Connect with us

Destaque

Pastora Sarah Sheeva fala novamente sobre polêmica ‘crente gordo não vai pro céu’

Published

on

A pastora Sarah Sheeva, no início deste mês tornou-se alvo de polemicas após trechos de uma entrevista dada por ela a quatro anos atrás torna-se viral, onde ela comentava sobre a glutonaria.

No vídeo que foi editado, muitos entenderam que a pastora teria dito que a obesidade é indício de um pecado capital, e que a pessoa gorda não iria para o céu por causa disso.

Pastora Sarah Sheeva desmente noticia sobre pessoas gordas e obesas

No entanto, nesta segunda-feira, 13, a pastora comentou em seu Instagram, sobre a polêmica que foi divulgada primeiramente pelo site Gospel +.

Em uma foto, Sarah destacou as mentiras publicadas pelo site e escreve na legenda: “sarahsheevaQueridos, continuamos recebendo mensagens até de amigos que acreditaram e cairam nessa mentira, perguntando se essa palhaçada é verídica ???? Peço a ajuda de todos que, assim como eu, odeiam a mentira. Espalhem a verdade. Obrigada, @SarahSheeva #MinistérioSarahSheeva

No mesmo dia, em sua página no facebook a pastora, publicou o link da entrevista na íntegra gravada em 2014. Na mesma postagem ela escreveu:

“Vejam a entrevista (de 4 anos atrás) completa, estão divulgando um trecho dela EDITADO nos sites… vejam completa, e prestem atenção a partir do minuto 12:22, falei sobre o assunto VONTADES, incluindo as VONTADES SEXUAIS, e falei que a GLUTONARIA (não obesidade) é um pecado grave que leva ao inferno, e isso está na Bíblia, veja:

álatas 5:21

“…Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.”

Porém JAMAIS eu disse que a obesidade condenaria uma pessoa, até porque, há obesos que não são glutões, e há MAGROS que são glutões.

Eu sou ex-obesa, ex-glutona, e trabalho justamente CONTRA a ditadura da magreza… Eu jamais diria algo tão absurdo!

Será que não fizeram isso por MALDADE?

Será que não fizeram isso porque muitos do “meio gospel” tem raiva de mim por eu fazer meu trabalho SE COBRAR nem 1 centavo??

Será que é perseguição?

O que vocês acham?.”

 “É uma mentira sem lógica, uma heresia”, diz Sarah Sheeva

Em uma recente entrevista à Revista Comunhão, Sarah também desmentiu a notícia dizendo que: “Eu não quis dizer isso. Eles trocaram a palavra ‘glutonaria’ por ‘obesidade’, e isso gerou uma grande confusão porque não é isso que a bíblia trata”, explicou.

“O que eu quis dizer foi um confronto sobre hipocrisia do cristão e usei o exemplo da glutonaria que é o pecado que nós crentes mais cometemos. Eu estava falando algo dentro da palavra, porque a Bíblia diz que isso é um pecado grave, está em Gálatas 5 e Lucas 21. O próprio Senhor falou pra não fazermos da comida o nosso vício, porque Ele é que tem que preencher o vazio da alma”, esclareceu a pastora.

PECADO NA IGREJA

Nos últimos anos, o evangelho cresceu no Brasil. E a fé cristã tem sido bombardeada com informações o tempo todo por pessoas que se dizem “evangélicos”. Sarah questiona a existência de gente oportunista. “Infelizmente elas estão infiltradas nas igrejas e até nos meios de comunicação gospel. O nosso próprio meio não é seguro e a corrupção de caráter está espalhada no meio cristão. Isso é muito triste”, lamenta a pastora.

Diante disso, Sara faz um alerta sobre o pecado que está dominando as igrejas e que impede o crescimento dos cristãos: “Os pastores devem investir mais no trabalho de santificação, de restauração do caráter dos membros da igreja, porque mentir é um pecado grave. Temos que investir nesse assunto e gerar nos cristãos um temor de mentir”, concluiu.

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Destaque

Bailarina diz que dança pode ajudar o Brasil a ganhar auto-confiança para vencer na Copa do mundo 2018

Published

on

By

Nanny Azevedo sugere a dança como uma solução pra que os jogadores da seleção ganhem auto-confiança para uma melhor atuação em camp nos jogos da Copa do Mundo 2018 na Russia.
O Brasil estreou na Copa do Mundo 2018 um tanto quanto nervoso, apreensivo. Não vimos a seleção jogar bonito, o tal do “futebol arte” em campo no jogo contra a Suíça, e sim uma sucessão de tropeços. Nossos jogadores estavam descompassados, desalinhados, um passo atrás.
Que a seleção está sofrendo pressão de todos os lados, isso é fato. Mas o que poderia ajudar os jogadores a ganharem auto-confiança e entrarem seguros e relaxados em campo? A resposta pode ser algo inusitado: a dança.

