Connect with us

Academia

Saiba quais são as partes mais flácidas do corpo da mulher e como endurecê-las

Published

on

Conforme os anos vão passando, a pele vai perdendo a proteína responsável por sua firmeza, o colágeno, e vai ficando flácida. Apesar de ser um processo natural, é possível prevenir a e até melhorar a flacidez com exercícios físicos.

“Para diminuir a flacidez, o ideal é optar por exercícios com sobrecarga para provocar hipertrofia, que é o aumento visível da musculatura”, explica o professor da academia Bodytech André Trombini. Apesar de ser indicado o uso de carga na execução dos exercícios, respeite o seu corpo para não se machucar e procure sempre a orientação de um profissional antes de usar pesos.

De acordo com o educador físico, pernas, glúteos, abdômen e tríceps (o famoso tchauzinho) são as áreas mais afetadas pela flacidez. Veja a seguir os melhores exercícios para endurecer estas regiões.

Flacidez do tchauzinho

Se o seu braço é gordinho e você está com medo de a pele ficar flácida, deve apostar em dois exercícios que são ideais para o tríceps. São eles a flexão de braços fechados e o pulley frente, que também é chamado de tríceps no cabo.

Flexão de braço

 

SAMORODINOV/ISTOCK

A grande vantagem da flexão é que você pode fazê-la em qualquer lugar, já que só precisa usar o peso do próprio corpo. Para realizar o exercício, ajoelhe sobre um colchonete e coloque os dois braços bem próximos ao seu corpo. Quando adquirir mais força, faça o exercício apenas com os pés apoiados.

Ao fazer a flexão, não deixe que seus braços se afastem do seu corpo para que o tríceps seja bastante trabalhado.

Pulley frente

 

INSPIRING/SHUTTERSTOCK

Já o pulley frente ou tríceps no cabo é um dos exercícios mais famosos para o tríceps. Nele, você precisa ficar de frente para o aparelho, estender a corda até a região das coxas e voltar os braços até a região dos cotovelos.

Durante a execução do exercício, é importante controlar a velocidade do movimento, colocar uma carga adequada e não esquecer de manter a postura correta. Antes de realizar o exercício pela primeira vez, peça orientações a um profissional.

Como acabar com a flacidez da barriga?

Para combater a flacidez da barriga, só o abdominal tradicional não é suficiente. Para que o excesso de pele não fique aparente (principalmente durante um processo de emagrecimento), Trombini indica dois tipos de abdominal: o canivete e o abdominal no cabo.

Abdominal canivete

 

SAMORODINOV/ISTOCK

Assim como a flexão de braço, o abdominal canivete também pode ser feito em qualquer lugar. Primeiro deite de barriga para cima com as pernas esticadas. Em seguida, flexione as duas pernas em direção ao seu abdômen enquanto flexiona o seu tronco ao mesmo tempo.

Durante a execução do exercício, não deixe os seus pés encostarem no chão, nem relaxe o tronco. A ideia é aproximar ao máximo o tronco das pernas, deixando apenas o bumbum no chão.

Abdominal no cabo

Para fazer o abdominal no cabo, o aparelho usado é o mesmo que é utilizado para fazer tríceps. A diferença é que para fazer este abdominal você vai precisar ficar de joelhos de frente para o aparelho, colocar a corda atrás da sua nuca e puxá-la enquanto força o tronco para baixo.

Como se livrar da flacidez nas pernas

Para acabar com a flacidez que afeta as pernas, mas principalmente as coxas e o bumbum, o educador físico lista uma variedade maior de exercícios que, além de deixarem a pele mais firme, ainda ajudam no combate à gordura localizada.

Leg press

 

INSPIRING/SHUTTERSTOCK

O leg press é um dos aparelhos mais populares da musculação porque trabalha as partes posterior e anterior de coxa e o bumbum ao mesmo tempo. Se você nunca fez, comece fazendo sem peso ou com uma carga bem baixa.

Além disso, sempre peça a ajuda de um profissional para se certificar que você está fazendo o exercício corretamente.

