Connect with us

Destaque

Fisiculturista brasileira que superou um AVC faz sucesso na Europa e revela esquema de favorecimento a atletas

Published

on

A fisiculturista Elaine Ranzatto é sinônimo de guerreira. A brasileira superou um AVC (Acidente Vascular Cerebral) em maio de 2017 que quase a fez desistir do fisiculturismo, se mudou de Angola para a Irlanda neste ano e já conquistou o primeiro lugar no Muscle Contest.

“Fui para Luanda para mostrar o que é o mundo fitness, o que é o bodybuilding propriamente dito em termos profissionais e comecei um trabalho intenso de tentativa de mudanças de hábitos na vida dos angolanos. Eles não tinham informações sobre como se alimentar, como treinar e como cuidar da saúde de forma preventiva. Consegui concluir esta missão e agora decidi ir para a Irlanda para trabalhar e estudar”, conta a loira de 39 anos.

Antes de desembarcar na capital Dublin, Elaine Ranzatto foi campeã do Arnold South Africa 2018 em Joanesburgo, na África do Sul, e ficou em terceiro lugar no 2 Bros, evento IFBB Pro Qualifying realizado em Londres, na Inglaterra, em fevereiro deste ano. Agora ela se especializou na área ao se formar nos cursos de fitness coach e de profissional coach.

A fisiculturista brasileira explica os dois motivos pelos quais ela decidiu trocar de federação. “A IFBB Elite PRO distorceu o padrão Wellness, fazendo com que as Wellness brasileiras se adequassem ao corpo das atletas europeias por elas não terem glúteos e pernas com volume e definição, mas possuírem costas e dorsais expandidos. Para criar um time de Wellness europeias, eles pegaram algumas Body Fitness e desceram para Wellness e algumas Bikinis que subiram para a classe. O resultado seria as brasileiras aumentarem costas, dorsais e ficarem ‘quase’ Body Fitness para seguir um padrão europeu. E segundo motivo é que há um boato entre atletas e treinadores que existe uma máfia entre árbitros da IFBB Elite Pro que já têm suas atletas marcadas e preferidas já com títulos comprados, algumas por serem acompanhantes na Europa. Além disso, a IFBB Elite PRO não dá oportunidade para novos atletas crescerem pois não nos deixam tentar competir em outros lugares. Ameaçam nos banir da federação se subirmos no palco de outros campeonatos”.

“Já na IFBB PRO League isso não acontece, os campeonatos são mais sérios, carregam nomes de shows como Muscle Contest, NPC, Arnold Classic e Olympia e são mais verdadeiros. A IFBB Elite PRO está perdendo atletas bons porque não investe em patrocínio e bons shows. Em contrapartida, IFBB PRO Legue não dá prêmios em dinheiro para algumas categorias e ainda não profissionalizou a categoria Wellness, que cresce absurdamente no Brasil, mas na Europa distorcem o padrão devido às europeias não terem genética brasileira. A categoria foi criada no Brasil e a promessa no Arnold Classic 2019 é de que as Wellness sejam até 2020 profissionais na PRO League”, detalha Elaine Ranzatto, que é treinada pelos coachs Charles Mário e Monika Kimura na Europa.
(Fotos: Divulgação/Equipe Elaine Ranzatto)

Comments

comments

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque

Americana com bumbum de 1,5m faz campanha contra obsessão por glúteos avantajados

Published

on

By

Courtney Barnes, conhecida como Ms. Miami no Instagram, onde tem mais de 830 mil seguidores, não estava satisfeita com as suas nádegas. Resolveu então turbiná-las.

Só que, sem dinheiro, Courtney apelou ao mercado ilegal. Obcecada por um bumbum novo, ela se submeteu a aplicações de substância proibida. A transformação começou quando a americana tinha 22 anos. O bumbum chegou à circunferência de 1,5 metro.

Agora, aos 35 anos, Ms. Miami resolveu posar como exemplo de excesso de vaidade e alertar outras mulheres com a mesma obsessão glútea.

Courtney, que trabalha como modelo erótica, disse que o bumbum perdeu a cor e ficou ainda mais flácido com o preenchimento. Ela ainda reclama de sofrer bullying nas redes sociais.

“OK, posso parecer uma atração de circo dos horrores por causa do meu bumbum enorme, mas quero que as pessoas vejam o meu verdadeiro eu”, disse ela em reportagem publicada no “NY Post”.

O cirurgião plástico Gonzalo Mosquera disse que Ms. Miami teve sorte de não ter tido complicações médicas em decorrência do preenchimento excessivo com substância inapropriada.

