Connect with us

Academia

Superstições e Mitos

Published

on

Talvez o título deste capítulo seja enganoso –pois não é minha intenção discutir superstições e mitos sobre o treinamento com pesos, mas sim as falsas crenças que são tão comum entre os indivíduos que o praticam. Como há literalmente centenas de falsas crenças sobre o treinamento com peso, vou limitar minha observações para breves menções feitas nos capítulos anteriores e a atenção, mesmo que breve, será dado a tais idéias nos seguintes capítulos, sem exceção, tais crenças são totalmente falsas e altamente prejudiciais, e nenhuma delas merecem muita atenção. Em qualquer caso, mais de trinta anos de experiência me ensinou que as tentativas de combater os preconceitos normalmente tem o efeito contrário do desejado, por isso eu não pretendo dar ainda mais ampla circulação de idéias ou perder meu tempo combatendo moinhos de vento.

Mas atenção: enquanto tais crenças comuns merecem pouca ou nenhuma atenção, o mesmo não é certamente verdade no caso de muitos das crenças igualmente falsas que circulam entre os grupos de indivíduos que treinam com peso atualmente, pessoas que deveriam ter mais conhecimento, mas a maior parte não tem. Muitas dessas crenças são nada menos do que o fanatismo definitivo, e alguns deles são realmente perigosos, e ainda são comumente praticadas por dezenas de milhares de indivíduos e são apoiadas por um número não pequeno de auto-intitulados “especialistas”. Estes últimos quase sempre estão com os interesses pessoais voltados direto para questões econômicas.

Como resultado de algumas dessas crenças, e o fanatismo que inspiram, literalmente milhões de pessoas negaram os resultados que o treinamento de peso poderia ter lhes proporcionado, e algumas pessoas, provavelmente muitas pessoas, tratam toda a questão do treinamento do peso como uma brincadeira, olhando para ele do mesmo modo em que pessoas racionais vêem a astrologia ou algo fora do caminho do culto religioso.

Embora, na realidade, não há absolutamente nada “misterioso”, sobre o treinamento do peso, pelo contrário, é muito simples, é um método comprovado para induzir a melhoria física, de longe o método mais eficaz de exercício já planejado. E talvez essa seja a razão para sua ruína aos olhos do homem comum, é simplesmente demais eficaz; em comparação com os resultados possíveis produzidos por qualquer outro método de treinamento físico, o treino com pesos produz tais graus de grandes resultados que às vezes parecem literalmente irreal.

Mas o ceticismo generalizado do treinamento do peso é devido ao comportamento e as declarações de muitos indivíduos que realizam o treino com peso; as próprias pessoas que deveriam estar mais interessados em promover algo de grande valor, mas que, ao contrário, parecem estar decididos a divulga-lo da pior maneira possível. Mas é ainda de mais direta importância para si, já que a maioria dos indivíduos envolvidos não têm interesses comerciais no campo, tais pessoas dar ampla aceitação de idéias de treinamento que muito retardar seu próprio progresso.

Muitos indivíduos orgulham-se dos seus conhecimentos de anatomia, embora não tenha a menor idéia de funções reais de até mesmo a maior das estruturas musculares do corpo.

Para fisiculturistas, essa falta de conhecimento, e disposição para a prática de tais métodos de treinamento sem valor, ou métodos de valor muito menor do que se poderia desejar, não é de real importância para ninguém além de si mesmos, mas para outros, para treinadores interessadas em empregar o treinamento com pesos como uma formação complementar para os esportes, essa falta de conhecimento pode ser de importância muito real.

Tempo e energia de treinamento é sempre em um prémio em qualquer esporte, e deve ser empregado apenas nas melhores formas possíveis, os atletas não têm nem tempo nem energia para gastar em nada menos do que os melhores métodos possíveis de treino, e o treinamento com pesos é o melhor método possível de formação complementar para qualquer esporte, de longe o melhor, mas os melhores sistemas de empregar este método certamente não são do conhecimento comum entre os culturistas.