Foto: MF Press Global

A bailarina do quadro Ding Dong do Domingão do Faustão, Nanny Azevedo, propôs em tom de brincadeira, mas com certa propriedade, uma solução para uma atuação com mais presença, atitude e confiança da seleção brasileira em campo, comparando nossos jogadores com a seleção de Rúgbi da Nova Zelândia: dançar.
A ‘haka’, dança tribal maori que virou símbolo dos All Blacks, a equipe de rúgbi neozelandesa, é tradicional realizada há mais de 100 anos no começo de suas partidas, que virou uma marca registrada, alegadamente alivia a tensão e dá aos jogadores energia e confiança para vencer as partidas. Pode funcionar pra Neymar e cia? Tomara.
De acordo com o historiador Jock Phillips, da Universidade de Wellington, a Nova Zelândia sempre teve uma certa insegurança sobre seu lugar no mundo, e essa dança deu a eles auto-confiança para conquistar seu lugar. Para Nanny, ainda que em tom de brincadeira, essa estratégia, quem sabe, pode funcionar para o Brasil tímido e inseguro que vimos em campo no domingo passado: “O time de rúgbi da Nova Zelândia é famoso por usar a dança para atrair boas energias, relaxar e trazer gana, vontade para a partida. Quem sabe o Brasil não precisa disso. Eles estavam muito tensos. Vai uma dança para dar uma relaxada antes do jogo”.
Parece que quem dança seus males espanta. Fica a sugestão pra levantar a moral da seleção brasileira.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Kelly Key mostra resultados de cirurgias e comemora: “Muita diferença”

Published

on

By

Quinze dias após passar pelos procedimentos estéticos, a cantora finalmente exibiu o corpo em um vídeo postado no YouTube

Kelly Key deixou os fãs de queixo caído ao postar um vídeo em seu canal no YouTube nesta quarta-feira (20/6). A cantora, que fez rinoplastia, lipo nas costas e implantou nova prótese nos seios, mostrou os resultados das cirurgias plásticas e comemorou.

“Agora vocês estão me vendo com 15 dias de cirurgia”, explicou a artista de 35 anos. “O segundo, terceiro e quarto dias são os piores. Parece que você não vai ficar bem nunca”, emendou.

Kelly não se conteve ao mostrar a rinoplastia, procedimento que a agradou por completo. “Muita diferença. Maravilhoso, trabalho lindo. As pessoas diziam que eu não tinha o que fazer, mas eu tinha um osso largo. Está mais ao meu gosto”, disse ela.

Logo depois, a esposa de Mico Freitas exibiu os seios novos, toda orgulhosa. “Esse colo que não tenho há muito tempo. É uma coisa linda. Estava precisando. O principal objetivo da cirurgia era colocar o meu seio no lugar. Por isso que me submeti ao procedimento. Tá incrível, do jeito que eu esperava”, afirmou Kelly Key.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Antes e depois: Graci Lacerda posta imagem de 20 anos atrás

Published

on

By

Para quem ainda não sabe, eu comecei a malhar com 16 anos e apenas com três anos comecei a ver os resultados

Graciele Lacerda é adepta inveterada e confessa da malhação. A jornalista, namorada de Zezé di Camargo, sempre posta fotos nas redes sociais, indo e vindo da academia. Nesta terça-feira (28), ela postou uma foto de quando tinha 16 anos, época em qua começou a malhar. “Para quem ainda não sabe, eu comecei a malhar com 16 anos e apenas com três anos comecei a ver os resultados”´, contou a jornalista.

De tanto gosto que tomou pela academia, a jornalista chegou a ingressar na faculdade de Educação Física e chegou a dar aulas por seis anos. “Até os meus 30 anos eu malhava para comer, meu metabolismo era ótimo, acelerado, e isso me ajudava muito. Mas com 31 anos comecei a sentir o peso da idade, já não conseguia obter resultado malhando e comendo de tudo”, continuou Graci, que procurou a ajuda de uma nutricionista para conseguir reverter o problema.

“Claro que sempre dou uma fugida na dieta porque amo comer e tenho vida social. Não sou neurótica na alimentação, mas sou viciada em academia e isso já me ajuda bastante. Apesar de sempre ter malhado, hoje com 36 anos, consigo manter o meu corpo do jeito que quero, mais sequinha e mais definido”, revelou a jornalista.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook


Mais Acessados