Agachamento

 

SAMORODINOV/ISTOCK

Se você perguntar para um profissional de educação física qual o melhor exercício para as pernas e bumbum, ele provavelmente vai te falar que é o agachamento. Além de ser um exercício que trabalha diversos músculos ao mesmo tempo, ele contribui e muito para o combate da flacidez e celulite nas pernas e é um grande aliado para quem quer empinar o bumbum.

Se você não estiver acostumada a fazer atividade física, comece fazendo sem peso e agache bem.

Exercícios adutores

 

RATTIKANKEAWPUN/ISTOCK

A parte interna da coxa pode ser exercitada na cadeira adutora ou com caneleiras. Se você preferir a cadeira adutora, terá apenas que fazer força para fechar as pernas. Se preferir a caneleira, deite de lado, apoie a parte de baixo do seu corpo sobre o seu cotovelo, flexione a perna de cima e suba a perna debaixo estendida até a altura do joelho que está flexionado.

Parece fácil, mas este exercício exige muita força. Por isso, comece fazendo sem peso para se acostumar, depois passe para caneleiras de 1 kg.

Exercícios abdutores

 

INSPIRING/SHUTTERSTOCK

Para trabalhar a parte externa da coxa também existe mais de uma opção. Uma delas é cadeira abdutora, que consiste em fazer força para abrir as pernas. Se você não tem o costume de ir a uma academia, pode usar caneleiras e fazer os exercícios em casa mesmo.

Uma opção é ficar em pé ou deitada, se apoiar na parede, em uma cadeira ou no chão e levantar lateralmente uma das pernas. Coloque as caneleiras nas duas pernas antes de começar e faça a mesma coisa com a outra perna antes de fazer uma nova série.

Step up

 

SAMORODINOV/ISTOCK

O step up é um exercício simples que pode ser feito apenas com o peso do corpo. Para isso, você precisa ter apenas um banco ou caixote. Antes de começar, certifique-se de que o seu banco não corre o risco de virar. Feito isso, suba no banco com usando apenas uma das pernas e desça. Não esqueça de ir intercalando as pernas para trabalhar os dois lados do corpo igualmente.

Stiff

 

INSPIRING/SHUTTERSTOCK

O stiff é um exercício feito com barra que é excelente para a parte posterior da perna. Ele pode ser feito com uma barra com peso ou então com halters. Lembre-se de manter a coluna reta, as pernas levemente flexionadas e posicione a carga que você está segurando a frente do seu corpo.

Cadeira flexora

 

INSPIRING/SHUTTERSTOCK

A cadeira flexora trabalha a perna como um todo, mas, principalmente, a parte anterior da coxa. Para realizar o exercício, basta se sentar no aparelho e flexionar a parte de baixo das pernas, aproximando-as do corpo.

Comments

comments

Academia

Três hábitos que estão fazendo você perder massa magra e não gordura

Published

on

By

Quando o assunto é emagrecer, o que não falta são táticas e truques, o problema é que, na ânsia para enxugar uns quilinhos, muita gente acaba metendo os pés pelas mãos! É aí que, ao invés de derreter a gordura extra, acabam mesmo é queimando massa magra, e resultado que é bom, nada! Desse modo, conheça três hábitos muito comuns que não te ajudam em nada e livre-se deles!

Treinar demais e comer errado

Segundo a nutricionista e chef funcional Vanessa Prieto, “de nada adianta se matar na academia se a sua dieta não estiver bem planejada e balanceada para otimizar seus resultados. 70% deles vêm da alimentação e 30% da atividade física, ou seja, ambos precisam caminhar de mãos dadas e alinhados”.

Ficar um longo período de dieta, principalmente restritiva, faz com que o organismo se defenda, reduzindo o gasto de calorias. vadimguzhva/iStock

Fazer dieta por muito tempo

Cuidado para não entrar em homeostase, “um fenômeno que acontece quando você mantém por um longo tempo uma dieta hipocalórica ou o mesmo perfil de planejamento. Seu organismo aciona um sistema de defesa e reduz o gasto energético”, afirma a expert.

