Connect with us

Alimentação e Nutrição

Natal o Bom, o Mau, ou o Vilão

Published

on

Pois é amigos, seguidores e visitantes, o Natal vem ai, e com ele, mesas coloridas, fartas e animadas são um convite ao prazer gastronómico, que servem para confraternizar e comemorar, é o dia de “festa, de família e de sabores”.

Na mesa estão: o bacalhau, as batatas, as couves, o arroz com passas, o peru ou polvo, as rabanadas, as filhós, os sonhos de abóbora, o bolo-rei, o tronco de natal, o bolo podre, azevias, fios-de-ovos, os frutos secos, o vinho, o espumante ou o vinho do Porto, ou seja, uma mesa farta em comida para a ceia e para o almoço de Natal, é algo que já faz parte da nossa cultura.

No entanto, para quem pensava seguir ou já tinha começado um plano de emagrecimento, é quase certo que, nesta altura, ou desiste, ou suspende aquilo a que se tinha proposto, mas não é necessário fugir das festas ou pedir um prato insonso à parte. Não são necessárias privações mas sim a contenção, ou seja, lembre-se que não é a ceia de Natal que tem que mudar, mas sim o nosso comportamento na hora de comê-la.

Não é preciso contar calorias em dias de festa, nem continuar a seguir o menu da dieta que serviu para os últimos meses, o objectivo é não existirem exageros, em primeiro lugar, tenha atenção às quantidades de comida que faz, para que não tenha que andar a comer sobras durante oito dias. Na véspera e dia de Natal, encha parte do prato com legumes, tendo o cuidado de usar muito pouco azeite, como tempero.

Um erro que muita gente faz, é ir para a mesa com muita fome, comendo este mundo e o outro, se puder coma uma sopa antes do jantar, uma peça de fruta ou um pedaço de pão, uma hora antes da refeição. Outra coisa que deve evitar é comer frutos secos antes da ceia, tente evitar castanhas e afins, para depois poder comer um pouco mais na sobremesa. Se quiser petiscar opte por cenouras e pepinos em palitos.

Se formos a ver bem, a ceia tradicional do Natal, composta por bacalhau, couve e batatas é muito bem vista por muitos nutricionistas devido ao seu valor nutricional, o problema está nos doces e nas entradas.

Nas entradas temos os fritos, rabanadas, salgadinhos, mariscos, frutos secos, entre outros que como já sabemos são bastante calóricos e possuem imensa gordura. Pode optar por provar um pouco do que mais gosta, ou então pode pedir para provar de um familiar mais próximo, pode ser discreto e mostrar que gosta mas que não tem fome suficiente para comer uma entrada completa sozinho/a.

As sobremesas são normalmente altamente calóricas, pois são feitas à base de fritos, caldas de açúcar ou frutos secos. No entanto, não precisa de deixar de as comer neste dia, só não as deve comer todas de uma vez, porque além de estar a sobrecarregar o organismo com energia que não conseguirá queimar, poderá estragar o prazer da refeição com uma digestão difícil. Pode ainda substituir os doces, por frutas, especialmente o ananás (ajuda na digestão) ou a salada de frutas sem açúcar.

Em relação às bebidas alcoólicas, que como sabemos, também fazem parte da mesa, estas continuam na lista de vilões contra a dieta, inclusive no final do ano. No entanto, não precisa de os evitar totalmente, escolha apenas entre champanhe ou vinho e não exagere na quantidade.

Assim, uma mesa com azevias, rabanadas, filhós e bolo-rei pode não ser afinal um cenário proibido para quem se preocupa com a saúde e quer ao mesmo tempo deliciar-se com as iguarias natalícias.

No dia seguinte ao Natal, aproveite a parte da manha ou da tarde para dar uma caminhada, irá sentir-se muito melhor e retirará o peso da culpa de ter comido tanto.

Aqui ficam vários pontos do que fazer no dia da ceia e nos primeiros dias pós-ceia.

