Connect with us

Alimentação e Nutrição

Vale a pena cortar os carboidratos à noite?

Published

on

Para o praticante de musculação, acho que é uma questão bem simples: após o treino, seja ele de dia, de tarde, de noite ou de madrugada, com chuva ou com sol, é OBRIGATÓRIO a ingestão de carboidratos

Esse negócio de cortar carboidrato à noite é uma coisa que vem de não sei quantos anos atrás. Faz parte do mesmo grupo de informações da tal faixa de batimento cardíaco para melhor queima de gordura e de que apenas os aeróbios promovem perda de gordura, e também de que a natação é a cura para todos os males, ou seja: são ideias com pouco fundamento, que se enraizaram e ficaram como “verdades absolutas”.

Certo, vamos tratar da refeição noturna, mas vamos primeiro falar de consumo de carboidrato durante todo o dia. Em uma conta hipotética, uma pessoa necessita de 800 gramas de carboidrato durante o dia todo, e faz 6 refeições diárias. Desde que ele consuma isso distribuído em todas as refeições do dia, que seja de carboidratos complexos, não há justificativa para que ele distribua isso nas 5 primeiras refeições e corte o carboidrato antes de dormir. Para isso, vale lembrar que nosso metabolismo basal é responsável por cerca de 70% a 85% dos nossos gastos energéticos. Então, o que quer dizer? Que, mesmo dormindo, vamos gastar energia. Portanto, se isso vale pra uma pessoa que não pratica atividades físicas no período noturno, imagine pra quem acaba de chegar de um treino de musculação.

Na verdade, nem precisaria continuar falando sobre consumo de carboidrato à noite depois do que acabei de escrever, mas vou explicar melhor como funciona para quem acabou de treinar, para que fique bem entendido. Imagine o seguinte: você faz um treino de musculação no período noturno. Você gastou energia e degradou seus músculos nesse treino.

Após o treino, você vai ter que escolher: ou comer apenas proteína, e essa ser usada principalmente para repor a energia gasta durante o treino, ou comer carboidrato, para que esse seja usado como repositor de energia e também para produzir um pico de insulina, e proteína, agora sim, desempenhando seu papel no crescimento e/ou manutenção muscular. Eu, particularmente, fico com a segunda opção. Pra quem fica com a primeira opção, qual a justificativa? A pessoa esta em busca de liberação de cortisol e de catabolismo? E, olha que legal, isso vai continuar acontecendo durante toda a noite!!! Bom, né?

Então, para o praticante de musculação, acho que é uma questão bem simples: após o treino, seja ele de dia, de tarde, de noite ou de madrugada, com chuva ou com sol, é OBRIGATÓRIO a ingestão de carboidratos. Ah, mas tem gente que vai falar sobre a liberação de GH noturno!!! Basta que eles lembrem que o carboidrato, consumido logo após o treino, será utilizado rapidamente, interferindo pouco nesse aspecto. E, além disso, a liberação de GH noturno já é otimizada após um jejum de carboidrato de 4 horas, onde já se entra em hipoglicêmia, situação interessante para a melhora na liberação de GH.

Portanto, como sabemos que a pessoa vai tentar dormir suas 8 horas diárias, sobra bastante tempo para o GH… e, mesmo que, hipotéticamente, bloqueemos essa liberação de GH, o que é preferível: ficar sem a liberação otimizada de GH noturno, ou deixar que o organismo fique em estado catabólico por 8 horas??? Já ouviu falar da expressão “Vale Catabólico”? Se não, é uma expressão usada por fisiculturistas para designar a fase noturna, quando estamos dormindo, onde não se tem ingestão de alimentos de qualquer espécie por um longo período. Já imaginou, que legal, é estar nesse vale catabólico, e ainda tendo que se virar para a recuperação pós-treino, sem ter consumido carboidrato? Eu, só de pensar, devo ter perdido umas 300 gramas de massa muscular.