Comer o mínimo de carboidratos

A profissional esclarece de uma vez por todas que carboidrato não é vilão! “Basta utilizar os de boa qualidade, na quantidade e nos horários adequados! Aveia, batata doce cozida na água e inhame são excelentes opções, por exemplo, e servem de combustível para que o organismo funcione bem e você tenha energia para se exercitar”.

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Àlcool x Emagrecimento, você sabe qual é?

Published

on

By

Com a palavra Dr. Igor Curvina nutricionista da Clinica Corpo Perfeito.
Não é uma novidade que o consumo de álcool atrapalha o processo de emagrecimento, muitas pessoas preferem ignorar esse fato compensando com extremos na dieta ou na atividade física, deixando de ingerir calorias de nutrientes importantes que promovem o anabolismo e utilizando de excessos esportivos, mas seria mais fácil reduzir o consumo de alcoólico, não é?!
Na nutrição nada engorda e nada emagrece, tudo depende!!! O álcool em questão é prejudicial em quase todos os sentidos, tem 7 kcal/g e nenhum valor nutricional (isso já o define), mas aprofundando é metabolizado primariamente pela enzima hepática álcool desidrogenasse(ADH) percorrendo um caminho bioquímico que por final pode ser utilizada para a síntese de gordura, e esse é o problema!

Para cada grama de etanol metabolizado, são formadas 7,1 kcal/g, uma fonte energética considerável, comparando-se aos carboidratos (4 kcal/g), proteínas (4 kcal/g) e lipídios (9 kcal/g). Porém, acredita-se que pessoas habituadas a ingerir doses altas de álcool não seriam capazes de aproveitar toda sua caloria, uma vez que a via de metabolização utilizada nesses casos seria a SMOE (sistema microssomal de oxidação do etanol), apontando que nem todas as pessoas aproveitam as calorias do álcool da mesma maneira: as mais magras, tendem a não aproveitar suas calorias de forma eficiente, ao contrário de indivíduos com IMC (Índice de Massa Corpórea) mais elevado, entrando mais uma vez na questão da individualidade biológica de cada um, bem como a quantidade de álcool consumida, como a de alimentos ingeridos. Tudo é importante e pode repercutir no ganho de gordura, aumentando a sua toxicidade no organismo.

Nesse sentido, conhecer o valor calórico do álcool e questionar a quantidade diária consumida devem fazer parte da avaliação nutricional, a fim de que esse importante dado seja considerado tanto no cálculo dietético para controle de peso, quanto para caracterizar a desnutrição.
Esclarecendo, não adianta ingerir destilados aterrorizando os fermentados, o álcool está presente da mesma maneira o que faz diferença é a quantidade ingerida e com que frequência.

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Exercícios para fazer em casa com o superband

Published

on

By

O acessório SuperBand ajuda a aumentar a variedade de exercícios para quem treina em casa. No vídeo a seguir temos alguns exemplos que vão ajudar a tonificar os músculos das pernas e dos glúteos.

A Super Band Forte da O’Neal é indicada para potencializar os treinos de força, velocidade e estabilização. São elásticos circulares de borracha de alta resistência. Podem trabalhar tanto a parte superior como a inferior do corpo. Existem 4 níveis de resistência e intensidade.

Ideal para ganho de força e estabilidade nos membros superiores e inferiores. Além de ser ótimo para exercício solo, é o melhor elástico extensor para exercícios em dupla, pois estica mais, facilitando os movimentos.

BENEFÍCIOS

  • Realização de alongamentos e fortalecimento muscular
  • Melhora a coordenação motora
  • Aprimora habilidades funcionais
  • Aumenta a mobilidade e flexibilidade
  • Reabilitação de lesões
  • Prevenção de recidivas de lesões
  • Uso pós cirúrgico
  • Treinamento esportivo
  • Fitness e condicionamento corporal
  • Tonificar e modelar seus braços e pernas

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook


Mais Acessados