Eu pedi que, literalmente, centenas de culturistas, “… por que você usa pegada ampla no supino?” E a resposta foi invariavelmente a mesma, “… porque o meu peitorais alongam-se mais do que com uma pegada estreita no supino.” Mas, na verdade, não é assim. Pelo contrário, pegada larga no supino realmente impede um alongamento máximmo dos peitorais, os peitorais anexar os braços para a frente do tórax, e para esticar os peitorais, é necessário mover os braços para trás, na medida do possível, e com uma pegada ampla em uma barra é literalmente impossível mover os cotovelos para trás distante o suficiente para esticar os peitorais completamente.

Exatamente a mesma coisa se aplica à pegada larga nos movimentos da “barra fixa”; são praticadas porque supostamente esticam os músculos dorsais quando na verdade eles realmente evitam esse alongamento.

A lista é quase interminável, eu poderia dar centenas de outros exemplos semelhantes de crenças falsas, mas o meu ponto é este das centenas literalmente de comumente praticados exercícios de barra, apenas alguns retornam os resultados que a maioria das pessoas acham que eles fazem. E a maioria desses poucos exercícios realmente produtivo são evitadas pela maioria dos fisiculturistas mediante um pretexto ou outro, provavelmente porque eles são simplesmente demasiados “duros”.

Um fisiculturista lendo este boletim provavelmente vai encontrar nenhuma menção de muitos dos seus exercícios favoritos, pois a boa e simples razão é que existem outros muito melhores exercícios para a mesma parte do corpo, exercícios que realmente produzem os resultados que ele acha que encontrará de outra maneira.

Variações no treinamento, com relação aos exercícios, são de valor apenas pelo fato de que elas impedem o tédio, mas tal diversidade de treino deve ser contido dentro dos limites realmente muito estreita de alguns exercícios muitos produtivos, se não os resultados serão muito menos do que eles poderiam ter sido.

Nos próximos capítulos dedicados exatamente a programas de treinamento, os exercícios selecionados foram incluídos apenas porque eles são, de longe, os exercícios mais produtivos para os propósitos específicados e, sem exceção, não outro exercício produzirá, tanto no caminho dos resultados em um mesmo tempo de treinamento.

O próprio fato de que alguns exercícios e sistemas de treino mal escolhidos são capazes de produzir bastante elevado graus de resultados não é desculpa para o seu emprego. Resultados muito melhores podem ser produzidas em muito menos tempo se treinamento é restrito aos exercícios mais adequados. E embora nenhum sistema pode produzir o melhor resultados em todos os casos, uma abordagem lógica para a questão, deverá indicar claramente as alterações ligeiras que possam ser necessária em alguns casos individuais, e as informações necessárias para realizar esses julgamentos está clara nos capítulos sobre o desempenho adequado de exercícios e no capítulo sobre planejamento de treinos. Devemos centrar nossa atenção a prioridade de certos exercícios.

Fonte: metamorfosemuscular.blogspot.com

Comments

comments

Academia

Os 3 erros que as mulheres mais cometem na academia

Published

on

By

Alguns mitos precisam ser desconstru

Fazer a inscrição na academia não é garantia de que os seus problemas serão resolvidos. Seja para quem se inscreve pela primeira vez ou para quem já frequenta o ambiente, as mulheres são propensas a cometer três erros muito comuns, mesmo quando o objetivo traçado é pura e simplesmente dizer ‘adeus’ aos quilos a mais.

Como destaca o Deporte y Vida do jornal espanhol As, um dos erros mais comuns cometidos pelas mulheres que se aventuram no mundo da academia é não levantar pesos. A ideia de que a musculação deixa a mulher com traços mais ‘masculinos’ é um dos maiores mitos do mundo fitness e o principal motivo para as mulheres fugirem das barras de ferro, contudo, o levantamento de peso é uma das formas mais eficazes de perder massa gorda e, ao mesmo tempo, construir massa magra, conseguindo, com isso, um corpo mais tonificado e saudável.