Para quem insistir no assunto liberação de GH, essa pessoa deve se lembrar que um dos momentos de maior liberação desse hormônio é durante treinos realmente intensos. Portanto, basta treinar sério que ela terá a liberação do seu querido GH otimizado.
Agora você pode estar se perguntado: Ah, mas muita gente corta carboidrato no período noturno e tem sucesso em dietas de perda de peso.

Tem mesmo? E isso é devido exclusivamente a cortar carboidrato na refeição noturna, ou a um déficit calórico no total do dia? A verdade é que essas pessoas teriam um resultado melhor se cortassem esse carboidrato divido durante o dia todo. Se, por exemplo, em uma dieta com o consumo planejado de 250g de carboidrato, essa pessoa tivesse, ao invés de comer 5 refeições com 50 gramas de carboidrato, e nada na última, elas tivessem consumido 40 gramas de carboidrato em todas as 6 refeições, com certeza, elas teriam perdido muito mais gordura, e menos massa muscular.

Agora vai a pergunta: vocês vão cortar seus carboidratos nas refeições noturnas?

Eu não!!!

Por Bruno Gonzalez ([email protected])

Personal Trainer e Bodybuilder
Campeão Classe IV – Vº Mr. Aço 2008 Volta Redonda/RJ
Campeão Classe III – Campeonato Bodybuilding Extreme 2008 Bhz/MG
2º lugar Classe III – Campeonato Nacional de Fisiculturismo (Extreme) 2009 Bhz/MG
3º Lugar Classe III – Campeonato Mineiro 2009
Vice Campeão Classe III – Campeonato Mineiro 2010

Comments

comments

Alimentação e Nutrição

Dieta simples com o que você tem em casa para emagrecer rápido e saudável

Published

on

By

Esta dieta para emagrecer em 15 dias permite uma rápida perda de peso, podendo-se reduzir cerca de 5 Kg em apenas duas semanas e sem muito sacrifício.

Porém, quanto maior for peso que se tem para perder maior deverá ser a velocidade de emagrecimento, por isso normalmente as primeiras semanas de dieta o emagrecimento é maior.

Cardápio completo para um emagrecimento rápido

A tabela a seguir traz um exemplo de 3 dias de cardápio da dieta para emagrecer.

Refeição Dia 1 Dia 2 Dia 3
Café da manhã 240 ml de leite desnatado + omelete feita com 1 ovo e tomate Vitamina de frutas sem açúcar + 1 col de sopa de chia Iogurte desnatado + 1 col de sopa de linhaça + 2 fatias de queijo assado com alface e tomate
Lanche da manhã 1 maçã + 3 castanhas 2 fatias de queijo e presunto + 1 taça de gelatina 1 pêra + 3 amendoins
Almoço/Jantar 150 g de filé de peixe + 2 col de sopa de grão de bico + salada cozida + 2 fatias de abacaxi 150 g de peito de frango + 2 col de sopa de feijão + salada crua refogada + 1 laranja Sopa de legumes com quinoa + 1 ovo cozido + 1 fatia de melão
Lanche da tarde 1 iogurte desnatado + 1 col de sopa de linhaça 2 fatias de melancia + 3 castanhas 1 xícara de chá sem açúcar + omelete de legumes

As dietas que prometem resultados rápidos devem ser feitas por um tempo limitado e qualquer dieta deve ser feita com supervisão do nutricionista, especialmente se a pessoa tiver alguma doença como diabetes e hipertensão.

2 Regras simples para esta dieta funcionar

  1. Alimentos permitidos: carnes magras, peixes, ovos, frutos do mar, leite e derivados desnatados, sementes, castanhas, legumes, verduras e frutas.
  2. Alimentos proibidos: açúcar, batatas, macarrão, pão, arroz, farinhas, maionese, manteiga, óleo, azeite, banana, uva, abacate e carnes processadas como linguiça, salsicha, bacon e presunto.
  3. Começar a dieta desintoxicando melhora os resultados, por isso veja uma receita excelente de sopa detox para completar esta dieta.
Esta dieta pode ser complementada com chás para emagrecer, como de limão e gengibre ou chá verde, que ajudam a reduzir o inchaço e a retenção de líquidos, diminuindo o apetite e acelerando o metabolismo.

