Connect with us

Alimentação e Nutrição

Whey, creatina, carbo: novos conceitos em nutrição esportiva derrubam mitos

Published

on

Fisiologista comenta novidades apresentadas em congresso nos EUA sobre temas polêmicos na área da nutrição e dos suplementos nutricionais. 

No penúltimo final de semana, aconteceu na cidade de Phoenix, Arizona, nos Estados Unidos, o 14° Encontro Anual da Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva (Internacional Society of Sports Nutrition- ISSN) e nossa equipe foi representada pela Dra. Gerseli Angeli. Durante o evento foram abordados os temas mais atuais e também polêmicos na área da nutrição e dos suplementos nutricionais. Dentre os principais assuntos, cabe destacar alguns:

– Creatina: 
Estudos científicos muito consistentes comprovam que a creatina, além de ser extremamente segura, traz inúmeros benefícios, não só para os praticantes de atividades físicas que buscam o fortalecimento muscular e a performance, mas também para aqueles que desejam combater o envelhecimento.

O consumo de creatina apresenta um efeito anticatabólico sobre os músculos e ossos, ou seja, ajuda a combater a perda de massa óssea (osteopenia e osteoporose) e de massa muscular (sarcopenia- inerente ao processo de envelhecimento), daí seu crescente uso pela medicina antiaging.

– Whey Protein:
Os inúmeros estudos apresentados no congresso da ISSN confirmam as informações que já vêm sendo difundidas pelo American College of Sports Medicine (ACSM) e derrubam o mito de que dietas ricas em proteínas podem prejudicar os rins e fígado. Este é um conceito que precisa ser definitivamente aceito pelos profissionais das ciências do esporte.

Um estudo avaliando o consumo de uma dieta contendo 3g/kg de peso de proteína por dia, durante o período um ano, demonstrou não provocar qualquer tipo de alteração nas funções hepática e renal, nem alterações nos níveis de colesterol e triglicérides.

Por outro lado, o maior consumo de proteínas contribuiu para a perda de gordura corporal e aparentemente para melhora da massa óssea. Estudos apontam ainda que a distribuição do consumo de proteína ao longo do dia, aproximadamente 20g por dose, e a associação desse consumo à prática de exercícios, apresenta uma interação muito positiva para a saúde, contribuindo para o ganho de massa muscular e protegendo contra a perda de massa magra tão comum em processos de emagrecimento e inerente ao processo de envelhecimento.

– Carboidrato:
Pesquisas avaliando o efeito de dietas com baixo consumo de carboidratos, especialmente a dieta cetogênica, também foram apresentados, e o que se pôde observar até o momento é que dietas com baixo consumo de carboidratos não são ideais para praticantes de atividades físicas e atletas, uma vez que o carboidrato é um nutriente fundamental para esses indivíduos.

Sabemos que estas informações recentes vão provocar polêmicas, porém cada vez mais precisamos enfatizar que os conceitos com fundamento científico precisam derrubar os mitos criados por informações erradas.

Referência: www.sportsnutritionsociety.org

*As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do site

por: Turíbio Barros,

Mestre e Doutor em Fisiologia do Exercício pela EPM. Membro do conselho científico da Midway Labs, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo FC e coordenador do Departamento de Fisiologia do E.C. Pinheiros. Membro do American College of Sports Medicine. www.drturibio.com

Comments

comments

Alimentação e Nutrição

10 receitas de hambúrguer vegano impressionantes e irresistíveis

Published

on

By

O hambúrguer é um tipo de lanche gostoso e versátil. Tradicionalmente, ele é preparado com carne bovina, mas pode também ganhar outras variações como frango e porco. A novidade, porém está nos hambúrgueres veganos.

Para quem não come carne e nenhum outro produto de origem animal (ovos, leite e seus derivados), substituir o tradicional hambúrguer bovino pode parecer tarefa difícil, mas não é. Na verdade, há uma infinidade de deliciosas receitas sem carne e preparadas com os mais variados ingredientes – de grão de bico até cogumelos.

Confira essa lista de 10 receitas de hambúrgueres veganos para preparar um lanche superdiferente e surpreender todo mundo.

1. Hambúrguer de arroz e feijão: a tradicional combinação brasileira pro almoço ou jantar do arroz com feijão ganha, aqui, uma nova adaptação – a de um saboroso hambúrguer vegano. Além do arroz e do feijão, os outros ingredientes necessários para preparar essa delicia são cebola, quinoa, azeite, sal, especiarias a gosto e beterraba, que dá uma coloração toda especial para o hambúrguer.