E se, por um lado, as mulheres escapam do treino de força, por outro, usam e abusam do treino cardiovascular, acabando por perder peso de forma extrema e sem qualquer construção de massa muscular, o que pode aumentar o risco de lesões articulares e ósseas.

Por fim, destaca a publicação, um outro erro comum é a obsessão por abdominais, um exercício antiquado cuja eficácia foi já destruída com dados científicos. Como diz o Deporte y Vida, para conseguir um abdômen trincado, não são 20 abdominais que fazem a diferença, mas sim 300, porém, fazer prancha horizontal e lateral pode ser bem mais eficaz.

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Flacidez dos braços pode ser resolvida de maneira não cirúrgica

Published

on

By

Novidades em equipamentos dermatológicos prometem enrijecer a pele dos braços em poucas sessões e com resultados incríveis

Incômodo que tem a ver com a idade, mas pode surgir também em pessoas mais novas com tendência genética, a flacidez do ‘tchauzinho’ é caracterizada pela perda de elasticidade na região dos braços, mais especificamente no bíceps. Reclamação constante nos consultórios de cirurgia plástica, esse tipo de flacidez tem muita relação com a variação de peso e é melhor resolvido com procedimentos não-cirúrgicos.

“A pele desta região dos braços é fina e não muito elástica. Uma vez distendida com o ganho de peso, a gordura faz com que a área fique curva. Então, mesmo após emagrecer novamente, a pele não volta ao estado original, tornando-se flácida. Com a idade, a quantidade e qualidade do colágeno diminui e a espessura da pele fica ainda mais fina e com menos elasticidade, agravando ainda mais a flacidez e podendo apresentar um aspecto enrugado”, explica a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery).

Segundo a médica, a melhor receita para evitar o tão temido tchauzinho é manter uma alimentação adequada e realizar exercícios físicos regulares para evitar o ganho de peso. Uma dieta balanceada, rica em proteínas, vitaminas, sais minerais e carboidratos de boa qualidade é capaz de fornecer para o corpo o suficiente para manter o bom desempenho de qualquer tecido.

“Nos braços temos vários músculos que quando exercitados podem aumentar de tamanho e assim preencher o excesso de pele. Porém, a capacidade do músculo de preencher e compensar a sobra de pele depende do grau de flacidez daquela área”, afirma.

Existem tratamentos e procedimentos estéticos que, dependendo do diagnóstico, auxiliam na diminuição da flacidez dos braços. Por exemplo, se houver apenas pele de má qualidade, tratamentos que estimulam a produção de colágeno são os ideais, como as radiofrequências. Se o problema for apenas uma pequena quantidade de gordura sem sobra de pele, a criolipólise com ponteiras menores pode conferir os resultados desejados.

Já se houver acúmulo de gordura com sobra de pele, mesmo que pequena, qualquer procedimento que diminua a gordura vai aumentar ainda mais a flacidez. A cirurgia é indicada em último caso, já que a cicatriz pode não apresentar uma qualidade muito boa e, por ser grande, acaba ficando visível, mesmo que seja bem colocada.

“Por isso, é sempre preferível tratamentos não invasivos para esta região”, alerta a cirurgiã plástica. Confira algumas novidades para tratar a área:

Total Sculptor – Se o problema for gordura conjuntamente com flacidez, esse equipamento é o ideal. Único no mundo a associar criolipólise, ultrassom macrofocado, corrente de estímulo muscular, radiofrequência multipolar e criofrequência, Total Sculptor trata de forma efetiva a gordura localizada e define o músculo.

“O protocolo começa com o congelamento das células (criolipólise) de gordura com consequente morte celular. Mas na mesma sessão, logo após a criolipólise, algumas células de gordura ainda são destruídas por um potente ultrassom macrofocado, que potencializa muito a perda de gordura localizada”, afirma o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr.