No dia da ceia:

  1. Lembre-se do que sobrou no ano passado e adeqúe as quantidades ao número de pessoas que vão estar presentes na ceia de Natal, e assim poderá evitar as sobras e retomar uma alimentação saudável e variada logo no dia seguinte.
  2. Realize as suas refeições no dia da ceia normalmente, inclusive as intermediárias. Muita gente não come quase nada neste dia para chegar à noite e comer tudo o que deixou de comer durante todo o dia, mas lembre-se que sempre que entra muita energia de uma única vez, o corpo utiliza o que precisa e armazena o resto.
  3. Evite beliscar enquanto prepara as refeições, pois perde-se a noção da quantidade de comida ingerida.
  4. Enquanto não chega a hora da ceia evite comer frutos secos, apesar de serem óptimas para a saúde são muito calóricas e em excesso provocam um grande aumento de peso.
  5. Não beba muitas bebidas alcoólicas, pois estas possuem imensas calorias, cada grama de álcool possui 7 calorias.
  6. Os doces devem ser ingeridos a seguir às refeições. O truque para provar tudo o que lhe apetecer é colocar pequenas porções de cada doce num prato de sobremesa e não repetir.
  7. Mastigue muito bem os alimentos durante a ceia. O que acontece a muita gente, é ver a mesa bem regrada e aparecer o desejo de comer rápido para repetir mais.
  8. Tente sempre utilizar produtos light na preparação das refeições.
  9. Não abuse nas quantidades, de preferência não deve repetir o prato.
  10. No dia da ceia de Natal, do almoço de Natal e do Ano Novo faça caminhadas ou outra actividade física.

Primeiros dias após a ceia:

  1. Congele as sobras de carnes e divida o que sobrou por todos os convidados. Um dos maiores problemas da altura do Natal são as sobras de comida.
  2. Faça refeições mais leves, exagere nas verduras, legumes e saladas e dê preferência ao peixe cozido, assado ou grelhado.
  3. Evite comer sobremesas, substitua os doces por frutas após as refeições.
  4. Ingira hidratos de carbono integrais (pão integral, macarrão integral, aveia, arroz integral, etc..).
  5. Faça muitas caminhas, depois das refeições, ajudando o organismo a digerir melhor e gastando assim parte das calorias ingeridas, pois de outra forma não conseguirá gastar as calorias ingeridas nos dias de festas.
  6. Evite o consumo de bebidas alcoólicas.
  7. Beba imensa água, fora das refeições.
  8. Mesmo que não tenha fome, continue a comer nos intervalos das refeições, é importante que não passe muitas horas sem comer. Deve comer sempre de 3 em 3 horas, poucas quantidades.
  9. Não abuse das quantidades nas refeições, nunca repita o prato, e também não encha o prato em demasia.

As festas são para aproveitar e não ficar com remorsos ou ver somente os outros a celebrar, só precisa de ter alguma atenção e claro contenção no que come. Muita gente desconhece, mas não é entre o Natal e o Ano Novo que se engorda, mas sim entre o Ano Novo e o Natal!!!!

Lembre-se que o Ano Novo é Vida Nova! Uma das suas metas deverá ser sempre melhorar a sua alimentação, e com certeza a sua qualidade de vida irá melhorar imenso. Mantenha uma alimentação saudável ao longo do ano e assim irá permitir interrupções nesta época e noutras.

Fonte: desportoenutricao.blogspot.com

Comments

comments

Academia

Benefícios do Aeróbico em Jejum (para quem deseja perder peso rápido)

Published

on

By

Benefícios do aeróbico em jejum vem de colisão juntamente com a necessidade de emagrecer apressadamente e com saúde. Conheça-os no artigo de hoje!

A perda de peso de maneira saudável quase constantemente está relacionada com a combinação de atividades físicas e alimentação saudável, isso certamente você já sabe.

Porém, quais exercícios compor e com que constância nem sempre temos autonomia para definir concorda?