Os remédios como sibutramina ou orlistat ajudar a emagrecer mais rápida são uma opção, especialmente quando a obesidade coloca em risco a saúde, mas só devem ser tomados com indicação do gastroenterologista ou do endocrinologista, caso contrário, quando o remédio acabar é muito possível que se engorde novamente.

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Dieta Fitness: como temperar sua alimentação?

Published

on

By

Para conquistar um corpo definido, com músculos e barriga chapada, é muito mais do que exercício ou ficar 24hrs na academia.

Estamos falando da dieta, ela sim é responsável por aquela barriguinha chapada que você vê na praia, ou aquele corpo bem definido escultura.

O problema é que muitas pessoas não sabem como temperar  suas marmitas fitness ou fazer aquela refeição gostosa.

Sal é uma boa escolha? NÃO! Não é, pois ele retém líquidos e com isso você irá ficar mais inchado, mesmo que seu prato seja bem saudável. Vai fazer uma salada com óleo? O ideal seria com óleo de coco. Você precisa pensar bem como será o tempero da sua refeição.

Então abaixo iremos dar algumas dicas de como preparar o sabor da sua alimentação com produtos naturais que não irão estragar  todo o seu trabalho.

Óleo de coco

O óleo de coco pode ajudar a emagrecer e pode também trazer uma série de benefícios à saúde, que vão desde a melhora dos níveis de colesterol até a diminuição dos estoques de gordura abdominal.
Assim como ocorre com o popular azeite, o óleo de coco pode ser encontrado com mais frequência em duas versões: refinado e extra-virgem. Enquanto este último é extraído a frio, sem o auxílio de produtos químicos, o óleo de coco refinado é extraído a partir da utilização de altas temperaturas e solventes químicos.

Farinha de coco

Depois do sucesso do óleo de coco, agora chegou a vez de conhecermos os benefícios da farinha de coco. E se você já ouvi falar mas nunca a utilizou, aproveite para saber um pouco mais sobre suas propriedades e algumas sugestões de receitas saudáveis com a farinha do momento.

A farinha de coco pode ser utilizada para melhorar o funcionamento do intestino, diminuir os níveis de colesterol e até para acelerar o metabolismo, aumentando a queima de gordura estocada no corpo. 
A farinha de coco tem diversos usos, sendo um deles a substituição de parte das farinhas à base de glúten em receitas saudáveis, como pães e bolos integrais. Outro uso da farinha de coco é na hora de fazer frango ou peixe empanados – basta passar o filé no ovo, em seguida na farinha e pronto, você terá um delicioso empanado sem glúten.

Temperos zero sódio

Possui no mercado alguns temperos zero sódio com sabores, que por sinal são muito bons a Mrs Dash é uma marca de temperos norte-americanos comercializados pela B&G Foods. Na década de 1980, estava frustrada com os produtos disponíveis para dar sabor às refeições nutritivas que ela preparava em casa para sua família. Diante dessa situação, foi inventado uma mistura sem sal para suprir sua necessidade de temperar seus alimentos de uma forma conveniente e saudável, sem o uso de sal. A fórmula original; que foi comercializado pela primeira vez em 1981, foi desenvolvido com uma variedade de fornecedores de especiarias. Você pode encontrar nesses produtos , temperos naturais como: pimenta, cebolas e ervas que você pode temperar carnes e peixes, tomate e alho,  entre outras coisas, que vai da mais sabor a  sua alimentação.

Mostardas

Alem de temperos naturais temos molho de mostarda Mrs Taste é feito especialmente para uma alimentação saudável, com ZERO sódio, ZERO calorias e ZERO açúcar. E pra ajudar também é FONTE DE FIBRAS. Quer inovação melhor do que um condimento com fibras, que além do auxílio no bom funcionamento intestinal, ainda proporciona sensação de saciedade auxiliando no controle do peso, além de ajudar a controlar a glicemia e o colesterol.