“É triste, mas é comum na região de Miami”, afirmou ele.

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

D-VASTER Pré Treino de outro planeta!

Published

on

By

O embasamento do uso de pré-treino é de que eles, quando utilizados antes dos exercícios físicos, principalmente os mais intensos, seja de maneira isolada ou combinados entre si, pode favorecer os adeptos de treinos.

A finalidade do uso desses suplementos depende do objetivo pelo qual serão utilizados.

A principal finalidade é melhorar o desempenho dos treinos para alcançar o objetivo final que é ganhar mais massa muscular.

Além disso, o suplemento pré-treino é responsável, também, por ofertar ao organismo substrato energético para que possam, também, manter ou até aumentar a performance durante os treinos.

Por isso, é necessária uma combinação adequada, em termos de componentes e quantidades, para que esse suplemento possa oferecer ao organismo condições de melhorar o desempenho nos treinos, através da força e da resistência muscular.

Sabe aquele pré-treino que você nem imagina que existe? pois é, D-Vaster não traz somente na embalagem que ele será punk, mais sim em sua formula.

Esse Pré Treino tem por objetivo o aumento da força, energia e disposição nos treinos mais intensos. Seus ingredientes agem aumentando o “PUMP” e dando aquele gás a mais nas últimas repetições, o que favorece e muito o Ganho de Massa Muscular e a Redução do Percentual de Gordura Corporal.

D-VASTER não é um pré-treino modinha, mas sim uma formulação desenvolvida com o que há de mais HARDCORE e Underground no mundo dos pré- treinos atualmente.

Benefícios
Aumento da força e energia
Maior capacidade cardiovascular
Aumento da vasodilatação
Aceleração do transporte de nutrientes aos músculos
Favorece o ganho de massa muscular e a perda de gordura
Acelera a recuperação muscular


Como tomar D_VASTER Corretamente?
A indicação de uso pra Atletas é de 2 medidores (scoop) somando 10 g e contém:

Agressive Pump NO2®
L-Arginine (1,2 g)
L-Alanine (1,8 g)
Citrullus lanatus
Beetroot Beta Vulgaris L.
Neurotic Thermatrix®
Caffeine anhydrous (400 mg)
N-Acetyl Cysteine NAC (250 mg)
L-Taurine (2,0 g)

Esses suplementos são encontrados na forma de pós e podem ser diluídos em líquidos como a água. Nos rótulos geralmente vem explicando a forma de preparo. Podem ser ingeridos cerca de meia hora antes dos treinos misturados com água gelada.

Quanto à quantidade/dosagem do pré-treino, também vem no rótulo, já que depende da composição de cada produto, não dá para generalizar e determinar a mesma quantidade para todos. 

E ai ? vai experimentar ou vai ser um ET?

confira na : www.powersupplements.com.br

Comments

comments

Clique para Ler

Destaque

Adeus pernas gigantes e bumbuns na nuca: Conheça a geração de musa fitness que entendem tudo de cozinha e buscam equilíbrio do corpo e alma

Published

on

By

Somos bombardeados na internet o todo momento pela obsessão de termos um corpo perfeito. Muitas das chamadas musa fitness fazem receitas mirabolante na internet, mas impressionam até mesmo com a quantidade na alimentação. Algumas delas chegam a comer cerca de 50 ovos ao dia em dietas. “Parecem super humanos, não lembra em nada a realidade de mulheres normais”.


Leticia Ferreira, 26 anos, representa uma nova categoria de musas fitness, buscando acima de tudo o equilíbrio entre o espírito e o corpo, e até mesmo da balança. “Adoro cozinhar, não deixa de comer o que eu quero, buscar receitas na internet e tentar equilibrar o peso com atividades físicas reais”.


Muitas reportagens de  algumas musas fitness tendem a supervalorizar o tempo em que ficam dentro das academias e a quantidade que comem ou deixam de comer. Letícia incentiva exercícios, além de nunca se privar de encontrar o equilíbrio entre o que se come e o prazer de fazer algum exercício. “Andar de patins, subir as escadas do seu prédio, tirar 30 minutos para fazer uma meditação ou ioga.  Primeiro você tem que encontrar o equilíbrio entre o seu corpo e seu eu, você não precisa comer 40 ovos por dia pra dizer que estar bem”, ressalta. 


Fotos: Smoke fotografia e Elena Derebera | CO Assessoria

Comments

comments

Clique para Ler
Advertisement

Facebook




Mais Acessados