de rotina e apareceu essa síndrome metabólica, uma resistência à insulina e o alerta de que eu em breve poderia ficar diabética’

Fani Pacheco enfrentou uma forte depressão após a morte da mãe, em 2014, e engordou 20 kg por causa da alimentação desregrada. Com o novo peso, a ex-BBB decidiu que não ia esconder o corpo e se lançou como modelo plus size, assim como Fluvia Lacerda. Porém, a estudante de Medicina precisou reduzir a medida para evitar problemas saúde, da mesma forma que fez Marília Mendonça. “Estava feliz gordinha, estava sendo bem aceita pelas pessoas e me sentindo bem com isso, mas aí fiz meus exames de rotina e apareceu essa síndrome metabólica, uma resistência à insulina e o alerta de que eu em breve poderia ficar diabética. Comecei a fazer dieta em janeiro, nada radical. Avisei que eu não queria sofrer, e de janeiro para cá, com a ajuda da Petra [Pilotto, nutróloga], emagreci 10kg”, explicou ao site do “Globo Esporte”.

EX-BBB NOTA MUDANÇA APÓS PERDER PESO: ‘ESTOU BEM FISICAMENTE’

Apesar de ter engatado vários trabalhos como plus size e aprovado a antiga silhueta, Fani sentiu que a saúde melhorou após emagrecer. Hoje ela está com 75 kg. “Agora estou me sentindo bem fisicamente, diminuí o manequim, minhas roupas estão dando de novo, mas o importante é ser saudável. Não quero correr o risco de iniciar uma doença crônica só porque estou com preguiça de fazer dieta e exercícios. Existem pessoas que são gordinhas saudáveis, mas minha genética não me permitiu. Então vou emagrecer e ter liberdade para comer de novo. Ano passado fiquei seis meses sem fazer nenhum exercício. Foi aí que fez diferença. Vi que estava pesada, com os músculos enfraquecidos, meu joelho falhava, doía.”

ESTUDANTE DE MEDICINA ACONSELHA: ‘CUIDEM DO EMOCIONAL’

Na faculdade de Medicina e com interesse em se especializar em psiquiatria, Fani disse que é necessário dar atenção à saúde física e mental: “Recomendo que cuidem do emocional, se autoconheçam, porque foi assim que eu consegui me aceitar gorda e, agora, aceitar que eu tinha que emagrecer. Não é fácil. A gente tem que respeitar nosso momento emocional. O mental é muito importante. A gente tem que respeitar isso e se conhecer para entender o motivo da compulsão alimentar, se é genética ou não, se a obesidade é saudável ou não e se prevenir, se cuidar. Se o mental não estiver bem, você não consegue realizar a parte física com excelência”.

(Por Tatiana Mariano)

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Treino de força ideal para mulheres?

Published

on

By

Seja para ter o corpo das vedetes  ou panicats ou porque sabem dos benefícios à saúde. As mulheres estão comparecendo às academias por falta de informação, a maioria ainda acha que a fórmula mágica é bastante exercício aeróbio. E correm para site  de saúdes em busca de dicas de treino para um corpo mais feminino.

Claro!  Não faz mal, é bom, mas não é fórmula mágica. Os melhores resultados, sabemos há algum tempo, só podem ser conseguidos pelo treinamento resistido, ou musculação.

As mulheres que entendem isso vencem a inércia e invadem as salas de musculação.  Mesmo que muitas mulheres se atirem sobre os leg-presses e dumbelss na busca pelo corpo perfeito, e portanto corram o risco de abandonar a academia em frustação ao não alcançá-lo, o ímpeto é positivo. Pelo menos estão lá, e temos tempo para mostrar a elas outras coisas enquanto se dedicam a esta busca – busca impossível, pois o corpo perfeito que elas têm em mente é feito de Photoshop, e o corpo belo de verdade está dentro delas mesmo.

Podemos mostrar que elas devem fazer planos para além do próximo verão – de preferência, para a vida toda: mulheres que não praticam treinamento resistido (de alguma forma) perdem consideravelmente sua massa magra, sua força, e correm o risco de sofrer atrofia de alguns músculos. A primeira conseqüência desse processo é o desconforto e dificuldade em tarefas do cotidiano. Em seguida, dores e lesões. As conseqüências não visíveis são mais sombrias e graves: a perda de densidade óssea, em última instância levando à osteoporose. No plano psicológico, uma substancial mudança na forma física pela flacidez (pela falta de massa muscular) e acúmulo de gordura em locais indesejáveis, em geral percebidos com choque e depressão.

 

Algumas mulheres evitam treinamento de força intenso porque acreditam que seus músculos irão se hipertrofiar e que ficarão menos femininas. Todo professor de musculação já ouviu a frase: “eu tenho tendência a ficar musculosa”. “Quero uma musculação para mulheres” Não tem: o fato é que a maioria das mulheres jamais praticou musculação com seriedade. Quando começa, nos primeiros quatro meses vai observar um aumento “substancial” (ela era sedentária, antes, lembre-se) de massa magra. Na cabeça, ela faz as contas e projeta: em dois anos, serei a versão feminina do Schwarzenegger. Mas não é assim que funciona. A fisiologia feminina é diferente da masculina, a começar pela produção dos hormônios que promovem o “substancial aumento” de muscularidade. Naturalmente, a mulher produz testosterona em proporção mais de uma ordem de grandeza inferior aos homens.

No esporte de alto rendimento, são observadas mulheres com maior muscularidade e força. Atualmente há um aumento considerável de mulheres em várias modalidades esportivas, porem existem algumas diferenças na aplicação em treinamento de alto rendimento para mulheres em relação aos homens. Várias pesquisas demonstram que mulheres atletas não podem ser avaliadas e treinadas da mesma forma que atletas do sexo. As mulheres apresentam diferenças significativas. Elas têm um esqueleto composto por ossos menores, mais leves e frágeis, além de articulações mais frágeis e menos adaptadas aos esforços de alta intensidade devido à maturação mais rápida do esqueleto e fechamento dos discos de crescimento. Grosso modo as mulheres possuem 5% menos massa muscular que os homens.

Benefícios Específicos

O resultado mais óbvio da musculação para mulheres é a hipertrofia muscular e o aumento da densidade muscular. Esta maior densidade é mais evidenciada em atletas de força. Uma periodização especifica irá desenvolver maior confiança nas mulheres para prosseguir no treinamento. Este promoverá o aumento da força, uma moderada hipertrofia muscular e o domínio de manusear cargas mais elevadas.

O treinamento resistido ou musculação promove: força, destreza, velocidade, flexibilidade, potência, resistência anaeróbia, diminuição do tecido adiposo, aumento da massa magra, diminuição da pressão arterial, diminuição do colesterol e triglicerídeos, melhora de postura, diminuição de dores musculares, benefícios psicológicos.

Conclusão

A prática regular de programas para treinamento de força e uma dieta balanceada são as estratégias ideias para a mulher que deseja ter um corpo bonito, uma excelente densidade muscular e uma melhor qualidade de vida. Contudo, é necessária uma boa orientação por parte de um profissional da área de Educação Física. Este profissional capacitado a escolher o tipo de equipamento, freqüência, exercícios, forma de execução e periodização do programa de treinamento. Uma periodização tem como principal objetivo garantir que os objetivos sejam alcançados segundo um planejamento, determinando, para cada período, a intensidade, volume e carga aplicada. Assim, evita-se qualquer tipo de lesão que o trabalho realizado de forma incorreta poderia ocasionar.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook




Mais Acessados