Connect with us

Destaque

Diana Arêas

Published

on

Sou Diana Arêas. Tenho 29 anos, sou casada, tenho dois filhos, dona de casa e sou atleta de fisiculturismo. Sempre fui adepta à musculação desde a adolescência, mas depois que engravidei da Ana Laura, minha filha mais velha, fui me afastando da academia, com José, o meu caçula, ir malhar já não estava entre as minhas prioridades. Porém, depois do resguardo, com as inquietudes de uma mulher que acabara de ser mãe pela segunda vez, resolvi mudar o rumo da minha vida. Não apenas voltei aos treinos como também conheci o fisiculturismo e me apaixonei.

No início, como acredito ser comum na espécie humana, pensei que não conseguiria, que não daria conta da rotina de cuidar da casa, dos filhos, do marido, ainda ir para academia e seguir a dieta. Realmente não foi fácil. Ao contrário. Foi muito difícil mesmo. Pensei em desistir, tinha dias que só conseguia ir à academia depois de uma longa jornada em casa, mas encarei tudo como obstáculos a serem superados. Fui vencendo um a um. Não deixei meu corpo, aquela altura já em transformação, dominar a minha mente. Vivi um dia após o outro, como manda o manual, e deixei as coisas tomarem seu rumo.

Diana-Arêas---Fotos-de-Ricardo-Bueno-(1)

O regresso aos treinos após a segunda gestação não foi por conta do fisiculturismo. Eu mal conhecia as categorias e a realidade do esporte que viria me encantar algum tempo depois. Eu já havia eliminado os quilos a mais da gravidez e recuperado um pouco da auto-estima quando um amigo me convidou para participar de um evento de fisiculturismo em minha cidade em 2014. Relutei em aceitar porque achava que aquilo não era para mim, que não teria condições de disputar e, muito menos, de vencer. Conseguiram me convencer e três meses depois estava eu no palco pela primeira vez, ainda meio desajeitada com aquela novidade e com os holofotes. E, para minha surpresa, fui campeã na categoria welness até 1,63. A conquista na estreia, antes inimaginável, serviu de combustível para que eu não parasse mais.

Diana-Arêas---Fotos-de-Ricardo-Bueno-(5)

Eu não sou atleta de alto escalão, estou longe disso. Conquistei mais títulos depois do primeiro, mas nada mudou. Continuo a mesma Diana do início. Faço a mamadeira do meu filho, cozinho o feijão para o meu marido, lavo, passo e não deixo de treinar, não deixo de seguir fazendo o que aprendi a amar.
E essa é a lição que eu posso dar para as mulheres e para os homens também que desistem dos seus objetivos nos primeiros obstáculos que encontram pelo caminho. Se aquilo que escolher para fazer não te conquistar, se não for por amor, você vai desistir mais cedo ou mais tarde. Fazer o que gosta dá prazer, não encaro como obrigação. Treinar faz parte do meu dia, como levar os filhos para escola, ir ao supermercado.

Diana-Arêas---Fotos-de-Ricardo-Bueno-(4)

O fisiculturismo despertou em mim uma Diana adormecida, que malhava na adolescência para ter um corpo bonito. Os anos passaram, os filhos chegaram e já não malho mais – atleta de fisiculturismo não malha, e sim treina. Hoje ir a academia tem outro sentido, tem um significado maior. Fazer a dieta já foi sacrifício (vez ou outra ainda é por causa das tentações e dos eventos sociais). Passei a ter uma outra visão de mundo, do corpo humano, das dores e dos sacrifícios.

O esporte mudou a minha vida de tal forma que tudo que faço acaba relacionado direta ou indiretamente. Atualmente estou cursando nutrição e espero me formar no final do próximo ano para poder ajudar a centenas de pessoas a alcançarem seus objetivos. Quero mostrar a todos que o controle das nossas vidas ainda está em nossas mãos. Não dependemos de ninguém para ser feliz.

Diana-Arêas---Fotos-de-Ricardo-Bueno-(2)

Se gostaram da minha história, querem saber mais de mim, da minha rotina, de dicas de treinos e de alimentação curtam minha página no Facebook (Diana Arêas – Atleta) e meu perfil no Instagram (@dianaareas). Vamos seguir adiante, sem tempo a perder e com foco para alcançar os objetivos.

Fotografias: Ricardo Bueno

CONTATOS : INSTAGRAM: @dianaareas
FACEBOOK: Diana Arêas

 

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque

Fisiculturista brasileira que superou um AVC faz sucesso na Europa e revela esquema de favorecimento a atletas

Published

on

By

A fisiculturista Elaine Ranzatto é sinônimo de guerreira. A brasileira superou um AVC (Acidente Vascular Cerebral) em maio de 2017 que quase a fez desistir do fisiculturismo, se mudou de Angola para a Irlanda neste ano e já conquistou o primeiro lugar no Muscle Contest.

“Fui para Luanda para mostrar o que é o mundo fitness, o que é o bodybuilding propriamente dito em termos profissionais e comecei um trabalho intenso de tentativa de mudanças de hábitos na vida dos angolanos. Eles não tinham informações sobre como se alimentar, como treinar e como cuidar da saúde de forma preventiva. Consegui concluir esta missão e agora decidi ir para a Irlanda para trabalhar e estudar”, conta a loira de 39 anos.