2. Hambúger de feijão branco e beterraba: quem não pode consumir glúten vai adorar essa receita. Preparado com feijão branco, beterraba, alho, cebola, cheiro-verde, azeite e amido de milho, esse hambúrguer vai surpreender todo mundo. Aproveite!

3. Hambúrguer de feijão carioquinha: extremamente fácil de preparar, esse hambúrguer fica pronto em menos de vinte minutos. Atenção para os ingredientes: feijão carioquinha cozido, farinha de mandioca, cebola, alho, pimenta-do-reino, sal e outros temperos a gosto.

4. Hambúrguer de feijão preto: o tradicional feijão preto, usualmente usado para preparar uma deliciosa feijoada, ganha, aqui, uma nova receita – a de um espetacular hambúrguer vegano. Ele dura até dois meses no congelador e rende seis porções médias. Vale a pena experimentar.

5. Hambúrguer de feijão acebolado: além de um delicioso hambúrguer de feijão preto, essa receita te ensina a preparar uma cebola refogada muito gostosa. O segredo para ela ficar bem douradinha e macia é refogar com açúcar demerara por dez minutos.

6. Hambúrguer de feijão fradinho: muito comum na culinária baiana, o feijão fradinho, ou feijão de corda, é um grão versátil, saboroso e muito nutritivo. Aqui, ele é o ingrediente principal para preparar um hambúrguer vegano. Para dar liga, o segredo está em usar a farinha de rosca até dar o ponto.

7. Hambúrguer de feijão vermelho: até mesmo quem não dispensa um hambúrguer de carne vai pensar duas vezes quando ver essa receita. Preparado com feijão vermelho, cebola, pimentão vermelho, alho, limão, cheiro-verde, coentro, farinha de rosca, pápricas doce e picante e tempero para chilli, esse hambúrguer vai agradar os mais variados paladares.

Hambúrguer vegano de grãos

8. Hambúrguer de castanha-de-caju: em um processador, triture a cebola, cenoura, alho e castanha-de-caju. Adicione o arroz, 1/2 xícara de lentilha, coentro, manjericão, cominho, páprica doce, pimenta e o sal e bata bem. Misture manualmente o restante da lentilha e o óleo de coco. Em uma tigela separada, misture a farinha de linhaça com a água morna e deixe descansar por 2 minutos. Acrescente essa mistura ao restante da massa. Modele e leve para fritar. Está pronto!

9. Hambúrguer de quinoa com gergelim e aveia: sabe aquelas sobras de saladas que ficam na geladeira? Que tal usar esses ingredientes para preparar um hambúrguer vegano muito diferente e gostoso? Junte os ingredientes e temperos, acrescente a farinha de aveia para dar liga e modele os hambúrgueres.

10. Hambúger de grão de bico com molho tahine: o tahine é um creme ou pasta feito de sementes de gergelim muito usado na cozinha do Oriente Médio. Nessa receita, ele dá um sabor todo especial para o hambúrguer vegano, que é feito com outros ingredientes especiais como grão de bico, farelo de aveia e polvilho doce. Fica uma delícia!

Hambúrgueres veganos, em sua maioria, são muito fáceis de fazer e levam os mais variados ingredientes. Ótima opção para o lanche da tarde ou até mesmo para uma janta diferente, essa delícia pode surpreender até mesmo quem não dispensa carne. Escolha o seu preferido e prepare aí na sua casa!

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Gelo de abacaxi e gengibre leva à perda de até 5 quilos por mês

Published

on

By

Esta receita é fantástica quanto aos resultados.

E é muito prática no que se refere à utilização, pois você pode usá-la como um picolé ou como um cubo de gelo em sua bebida favorita.

O que falar do abacaxi e do gengibre em termos de ação emagrecedora?

Os dois estão consagradíssimos como alimentos que contribuem fortemente para bons resultados em dietas que objetivam o emagrecimento.

O segredo do abacaxi é ser bastante diurético e conter poucas calorias  – menos de 160 numa fatia de 100 gramas.

O abacaxi ainda auxilia a digestão e melhora a circulação.

O gengibre acelera o metabolismo, o que agiliza a queima dos excessos alimentares.