Enquanto isso, a corrente de estímulo muscular age, em uma tecnologia que faz a paciente ‘malhar’ de forma passiva. “Enquanto a paciente está parada, o equipamento começa a contrair e soltar o músculo várias vezes até fazer a definição da área muscular”. Não há cuidados especiais pós-tratamento e nem downtime, ou seja, após o procedimento, o paciente pode voltar normalmente para suas atividades normais. Uma sessão é necessária para atingir os resultados.

Comments

comments

Clique para Ler

Academia

Qual o melhor horário para treinar – manhã, tarde ou noite ?

Published

on

By

Você deveria fazer musculação de manhã, tarde ou a noite ? Afinal, qual é o melhor horário para treinar visando hipertrofia ?

Todos possuem sua própria opinião a respeito do melhor horário do dia para treinar.

Alguns preferem treinar de manhã, e já começar o dia fazendo o que mais gosta, enquanto outros preferem treinar a tarde ou somente no fim do dia, a noite.

E cada um tem uma teoria explicando o porquê do seu horário ser o melhor.

Mas existe alguma diferença real, em termos de hipertrofia, em treinar de manhã, tarde ou noite ?

Se sim, a diferença é grande ao ponto de impactar os seus resultados e fazer você mudar sua rotina apenas para treinar no “melhor” horário ?

Nexte texto veremos exatamente como o horário do dia pode (ou não) impactar nos seus resultados em hipertrofia e se isto vai fazer alguma diferença real na sua vida.

Qual é o melhor horário para treinar visando hipertrofia

Usando uma abordagem puramente fisiológica, se o seu objetivo é hipertrofia, o melhor horário do dia para treinar sempre será no fim da tarde e inicio da noite.

Isto ocorre principalmente por conta do ciclo de 24 horas do dia ou ritmo circadiano.

É através desse ciclo que o corpo controla nosso horário de acordar/dormir, liberação de hormônios anabólicos, velocidade do metabolismo e estado de alerta.

Como esse sistema é controlado principalmente pela luz do dia, não é difícil imaginar que treinar de manhã, tarde ou noite possa influenciar os seus resultados.

De manhã, certos hormônios como a testosterona estarão altos, enquanto a noite estarão baixos.

Nosso precioso hormônio do crescimento só é liberado a noite, quando estamos dormindo profundamente.

O cortisol tem um pico logo cedo quando você acorda, para que você fique mais alerta para sair da cama e comece o dia.

A temperatura do nosso corpo é menor a noite, e começa a aumentar quando acordamos, atingindo a “temperatura ideal” a tarde.

Tudo isso, de uma forma ou de outra, vai influenciar em quão bem você treina.

A maioria das pesquisas (1) sobre força muscular no horário do dia sugerem que os níveis de força são menores de manhã e gradualmente ficam maiores no decorrer do dia até o começo da noite.

A explicação para isto seria que a tarde o cortisol está baixo (ao contrário da manhã), a temperatura corporal é maior e a tarde é possível produzir mais testosterona através da atividade física (2)

Há estudos que mostram (3) que o ganho de massa muscular é um pouco maior a tarde do que de manhã.

Colocando tudo isso em perspectiva, o melhor horário do dia para treinar, visando o máximo de performance e resultados, seria algo em torno das 2 horas da tarde até às 8 horas da noite.

“Mas eu só posso treinar de manhã ou em um horário fora dessa janela”

Sem problemas.

Como já dito, olhando apenas o aspecto fisiológico, o melhor horário do dia para treinar, realmente sempre será a tarde e começo da noite.

Mas isto não significa que você não terá bons resultados treinando em outro horário do dia.

Primeiro, todos os estudos mostrando que o treino a tarde e a noite são superiores, não mostraram um oceano de diferença em termos de resultados.

Isto significa que o melhor horário do dia para treinar não é o fator decisivo para os seus resultados, mas sim uma vantagem extra que você pode (ou não) ter.

Segundo, e mais importante ainda, nosso organismo é uma máquina extremamente inteligente que consegue se adaptar ao ambiente que o cerca.

Por exemplo: se você se sente bem treinando de manhã, mesmo que, teoricamente, este seja o “pior” horário do dia para treinar, o seu corpo tende a se adaptar.