Igualmente nem sempre sabemos o que comer (ou não comer como no jejum antes do aeróbico) para conservar os níveis de energia e disposição durante treinos que visam a perda de peso.

certamente sabemos, depois nossas pesquisas, que aeróbicos são os mais recomendados para queimar muitas calorias, aliás, em alguns exercícios níveis muito interessantes.

Como pode perceber são várias informações e situações, inclusive a ideia central deste artigo que é se exercitar com aeróbicos e não comer nada antes.

Será que existem benefícios do aeróbico em jejum?

Nossa sugestão é que leia o post na íntegra, porque você pode se surpreender com o que descobrimos!

Benefícios do aeróbico em jejum: O que significa jejuar?

semelhante sendo um termo relativamente comum entre aqueles que desejam queimar quilos extras, é sempre essencial obter mais informações sobre a definição, ideias e conceitos da palavra jejuar.

Durante o dia, o corpo está acostumado a entrar e sair frequentemente do estado de jejum.

Após a refeição, estima-se que o organismo consiga se aguentar por um tempo de 6 horas.

Para prestar ao máximos os nutrientes ingeridos e utilizá-los como energia ocorrem algumas transformações.

O corpo passa a liberar insulina com o intuito de baixar o nível de açúcar no sangue.

Além disso, gorduras e proteínas são aproveitadas pelo sistema digestivo.

Já, a glicose é transportada para os músculos para que seja usada como essencial fonte de energia.

Caso não seja alimentado novamente, ao fim das 6 horas o corpo entrará no estado conhecido como jejum.

Quando esse eventualidade ocorre, o glucagon é liberado para manter os níveis de açúcar dentro do esperado.

Ocorre ainda a mudança do tecido adiposo em ácidos graxos livres que podem então ser convertidos em forma de energia (relevante).

Ou de acordo, ao final de todo esse processo o indivíduo consegue forçar o seu organismo a aproveitar as gorduras que estão concentradas no corpo.

O resultado disso é a popularmente conhecida como queima de gordura para gerar energia.

Mas, é essencial esclarecer ainda que pouco tempo depois de uma nova refeição ser iniciada, todo esse processo engatilhado pelo jejum é interrompido.

Por meio da análise de toda essa mudança que o organismo faz já é provável ter uma boa ideia sobre os benefícios do aeróbico em jejum.

Exercício aeróbio em jejum: A desculpa!

O alegação para justificar aproveitar as vantagens do aeróbico em jejum está na seguinte ideia:

Maximizar a produção de glucagon e aproveitar a gordura do tecido para servir de energia.

Mas, somente com planejamento adequado, balanceamento com períodos de descanso e treino, pode-se chegar ao emagrecimento de maneira saudável.

O recomendado é sempre ter orientação nutricional e acompanhamento médico.

Dessa forma, será mais adequado elaborar a rotina de treinos e de alimentação mais adequada para o caso.

Afinal, cada organismo pode apresentar uma necessidade diferente. Por isso, leve esse ponto em consideração antes de mais nada.

No entanto, de maneira já geral pode-se dizer que existe um consenso de recomendação para se exercitar em jejum.

A princípio, não precisa ser atividade física muito específica.

Ou seja, pode escolher aquela que é mais interessante, desde que seja de baixa intensidade.

Já para realizá-la o ideal é que seja feita durante as primeiras horas do período matutino, isso ajudará a aproveitar melhor os benefícios do aeróbico em jejum.

Além disso, o usuário precisa evitar o consumo de suplementos como, por exemplo, BCAA também neste período.

Porém, é fundamental beber água para manter o corpo bem hidratado. Esse aviso deve ter ainda mais importância em épocas muito quentes ou secas.