Ketchup Zero

A SS Natural, possui uma grande linha de produtos delicioso com zero açúcar e zero sódio, um deles é o Ketchup Zero Sem adição de sódio, sem adição de açúcar e adoçado com stevia.

Além do Kectchup a SS Natural possui a deliciosa Mostarda Zero, Barbecue Zero, Maionese Zero, Óleo de Coco Spray e temperos como: Salgante, contendo em seus Ingredientes: Amido de Milho, Cloreto de Potássio, Fibra Insolúvel Natural e Ácido Glutâmico, Pimenta nos Ingredientes: Pimenta Chilli, Cominho, Fibra Insolúvel Natural, Pimenta Cayena, Páprica Doce, Orégano, Cloreto de Potássio, Alho, Coentro e Ácido Glutâmico, Carne: Ingredientes: Mostarda, Cloreto de Potássio, Páprica Doce, Fibra Insolúvel Natural, Pimenta Cayena, Tomilho, Orégano, Coentro, Cebola em pó, Aipo em pó, Ácido Glutâmico e Aroma Natural de Carne, entre muitos outros, que no qual você ode preparar sua salada sem medo algum, pois tem a certeza que nenhum produto vem com adição de sódio e nem de açúcar.

 

Acredito que agora você irá conseguir por mais sabor a sua alimentação e sem preocupação se esses alimentos realmente estão fazendo bem ou mal ao seu organismo.

Diga-nos o que achou desse artigo.

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Cardápio de Hipertrofia Feminino

Published

on

By

Cardápio de Hipertrofia Feminino

Seguir entre 2 e 3 meses, a meta é obter o ganho de pelo menos 1-1,5kg de massa magra ao mês. Como as opções dos cardápios são bem saudáveis, o objetivo é evitar ao máximo o aumento de gordura corporal junto com essa massa muscular, mas o ganho de gordura é inevitável durante essas fases, um pouco irá ocorrer.

DESJEJUM

  • 1 copo de extrato de soja zero + 30g de whey protein + 5g de glutamina
  • 2 fatias de pão integral ou 4 torradas integrais + creme de ricota light/requeijão light/patê de atum/peito de peru/peito de frango/queijo branco baixa gordura – PROTEÍNAS À VONTADE
  • 1 fruta + 3g de BCAA

LANCHE DA MANHÃ

  • Escolher 2 das opções: Oleaginosas com uva passa e damascos (1 punhado) ou Atum com cottage (levar misturado numa tupperware) ou 1 barrinha de proteínas ou 1 iogurte light ou Rolinhos de peru com cottage ou 1 latinha de salmão no azeite ou 1 dose de Blend Proteico com extrato de soja zero e aveia ou Doce com 30g de Blend Proteico com pasta de amendoim sem açúcar.

 

ALMOÇO

  • Batata doce ou cenoura ou arroz integral – cerca de 100g
  • 2 unidades M de bife magro OU filé de frango OU peixe OU omelete – Sem ser fritura!
  • Salada variada – todos os dias – com azeite de oliva + 1 punhado de oleaginosas

 

LANCHES DA TARDE (INCLUINDO LANCHE PRÉ-TREINO) – COMER DE 2/2 HORAS

  • Intercalar entre receitas para aumentar massa muscular – consumir 1 receita a cada 2 horas.
  • Antes do treino: 3g de BCAA

 

LANCHE PÓS-TREINO

  • 30g de Whey protein + 5g glutamina + Frutas ou Batata doce + 3g de BCAA

 

JANTAR

  • Proteína à vontade (aumentar quantidades) + salada com azeite + fruta ou suco light
  • Sobremesa: 1 barra proteica com pasta de amendoim sem açúcar

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook



Mais Acessados