Ele sacia a fome e queima gordura localizada.

E também é perfeito para a desintoxicação do organismo, sendo considerado um poderoso anti-inflamatório, anticoagulante, antioxidante e bactericida.

O gengibre ainda apresenta propriedades terapêuticas sobre o sistema digestivo, pois estimula a liberação de enzimas que promovem o esvaziamento do estômago.

E estudos demonstraram o potencial dessa raiz para baixar o nível do colesterol.

Quer aprender a fazer o gelo de abacaxi e gengibre?

A receita está a seguir.

INGREDIENTES

3 xícaras (chá) de abacaxi cortados

250 ml de água

1/2 xícara (chá) de gengibre picado

MODO DE PREPARO

Bata os ingredientes no liquidificador.

Não adicione açúcar, adoçante ou mel.

Em seguida, coloque a bebida em forminhas de gelo e ponha no congelador.

MODO DE USAR

Depois que congelar, use os cubos chupando-os como se fosse um picolé ou para gelar bebidas como água, suco, vitamina e água de coco.

Comments

comments

Clique para Ler

Alimentação e Nutrição

Este é o suco mágico: termogênico e desintoxicante, ele elimina 3 kg em um mês!

Published

on

By

Algumas pessoas não entendem a importância de receitas naturais para ajudar a emagrecer.
Elas dizem que, para perder peso, basta fazer dieta e exercícios.
Não é verdade.
Muitos têm uma enorme dificuldade para emagrecer.
Tem gente que não atinge o peso ideal só com dieta e exercícios.
Estas pessoas precisam de uma força extra.
E muitas vezes essa força extra são nossas receitas naturais.
Recebemos sempre agradecimentos de quem, com nossas dicas, conseguiu perder peso.
E é isso que nos motiva a sempre divulgar neste modesto blog boas receitas para ajudar a quem quer vencer a balança.
A receita de hoje é mais uma das maravilhosas receitas que têm ajudado tantas pessoas a emagrecer.
É uma simples bebida que combina dois extraordinários aceleradores do metabolismo e queimadores de gordura.
Que bebida é essa?
Vamos antes falar dos ingredientes para que você entenda bem a eficácia da receita.
O primeiro ingrediente é a berinjela.
A berinjela é rica em proteínas, vitaminas (A, B1, B2, B5, C), minerais (cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio) e alcaloides que diminuem a pressão sanguínea.
E existem muitos estudos sobre o auxílio da berinjela na redução das taxas do colesterol.
Ela também ajuda a controlar a glicose e a normalizar a pressão.
Tem mais, viu?
Uma substância presente  na berinjela, a niacina, contribui intensamente para o emagrecimento.
Além disso, há as fibras, que são responsáveis por proporcionar uma sensação de saciedade e ainda auxiliam na redução da absorção intestinal da gordura.
E, para você que quer “exterminar” a barriguinha, olha esta notícia: uma pesquisa feita pelo Departamento de Nutrição e Dietética da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) constatou que houve uma redução significativa na circunferência da cintura (ou seja, a gordurinha abdominal) do grupo que incluiu a berinjela na dieta.
Como se não bastasse, esse grupo ainda viu o índice de massa corporal (IMC) baixar e o percentual de massa magra subir.
O outro ingrediente da receita é o poderoso gengibre.
O gengibre é um potente termogênico, isto é,  acelera o metabolismo, o que agiliza a queima dos excessos alimentares.
Ele ainda sacia a fome e queima a chamada gordura localizada.
E é perfeito para a desintoxicação do organismo.
Ele tem ação anti-inflamatória, anticoagulante, antioxidante e bactericida.
E possui propriedades terapêuticas sobre o sistema digestivo, pois estimula a liberação de enzimas que promovem o esvaziamento do estômago.
Por melhorar a circulação e ser anti-inflamatória, atua contra varizes e celulite.
Outro efeito do consumo regular do gengibre é a diminuição das taxas do colesterol ruim.
Agora que você já sabe os motivos desta receita ser tão especial chegou a hora de aprendê-la:
INGREDIENTES
1 xícara (chá) de berinjela com casca
1 colher (sopa) de gengibre ralado ou em pó
250 mL de água
MODO DE PREPARO
Bata tudo no liquidificador e beba imediatamente.
Tome um copo em jejum, todos os dias.
Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook


Mais Acessados