Recomendações para aproveitar benefícios do Aeróbico em Jejum

1 – Começar com Aeróbicos Leves
2 – Supere os inconvenientes iniciais do Jejum
3 – Siga uma Dieta com foco em Redução de Peso

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Bella Falconi esclarece o que pode te impedir de emagrecer em 2019

Published

on

By

A nutricionista e influenciadora digital Bella Falconi aponta os principais inimigos de uma vida mais saudável e meios de seguir rumo a melhor saúde e forma física

Bella sempre compartilha dicas com seus seguidores e leitores do blog para ter uma vida melhor, com mais saúde e qualidade de vida. A influenciadora esta semana trouxe dicas de como alcançar os objetivos no fitness e evitar a auto-sabotagem

Em seu blog no UOL (bellafalconi.blogosfera.uol.com.br) ela falou sobre como, de fato a pressa pode ser “inimiga da perfeição”, como diria o dito popular: “O problema em nossa era é que as pessoas buscam resultados “a jato”. Querem construir músculos densos e hipertrofiados em apenas 3 meses, querem alcançar um dígito de percentual de gordura corporal em 40 dias, e para isso submetem-se a loucuras”.

A pressa em obter resultados pode ser ainda mais prejudicial do que outros fatores na obtenção de maior qualidade de vida: “existe algo que pode ser tão ou mais prejudicial do que o sedentarismo e os maus hábitos alimentares: a pressa”. Bella afirma que isto pode, na verdade, causar frustração e impedir as pessoas de alcançarem seus objetivos no fitness e de manter um estilo de vida e dieta sustentável.

Como conselho para começar o ano já cumprindo aquela promessa de ano novo de emagrecer, Bella afirma: “independente das suas resoluções pessoais para o novo ano, uma dieta saudável e equilibrada sempre irá trazer benefícios: menos sal, açúcares e gorduras, e mais produtos frescos, vegetais e integrais são a fórmula infalível para emagrecer em 2019 e melhorar a saúde geral. E isto sempre tenho dito”.

Fotos de:  ReproduçãoPor: Hebert Neri

Leia o artigo original no UOL em: bellafalconi.blogosfera.uol.com.br

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Efeito Platô: Musa Fitness fala da Dieta Ajustada que acelera o metabolismo

Published

on

By

Musa fitness Milla Summers fala sobre a Dieta Ajustada e como esse método é eficiente para maximizar seus resultados neste período de preparação para as competições do Arnold Sports e MuscleContest

O efeito platô pode ocorrer em qualquer tipo de programa para emagrecer, quando a dieta e os treinos parecem já não surtir mais efeito. E, às vezes, ainda vem acompanhado de reganho de um a dois quilos, o que pode ser um pesadelo para qualquer praticante de atividades físicas.


A musa fitness Milla Summers está em preparação para duas importantes competições esse ano, o MuscleContest e o Arnold Sports, e conta como a Dieta Ajustada tem sido uma grande aliada para evitar o efeito platô e seguir obtendo resultados no shape: “a minha dieta é ajustada e revista com meu nutricionista a cada 12 dias. Deste modo, o percentual de erros é menor, e evitamos o efeito platô, forçando meu corpo e meu metabolismo a estar sempre ativos, e corrigindo possíveis erros”. 


Esse momento de estagnação na perda de peso é muito individualizado, mas, geralmente, acontece de seis meses a um ano após o início de um programa de emagrecimento: “No início, é normal a gente perder gordura e ganhar massa magra, e ai começamos a nos animar com os resultados. Mas depois, o corpo começa a equilibrar o gasto energético diário e estagna-se”. 
O efeito platô não acontece somente porque o organismo começa a realizar as funções básicas gastando menos energia, e sim porque com o treinamento, o corpo se torna mais eficiente e no gasto energético para a prática de exercícios: “por isso a importância do acompanhamento médico, principalmente nesta etapa, para apresentar meu melhor”. 


Sobre a preparação, Milla Summers acrescenta alguns detalhes: “por se tratar de uma competição de alto nível, adotamos protocolos de preparação diferenciados, que não se aplicam para o restante do ano. Em relação a água, agora tomo 4 litros por dia, e com a aproximação do campeonato vamos baixando a ingestão de água. E cada dia vai ficando mais difícil também porque vamos baixando a ingestão de carboidratos até zerar”.

Fotos de: MF Press Global Por: Hebert Neri

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook




Mais Acessados