Na verdade, um estudo que analisou a performance em esportes em vários horários do dia (4), descobriu que o corpo tende a se adaptar ao horário que você treina e produzir mais força neste horário – indo contra todos os outros estudos.

Outros estudos (5,6) mostram que o seu cronótipo também importa.

O seu cronótipo, de forma simples, é o período do dia onde você é mais ativo.

Algumas pessoas não rendem de manhã, mas se tornam extremamente produtivas a noite – o cronótipo dessas pessoas é o noturno.

Enquanto outras rendem muito mais de manhã, e a noite não conseguem produzir nada – cronótipo, neste caso, é matutino.

Traduzindo isso para os ferros, isto significa que, por exemplo, pessoas com cronótipo matutino (que rendem mais de manhã), poderão treinar mais pesado de manhã.

Mesmo que isto vá contra o “melhor horário” para treinar.

Em resumo, sua mente é uma ferramenta muito poderosa.

Se você se sente motivado para treinar em determinado horário do dia, o seu corpo, com o tempo, fará com que este horário seja o melhor horário do dia para treinar.

Mas não se esqueça também que todos nós somos humanos (e não máquinas infalíveis).

O que acontece quando precisamos treinar em horário que, além de ir contra a nossa vontade, visivelmente está fazendo você treinar abaixo do que poderia ?

Isto costuma acontecer nos extremos do dia, quando o praticante é obrigado (não há o fator da escolha) a treinar muito cedo ou muito tarde.

O que fazer em situações onde não temos o poder da escolha e o único horário que temos disponível, é o pior horário ?

Primeiro, lembre-se da capacidade de adaptação do corpo.

Independente do horário que você treine, gostando ou não, o corpo com o tempo tende a se adaptar a produzir o máximo de performance naquele horário.

Se você é obrigado a treinar a noite, contra a sua vontade, lembre-se que este horário já é otimizado fisiologicamente para o treino.

Você tem uma vantagem natural para treinar neste horário. Faça valer a pena. Depois do treino, você ainda poderá dormir melhor.

Ao treinar de manhã, você pode ser esmagado pelo sono, mas nada que uma coisa chamada cafeína não possa mudar.

Sim!

Estudos mostram que ingerir cafeína de manhã, além de aniquilar com a sonolência, pode amplificar a performance e energia durante a atividade física.

Em outras palavras, você pode usar a cafeína para compensar os pontos negativos deste horário de treino.

Se você tiver como ingerir um pre-treino com boa formulação e que contenha outros ingredientes-chave para aumentar a performance, melhor ainda!

Caso contrário, se você não tiver como comprar, uma xícara de café extra forte é tudo o que você precise.

Se você nunca consumiu cafeína antes, comece sempre com pouco para que, conforme o corpo for criando tolerância, você tenha como aumentar a dose.

Se você já começar com uma dose alta de cafeína, nem sempre você poderá usar uma dose ainda mais alta. Menos é mais!

Resumindo

Espero que não esteja confuso com tantas recomendações distintas sobre qual é o melhor horário do dia para treinar.

No fim, tudo o que você precisa entender e levar em consideração, é isto:

A hipertrofia muscular poderá ser obtida através do treino com pesos em qualquer horário do dia.

Se você estiver treinando pesado, fazendo dieta e descansando, e estiver fazendo isso com regularidade, você vai crescer.

É o processo de estímulo (treino) e recuperação (descanso e dieta) que vai fazer o músculo crescer e não somente o horário do dia que você treina.

Isto significa que o melhor horário para treinar visando hipertrofia, é aquele que você gosta de treinar OU que você pode treinar.

Somente em último caso, somente se você tiver o LUXO de escolher o horário do treino e ainda não ter uma opção pessoal, somente nesta situação treinar a tarde e a noite possa gerar uma pequena vantagem acima dos outros horários.

Fora isso, não queime neurônios a toa. Treine quando puder e torne este horário no melhor horário para você.

Comments

comments

Clique para Ler

Advertisement

Facebook




Mais Acessados