Antes de desembarcar na capital Dublin, Elaine Ranzatto foi campeã do Arnold South Africa 2018 em Joanesburgo, na África do Sul, e ficou em terceiro lugar no 2 Bros, evento IFBB Pro Qualifying realizado em Londres, na Inglaterra, em fevereiro deste ano. Agora ela se especializou na área ao se formar nos cursos de fitness coach e de profissional coach.

A fisiculturista brasileira explica os dois motivos pelos quais ela decidiu trocar de federação. “A IFBB Elite PRO distorceu o padrão Wellness, fazendo com que as Wellness brasileiras se adequassem ao corpo das atletas europeias por elas não terem glúteos e pernas com volume e definição, mas possuírem costas e dorsais expandidos. Para criar um time de Wellness europeias, eles pegaram algumas Body Fitness e desceram para Wellness e algumas Bikinis que subiram para a classe. O resultado seria as brasileiras aumentarem costas, dorsais e ficarem ‘quase’ Body Fitness para seguir um padrão europeu. E segundo motivo é que há um boato entre atletas e treinadores que existe uma máfia entre árbitros da IFBB Elite Pro que já têm suas atletas marcadas e preferidas já com títulos comprados, algumas por serem acompanhantes na Europa. Além disso, a IFBB Elite PRO não dá oportunidade para novos atletas crescerem pois não nos deixam tentar competir em outros lugares. Ameaçam nos banir da federação se subirmos no palco de outros campeonatos”.

“Já na IFBB PRO League isso não acontece, os campeonatos são mais sérios, carregam nomes de shows como Muscle Contest, NPC, Arnold Classic e Olympia e são mais verdadeiros. A IFBB Elite PRO está perdendo atletas bons porque não investe em patrocínio e bons shows. Em contrapartida, IFBB PRO Legue não dá prêmios em dinheiro para algumas categorias e ainda não profissionalizou a categoria Wellness, que cresce absurdamente no Brasil, mas na Europa distorcem o padrão devido às europeias não terem genética brasileira. A categoria foi criada no Brasil e a promessa no Arnold Classic 2019 é de que as Wellness sejam até 2020 profissionais na PRO League”, detalha Elaine Ranzatto, que é treinada pelos coachs Charles Mário e Monika Kimura na Europa.
(Fotos: Divulgação/Equipe Elaine Ranzatto)

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Modelo Sulamita sensualiza e mostra boa forma em ensaio de lingerie

Published

on

By

Sulamita não precisa de muito para seduzir. Prova disso são as imagens de um ensaio sensual que ela fez recentemente, assinado pelo fotógrafa Marcos Mello. Nas fotos, compartilhadas pela fotógrafo nas redes sociais,  aparece de lingerie e em poses provocantes,  em preto e branca com estampa de flores, mostrando sua boa forma – ela veste manequim 34, graças a alimentação controlada e treinos na academia e acompanhada por uma nutricionista.


“Voltei a treinar na academia, e minha alimentação tento controlar. Costumo comer grelhados com salada, mas não me privo de comer o que tenho vontade, como uma boa massa e doce. Sei que minha genética ajuda muito”, contou ela em quando posava para o fotografo Marcos Mello.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Musa do Santos é fotografada nua andando pelas vielas de uma comunidade em São Paulo durante ensaio para uma campanha publicitária

Published

on

By

Estrela de uma marca de lingerie, a modelo Larissa Franco circulou pelas vielas de uma comunidade em São Paulo vestindo apenas meia arrastão. O ensaio é para a nova campanha da marca e terá como tema “as mulheres da rua”, que retrata todas as mulheres que disputam diariamente o mercado dominado pelos homens. 

“Eu nunca tive problemas em tirar a roupa, já fiz muitos ensaios sensuais e até nu, mas esse é diferente, desafiador. A proposta da campanha me fez aceitar na hora, tendo em vista que hoje eu sou mãe e batalho para proporcionar conforto ao meu filho. Não existe ‘lugar de homem’, ‘lugar de mulher’. Estamos aqui para provar isso. Eu posso sim, colocar uma mochila nas costas, subir na moto e sair por aí fazendo entregas sem ser desrespeitada ou que digam que não estou no meu lugar”, disparou. 

Conhecida como a única Musa reconhecida pelo time do Santos, Larissa Franco está com tudo no lugar e feliz com a nova fase na vida e na carreira. 

“Muita coisa mudou. Estou mais seletiva com relação a trabalho e tenho aberto mão de propostas que possam causar algum dano emocional ao meu filho no futuro. Durante a gravidez eu pensei em parar, ficar em casa e me dedicar ao meu melhor papel, o de mãe. A maternidade me fez amadurecer emocionalmente, profissionalmente e melhorou o meu corpo também. Tudo em ordem, tudo fluindo como tem que ser”, revelou a musa do Santos. 

Fotos: MIG Produções

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook




Mais Acessados